Anime Girls

Este fórum é para todos aqueles que gostam de animes. Aqui podem falar sobre os animes que conheçem ou até conhecer outros
 
InícioPortalMembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Abr 28, 2012 7:50 am

Ohayo minna san! Cool

Peço desculpas pela demora. bunny1

Mas,aqui está mais um novo episódio.Espero que esteja ao agrado e boa leitura. bunny24

=========================================
Sakura Card Captors
Cream Captors – Sonhos Molhados.
Cap. 20 – A História de Rika.
==========================================

Respirando fundo e fechando os olhos, a tímida Rika começa sua revelação:

- Tudo começou durante a aula do prfessor Terada.Ele estava lecionando para a turma como de costume,e eu engoli meu medo, o encarei de forma mais sensual,quase intimando ele...

- Sério Rika??? – Todas perguntaram em côro,num mixto de curiosidade e excitação. – E ele? O que fez?

- Sendo o mais discreto possível,ele continuou sua aula,me dispensando alguns rabichos de olhar,mas,o mais discreto possível.No final da aula,ele me pediu que eu fosse á sala dos professores.

- E?... – Olhos atentos estavam ansiosos.

- Após recolher meu material,fui á sala dos professores,a imensa porta estava fechada,e bati tímidamente,ouvi um “pode entrar”,entrei e vi o amor da minha vida,de costas,mãos cruzadas,em pose reflexiva.Ele pediu que eu sentasse,e começou á falar:

- Sabe,Rika-chan,tenho ouvido muitos mormurinhos dos outros professores,sobre o jeito como agimos,te apontam como minha “namoradinha”,por saber do meu jeito ileso de trabalhar,a diretora não levou em conta,mas me disse para evitar tais múrmuros maldosos,que seria algo ruim para a escola se caso parasse em ouvidos alheios (polícia),e isso mesmo não sendo verdade,mancharia o nome da escola.

- Ma-mas professor,será que é tão ruim amar alguém assim?Não foi minha intenção lesar sua imagem,o que eu posso fazer se te...amo?Não consigo imaginar meu mundo sem o senhor,te quero constantemente ,até já me...masturbei pensando no...em você!Não tenho idade,mas tenho atitude!NÃO ME ABANDONE!!! – Gritei de forma quase muda.

- Calma,Rika-chan,não foi minha intenção destruir esse amor,ou esfriá-lo,quis apenas alertá-la para sermos mais discretos no nosso agir,evitar-mos o falatório dos outros,jamais que eu machucaria a pessoa que eu mais amo...

- U-um momento!O que o senhor disse?

- E-eu falei que temos de evitar o falatório dos outos e...

- Falo a outra parte sobre a pessoa que eu mais...

- Amo!Sim,Rika-chan,tentei me convencer que era uma impressão,que estava ficando louco,que era impossível,que talvez fosse pena por seus pais serem ausentes,mas,não,era simples e puro amor.Seu jeito,seu carinho,tudo me arrebatou sem defesas,e resolvi reprimir esse sentimento até o momento certo de poder me revelar,se você se lembrar de mim,lógico.

Sem dar chances de se defender,por ele estar de frente para o banco onde eu estava sentada,me atirei e dando um selinho,provei por alguns segundos os lábios dele,voltei á minha posição inicial,e o observei meio atônito,numa mistura de surpresa e gratidão,ele continuou:

- É,bem...essa é sua resposta?Você terá paciência de esperar?Estou tão grato,e feliz que não sei oque falar. – Vendo meus olhos pidões,ele se aproximou,fechei meus olhos e pude sentir o calor de seus lábios juntos aos meus,e senti o suave toque,respondi imediatamente,quase um beijo de língua,mas,o maldito bom senso impediu que ele continuasse,e ele prontamente se afastou.

- Está combinado,Rika-chan?Sejemos mais discretos,e ninguém sairá prejudicado,apenas temos á ganhar.

- Sim,sensei... – Disse meio desanimada,mas muito entusiasmada por dentro.

- Esperarei o tempo que for necessário,mas não desistirei de você,tenha certeza.

- Digo o mesmo,Terada-sensei.Sonhei muito com esse momento,e ele não vai perecer.

E assim,saímos da sala dos professores,e cada um foi para seu lado.

- WOW RIKA-CHAN!!! – Gritaram em côro

- E eu achando que meu amor pelo Yukito fosse algo pernicioso,você me superou em séculos. – Se admirava Sakura.

- E tem mais,espero que ninguém se escandalize:

- Nos encontrávamos com uma certa frequência em lugares variados,na hora do recreio,na casa dele,na minha casa,até no parque Pinguim,mas,sempre mantendo uma certa discrição.Quando atingi os 13 anos,e Terada não era mais meu professor,resolvi convidá-lo para um lanchinho á tarde na minha casa,claro que meus pais estavam fora.

- Pensou em tudo,hein? – Disparava Chiharu,com sorriso malicioso.

- Continuando.. – Dizia Rika,meio sem jeito:

- Assim que ele chegou,inicialmente fiquei meio tímida,mas,conforme a conversa ia rolando,fui me soltando até que servi a grande cartada: Sakê da melhor qualidade.

Como todo bom homen,ele não se negou á provar um pouco,e outro pouco,até que estava no ponto,apenas cheguei mais perto dele,que estava relaxando no sofá,e disse:

= Se seus lábios fossem mares,morreria afogada neles com todo prazer.=

E lhe dei um doce e tímido beijo,que instintivamente foi retribuído,saboreei cada momento daquele beijo,meu primeiro de língua,não sei se foi o calor da situação,mas suas mãos estavam me roçando,me abraçando,estava nas nuvens!

Respondi ao carinho,tateando seu peito bem definido,aproveitei para morder seu pescoço,e lamber suas orelhas,ouvi um leve gemido,sim,arranquei gemidos de Terada,isso me estimulou a fazer mais,arranquei sua camisa de seda,e mordisquei seu tórax com toda vontade do mundo,de seu peito,fui baixando até chegar á minha meta:seu volumen maximun,ele não conseguia esconder sua excitação,isso me empolgou a abrir sua braguilha,e admirar a fonte dos desejos,rijo e monumental penis,abocanhei sem esperar nada.

- E ele?!? – As meninas falavam com olhos de pomba.

- Ele apenas deixou levar,parecia que estava em transe,vi seus olhos cheios de prazer,fiquei tão feliz,que quase chorei,sério.Parece que ele tinha aberto os olhos,e me parou com o que eu estava fazendo,me deitou no sofá,e começou á me dar prazer,me lambiscando o pescoço,até arrancar minha blusinha,e ficar admirando meus seios por debaixo do sutiã de rendinha com flores tricotadas.

Sem parar,começou a lambiscar meu peito,descendo ao meu umbigo,chegando á minha púbis,com a boca ele tirou minha saia,e se deliciou com minha calcinha rosada com desenhos florais,á tirou e ficou com cara de “é tudo isso pra mim?”,inicialmenteme estimulou com sua hábil língua, - ADOREI! – quando sua destemida língua adentrou meus segredos,quase morri de tesão.

De repente,ele para com tudo,me deixando ali com cara de “quero mais”,e eu protestei:

- Se começar com essa conversa de temos parar,vamos acabar com tudo agora,e tudo bem,vou sofrer,mas,abaixar a cabeça pra sociedade,não aceito.

- Não cheguemos ao extremo,mas,se quer-me tanto,continuemos,Ri-chan,depois cuidaremos do resto.

- Continuando,quase pirei com suas mordiscadas em minha vagina,reparando que o gigante tinha acordado,me posicionei e fiquei esperando o navio aportar.

- CARACA! – As meninas não conheciam essa face de Rika.

- Obedecendo,cuidadosamente,ele foi encaixando até se sentir á vontade,após,começou o movimento ritmado,eu estava em outra dimensão,sentindo cada área de meu ser sendo invadida por aquele mastro do saber.

Já sentindo que estava chegando a hora,Terada retira seu membro de mim, e apoia nas minhas costas,para em seguida jorrar o leite quente em minhas costas,essa foi a sensação quente mais refrescante que já senti.Com o dever cumprido,apenas me abracei com ele,e fiquei assim o resto da tarde.

- Rika-chan,precoce é pouco,fiquei sem palavras. – Falava Naoko,abobada com a confissão.

- Você teve mais que atitude,meus parabéns! – Saudava Chiharu.

- E o casório vai ter? – Desafiava Sakura.

- Sim,sou oficialmente noiva não oficial de Terada,como não tenho idade para tal,entre nós sou oficialmente noiva,mas,entre o povo,não.

- Ok,eu contei minha história quem é a próxima?

- Presumo que depois dessa,acho que ninguém tem história mais cabeluda,ou será que tem? – Falava Sakura encarando as demais.

- Então conte sua novidade Sakura,acabe com nossa curiosidade,please! – Clamava Chiharu.

- Sabe que é,espero que vocês não se escandalizem,com meu segredo lá vai...

==================================================================

Não perca próximo cap. 21 – O tabu nosso de cada dia.

Até a próxima,e vou evitar tanta demora. bunny16

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Seg Abr 30, 2012 10:17 pm

adorei como sempre esta fantastica continua

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qui Jun 07, 2012 2:13 pm

Oie!!! bunny9

Vim trazer mais um cap. quentinho dessa fic que é feita para vocês com todo carinho. Laughing

HERE WE GO!!!

===================================================================

Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados

Cap. 21 - O Tabu Nosso de Cada Dia.

====================================================================

Tomando coragem para fazer sua revelação ás amigas,Sakura olhou de lado por um instante,e,voltando á olhar para frente,começou á se abrir:

- Sabe que é,aconteceu á um tempo atrás,me lembro como se fosse ontem,eu tinha retornado da casa do Shoran,e,ao chegar em casa,vi que tinha ninguém,olhei nas anotações,papai tinha ido á uma escavação,nem me lembro mais oque era,procurei pela casa,achei ninguém,subi para trocar de roupa,quando vi o banheiro aberto,e o chuveiro ligado,entrei para desligá-lo,mas,para minha surpresa,o Touya estava no mesmo,por sorte estava de costas,nem sentiu minha presença,me escondi detrás da porta,e fiquei observando,não sei como,mas estava gostando da cena,me imaginei junto dele debaixo do chuveiro,e comecei á me tocar...

- NANNI??????!! - Diziam todas em côro,parecendo belos pimentões.

- Sim,com muito prazer me toquei,enquanto meu irmão estava no chuveiro,senti um prazer uno,inicialmente achei estranho,mas,fui gostando á ponto de quase ter um orgasmo.

- SAKURA-CHAN!!!E DEPOIS?!?! - Disse Chiharu,mais excitada que espantada.

- Acabei gemendo um pouco alto demais,e ele escutou,saí mais que depressa para ele não perceber... - WOW!!! - Se admiraram as garotas.

- Então eu parei e pensei muito sobre oque tinha acontecido e cheguei a mais temível das conclusões:amava o Touya.Após um tempinho,acabei por me declarar para ele,ele é lógíco que me repreendeu,fiquei muito mal,perdi por um instante o chão onde pisava,até que tive uma idéia infalível:Usei do sentimental para seduzi-lo,e consegui me aproveitar do momento certo e agarrar sem piedade,lógico que demorou um pouco para ter a concretização do meu,que hoje é nosso amor.
Claro que papai,inicialmente foi contra radicalmente,mas,depois conseguimos dobrar a onça.

- Você tá tirando onda,Sakura-chan,só pra superar minha história,né? - Joçava Rika.

- Não creio,TÔ BEGE! - Quase gritava Naoko.

- ... - Balbuciou Chiharu.

- Duvidas de mim Rika-chan? - Sakura fala em tom desafiador.

Nesse meio tempo,Touya apareceu (pois estava conversando com o pai na cozinha).

- Como estão as coisas,amor? - Dá um beijo carinhoso,fazendo as meninas avermelharem.

= Não creio no que vejo,eles são de fato...amantes?= - Sussurravam entre si.

- Amantes,não,namorados,futuros noivos. - Disse Sakura,que ouviu a conversa.

- Não creio que vocês que são amigas da Sakura á tanto tempo,se assustem com essas coisas? - Touya olhava com um certo desdén.

- Não é isso,é que essa notícia nos pegou de surpresa,não se esquenta,Touya. - Falavam envergonhadas.

- Peço licença,para tomar um pouco de água,gomen.- Naoko se levantava e ia em direção á cozinha.

Chegando lá,ela avista Fujitaka cuidando de seus afazeres domésticos.

- Gomenasai,Fujitaka-san,vou beber um pouco de água.

- Sinta-se á vontade...?

-Naoko.

- Sim,Naoko,desculpe eu ter esquecido seu nome,tudo bem com você?

- S-sim...- Nunca havia reparado como o pai de Sakura era bonito. - E com o senhor?

- Vou bem,também,obrigado por perguntar. - Olhou de um geito que deixou a menina enrubescida.

- Fiquei sabendo das novidades,como o senhor encarou? - Dizia meio sem assunto.

- Inicialmente fui contra,mas,como não se pode vencê-los... - Enquanto falava,tentava disfarçar o olhar.

- Hmm...O importante,é a harmonia familiar. - Naoko olhava Fujitaka de soslaio.

- VÃO FICAR FLERTANDO ATÉ QUANDO? - Sakura surpreende aos dois,quebrando o clima entre o casal.

- Q-que é isso?Magina! - Diz Naoko,enquanto Fujitaka fica sem ação.

- Estávamos só conversando,filha,não pode? - Brinca Fujitaka por fim.

- Desencana,pai,foi só uma brincadeira. - Gargalhava Sakura.

- Vamos voltar,Sakura-chan? - Naoko puxava a menina pelo braço.

- Dewa mata,ne, Fujitaka-san - Se despedia Naoko.

- Ja ne,Naoko-chan. - Sorria Fujitaka.

= Saquei o clima entre vocês,mas deixa quieto,não sou ciumenta= - Cochichava Sakura ao ouvido de Naoko.

- HOE!!!- Se assustou a menina ante tal declaração.

- N-não é nada disso,Sakura-chan,apenas trocávamos idéias,não mais. - Tentou disfarçar.

- Hum,sei,mas vamos continuar nossa conversa,ok? - Desconfiava Sakura.

- H-hi! - Sem graça,Naoko concordava.

Chegando na sala,Touya estava conversando com Chiharu e Rika,discontraídamente.

- O clima entre vocês melhorou,isso é bom,sobre oque falavam?

- Sobre banalidades,e você?Flagrou o papai bolinando a Naoko-chan? - Gozava o moreno.

- Só um pouco,quero dizer,eles estavam batendo um papo discontraído.

- Sem problemas,senta amor,vamos tricotar um pouco. - Dizia Touya de geito engraçado.

Após um tempo conversando,Chiharu olha no relógio e resolve voltar pra casa:

- A conversa está ótima mas,tenho de voltar para casa.

Vamos embora também,mais um pouco,e nossa mãe nos mata. - Setenciam as outras meninas.

- Nhá,por mim vocês ficavam mais um pouco,mas,tudo bem. - Diz Sakura.

- Na próxima vez,podemos passar a noite,que tal? - Sugestiona Rika.

- Boa idéia!Eu apóio nesse sábado,que tal? - Sugere Sakura.

- Então está marcado,que tal ás 18:00? - Elas entram num consenso.

- Ótimo!Então,tchau Sakura,tchau Touya,tchau Fujitaka-sensei,obrigado por tudo e até mais. - Cada uma se despedia,e tomava seu rumo.

- Sabe,To-ya,me sinto muito mais leve após ter aberto o jogo com as garotas.

- Sério?Isso é muito bom,ter alguém confiável para contar os segredos.

Enquanto andava com as meninas,Naoko pensava em Fujitaka,sem cerimônias...

- Algum problema? - Cutucava Chiharu ante a cara de paisagem de Naoko.

- N-nenhum,só pensando...

=======================================

Não perca o próximo cap. - 22 - Amor á Flor da Idade.

Dewa matá,minna-san! bunny26

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Biia-chan
Soul Eater Fan
Soul Eater Fan
avatar

Mensagens : 358
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 19
Localização : Death City

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qui Jun 07, 2012 6:55 pm

Tou adorando~~~~~!!!!
Ponha mais depressa por favor!! XD

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Jun 17, 2012 4:50 pm

Adorei esta fantastico como sempre continua estou curiosa por mais ^^

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Jun 30, 2012 9:57 am

Konnichiwá.minna-chan! Cool

Venho trazer-vos mais um cap. fresquinho (saiu do forno agora). banny3

Boa diversão,e não se escandalizem muito,espero que agrade (nem que seja um pokim). bunny22
=====================================
Sakura Card Captors
Cream Captors Sonhos Molhados
Episódio 22 – Amor á Flor da Idade.
==========================================
- Alo,Tomoyo?é a Sakura,tudo bem?
- Oi,Sakura-chan!Tudo bem,que bons ventos lhe fazem me ligar?
- Sabe que é,é que sábado vai ter uma reunião com a “old school”,e quero te convidar pra essa pequena festa,topa vir aqui ás 18:00?
- Bem,é lógico que sim,faz um bom tempo que não encontro essas maluquetes,vai ser muito divertido,hihi!
- MARAVILHA!Então fica combinado,tá bom?Beijos.
- Beijos!
Após desligar o telefone,Sakura fica esfuziante de alegria,pois fazia tempos que não encontrava a turma toda reunida.
- Está transbordando alegria,isso é bom,minha filha. – Dizia Fujitaka parado na entrada da sala.
- Sim,papai!Vai ser muito bom reunir a turma toda,ai,ai.
- É amanhã,né?
- Hi,mal espero.*A Naoko vai vir também,tá* - Falou Sakura de forma provocativa.
- É-É,bem,nãoperguntei nada! – Fujitaka fica sem graça.
- Não fique vermelho,pai,vou acabar te cozinhando no lugar do pimentão. – Caçoa Touya,descendo as escadas.
- Não encha você também! – Fujitaka se retira da sala.
- *Tá xonadão.* - Cochicha no ouvido de Sakura.
- Dá um desconto pro pai,faz tempo que ele não vê uma mulher bonita e sexualmente interessante como Naoko-chan.
- É fato...- AI!!! – É bruscamente beliscado por Sakura.
- Acha a Naoko-chan atraente?
- Que isso,entre achar e ser tem uma enorme diferença,e VOCÊ é atraente até o último fio de cabelo.
- Hmmm,esse é o meu Touya. – Dá um beijo lascivo no moreno.
E assim,cada um foi cuidar do seu afazer.
No dia seguinte,Sakura acordou cedo (fato raro),e tratou de deixar a casa mais aconchegante possível.E tratou de se cuidar,ficando assustadoramente linda.
ÁS 17:30,ouve-se á campainha tocar.
- Já?Quem será?Foi prontamente atender á porta,ao abrí-la,era Tomoyo no melhor estilo esportivo.
- WOW,Sakura-chan,estás linda! - *é só para mim?* - Graceja aos ouvidos de Sakura.
- Quem sabe,Tomoyo-chan? – Dá uma piscada provocante á morena.
- Sou a primeira,ou já chegou alguém mais?
- Não,és a primeira!Parece que elas vão vir de forma britânica. – Dá uma leve risada.
Nesse meio tempo,a campainha toca mais uma vez,e,ao atender,são as garotas com pequenas sacolas em suas mãos.
- Irasshaimase,Chiharu-chan,Rika-chan,Naoko-chan!
- Konichiwá,Sakura-chan,Tomoyo-chan!- Elas se comprimentam e entram.
- O que é isso em suas mãos? – Pergunta Sakura curiosa ao extremo.
- Algo para deixar a reunião mais apimentada,hehe! – Disse Chiharu com um sorriso perverso no canto dos lábios.
- Chiharu...cuidado com essas maluquices,hein? – Advertia Sakura.
- É inofensivo,liga não.
- Sei...Vamos? – Falou Sakura indicando a escada.
As garotas sobem até o quarto da jovem.E tentam chegar á um consenso sobre oque fariam primeiro.
- Está decidido,vídeos eróticos,e muita fofoca. – Dizia Rika,enquanto todas concordavam.
- Vídeos estrangeiros,que são mais auspiciosos. – Sentenciava Tomoyo.
E assim foi entre um “WOW!” e um ”OH YEAH!”,elas discutiam as performances dos atores como críticas experientes.
- Agora,após tanta baixaria,é chegada a hora de desfrutarmos do “grand moment”. – Dizia Chiharu com a cara mais deslavada do mundo,revelando o conteúdo das sacolas.
- TÁ BRINCANDO CHIHARU? – Se assustou (ou ficou alegre?) Sakura,ao ver o conteúdo.
- Sim Sakura,sakê da melhor qualidade,quer fazer as honras? – Chiharu oferecia a garrafa.
- E por que não,né? – Sakura dizia enquanto pegava um copo. – Dellicious!Aprovado,sirvam-se.
E assim, as garotas se serviram,garrafa após garrafa.
- Se me derem licença,vou ao “toilet”,prerfeito? – Dizia Naoko já tropeçando na língua.
- Se demorar,vamu toma tutu. – Tentava falar Rika enxergando dobrado.
Aos trancos e barrancos,Naoko desceu as escadas,entrando na sala (tinha esquecido que havia banheiro do lado do quarto de Sakura).
Tropeçou no macio sofá,caindo acidentalmente em cima de Fujitaka que estava assistindo a televisão.
- Ouch! – Se assustou com inesperado encontro.
Recobrando seus sentidos,reconheceu a linda garota que estava bem dizer em seu colo.
- Na-Naoko-chan?Você está bem? – Se preocupou com o estado da garota.
- Estou bem sim,só queria uma desculpa para encontrar com o senhor. – Faz uma cara sapeca.– E achei!
Fujitaka fica ruborizado com a sinceridade da garota.Nesse meio tempo,ela aproxima-se mais dele,quase encostando os lábios.
- Na-Naoko,você tem noção do que faz?Pelo cheiro de sakê,presumo que está alterada,e...
- Tenho noção total do que faço.Em questão do meu teor alcoólico,não é metade do que agüento.
E,ao terminar a frase,dá um selo em Fujitaka,oque ele emenda com um beijo descompromissado.Se encaram e dão um lascivo beijo.Mãos avulsas vão percorrendo o corpo de Fujitaka,que em resposta mordisca os lábios da garota.
- Acabe comigo,my dear. – Naoko sussurrava nos ouvidos de Fujitaka
Cumprindo seus desejos carnais,Fujitaka acabou ignorando as meninas no andar de cima. (Touya,estava trabalhando até mais tarde).E,abriu com os dentes a blusa de lãzinha rósea,revelando seu sutiã verde-bebe rendado.
- Sugoi,Fujitaka. – Pensava consigo mesmo.
Com sua desbravadora língua percorreu o peito de Naoko,fazendo-a arfar de prazer.
- Umah preguntia,a Naoku,foi aonde? – Perguntava uma bêbada Sakura.
- Sei lha! – Responde Chiharu cruzando os olhos.
- Vambora caçar aquela bêbada,devi terrr dismaiodo,HAHÁ! – Falava Rika,tentando ficar em pé.
- HÓI!!! – Em côro gritavam as trôpegas amigas.
Enquanto isso,Fujitaka fora de si,curtia o momento.
- Gostosa,muito!Te quero!
- Sou tua Fuji-chan,me desfrute.
No momento que ia se aprofundar nas intimidades da garota,se escutava ao longe gritos histéricos,hinos,e canções mal-cantadas.
Mecânicamente,Fujitaka fecha sua camisa,alinha a braguilha,Naoko arruma a blusa, sobe a sainha rendada,se senta no sofá opostoao de Fujitaka e ficam assistindo TV.As garotas conseguem descer a escada á muito custo,avistando o casal vendo TV,Sakura se apoiando em Tomoyo,dá uma cutucada:
- Proque nhão falou que iria namorar um poco,hein,Naokoh?
- Que-qué isso,Xakura-tchan,tava só sistindo TV enqanto recupero as forssas,seu pai já tava aqui,xô axentei.
- Por falar nisso,que papelão,filha?Chamar suas amigas para encher a cara,isso é meio de se divertir,olha seu estado? – Falava Fujitaka de forma áustera.
- Gomen,otoxan,fazia muto tempo qe não me divertchia axim.
- Pois bem,pode pegar sua amiga,e voltar pra sua futura ressaca,hi?
- Hi!
Após subirem as escadas,Fujitaka respira aliviado,e ficava pensando no que acabara de acontecer,e gostando de cada momento.
- Danadinha,me conquistou mesmo! – Falava consigo mesmo.
Após uma noitada,as quatro garotas se despedem de Sakura,ao sair,Naoko olha com discretos olhos famintos para Fujitaka,que estava se despedindo delas.
- Bye,meninas.
- Sayonará,Fujitaka-sensei obrigada pela hospitalidade. – Falavam em côro
- Precisamos marcar mais uma reunião dessas,Sakura-chan. – Falava Chiharu.
- É,será muito bom!
De forma discreta,Fujitaka encarou Naoko e deu uma piscadela.
- Até mais,meninas,tchau! – Dizia Sakura
Entrando em casa,Sakura se jogou no sofá,com uma debelada ressaca.
-Te avisei,né? – Acusava Fujitaka.
- Minha cabeça parece que vai explodir,pai,me deixa dormir um pouco,...zzzzz
- Acho que a loucura está no sangue,só pode...- Desacreditava Fujitaka ante os acontecimentos.
==============================================
Não perca o próx. Cap. – 23 – Se Esse Sofá Falasse...
===============================================

Até a próxima. bunny23

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Ago 12, 2012 3:43 am

Olá á todos! bunny23

Trago um novo episódio quentinho,aproveite e se delicie. bunny24

===============================================================
Sakura Card Captors

Cream Captors – Sonhos Molhados

Cap. 23 – Se Esse Sofá Falasse...

===============================================================

Após os fatos ocorridos na noite anterior,Sakura estava dormindo como pedra no macio sofá,que mais parecia o único “dolce far niente” do mundo,Fujitaka estava fazendo o balanço dos gastos da casa do último mês,Touya estava curtindo seu dia de descanso assistindo filmes do Jackie Chan,enfim,após uma noite de curtição,todos estavam aproveitando o domingo para botar seus assuntos particulares em dia.

Enquanto escrevia o seu balancete,sem querer,Fujitaka começou a ter lembranças que o obrigaram meio que sem querer á escrever Naoko em meio á lista de gastos com bebidas.

= CATSO!= - Deu um esbravejo ante o desatento.

- Tenho que beber menos,e de quebra barrar a bebida das crianças. – Falava consigo mesmo.

Enquanto dormia no sofá, Sakura sonhava com as artimanhas que já havia aporontado no mesmo sofá.

- Ai,oni-chan,assim é bom,isso,ããhr...- Balbuciava Sakura.

Ao ouvir os gemidos de Sakura,Fujitaka que estava no escritório,ia chamar a atenção dela,mas,permaneceu sentado,se lembrando,quase que instantaneamente do seu momento com Naoko.

= - Seja minha esta noite,Naoko-chan,me faça o homen mais feliz do mundo.= - Se lembrava Fujitaka,esquecendo por uns instantes de suas obrigações.

- Kami-Samá,com tanta obrigação,e eu pensando nessas coisas,se bem,que aquela garota me deixou excitado,Naoko,quando vou ter um momento mais íntimo contigo,ai,ai..

Nesse meio tempo,se ouve a campainha ser tocada,Touya,que estava compenetrado no filme,se levanta para atender:

- Pois não?....é,ã....Ka-Kaho!Que bons ventos lhe trazem aqui? – Se espanta o moreno ao se deparar com Kaho Mizuki.

- Me desculpe em vir sem avisar,mas,isso é urgente,posso entrar?

- Po-pode,entre.Então,me conte oque aconteceu de tão urgente?

- TOUYA,QUEM É?? – Grita Fujitaka.

- É a minha ex-professora,Kaho Mizuki.

- Fique á vontade,obrigado pela visita. – Termina Fujitaka,voltando á seus afazeres.

- Arigato gozaimashite,Fujitaka-sensei. – Agradece Mizuki,se voltando para Touya:

- Bom,mais uma vez desculpe Touya,mas aconteceu algo muito sério,e como vocês são os únicos á par de tudo á respeito da magia corrente na região,recorro á vocês,espero não ter problemas.

- Bem,se você for mais específica,talvez possa te ajudar.

- Não me leve á mal,mas,espero a ajuda de alguém com mais intimidade com a magia,a Sakura-chan está?

- NHAY!Vou chamá-la,espere um pouco. – Saindo do hall,e se posicionando na sala,Touya grita carinhosamente:

- SAKURA,TEM ALGUÉM PRECISANDO DOS SEUS PODERES,ACORDAAAAAA!!!!!!!!!

Do sofá onde estava,Sakura desperta de imediato,se assustando,á ponto de cair no chão.

- HOOOOOEEEEEEE!!!!!!!!!!!! ESTÁ LOUCO TOUYA?!?! – Diz,enquanto se ergue.

- Tem alguém querendo te ver,você vai gostar da visita. – Ironiza o moreno.

- Are,are...Quem será?Pode deixar entrar,já estou acordada mesmo.

Ao ver quem era a visita,Sakura muda a fisionomia,e ignora a presença de seu irmão:

- Kaho-san,á quanto tempo,que bons ventos lhe trazem? – Gesticula para sentar.

- Sakura-chan,que bom ver que você está bem,peço desculpas por só vir aqui para solicitar sua ajuda,pena não ser uma visita social.

- Pode falar,não se preocupe,é sinal de que confia no meu taco.

- Então,estava cuidando dos meus afazeres,quando Eriol,me contatou mentalmente,mas que depressa cheguei á Tomoeda,já que estou em Tóquio lecionando.Ao chegar no endereço que ele me passou, até a residência de Tsukishiro-kun.E, ao adentrar,me deparo com uma espécie de vórtice aberto,podendo ao longe ver seres extra-dimensionais,e Eriol servindo de barreira humana.Perguntei oque se passava,e ele á muito custo me explicou que estava treinando com o Tsukishiro-kun,e num mal movimento de feitiços,gerou esse desequilíbrio,Yue está do lado de dentro do portal,para evitar a aproximação de tais seres.

- Meu Deus,é por isso que o Yukito não apareceu esses dias,e nem foi enviado para me avisar?

- Sim,e por usar muita energia,Eriol-kun não pode romper sua barreira de energia,e avisar-te.

- Então,o meio-inglês fez caca e não tem forças para desfazer,e de quebra meteu o Yuki no meio.- Analisava Touya.

- É, se for interpretar assim,foi.O Tsukishiro-kun queria aumentar seus poderes,e aceitou a proposta de Eriol-kun e treinar para ampliar seus poderes,pelo que o meio Clow Leed me relatou.

- E ele acha que eu sou capaz de inverter a situação.Mas,não tive poder nem para vencer meu pai,como eu vou desfazer um feitiço – mesmo que torto – da outra parte de Clow?

- Presumo que ele tenha fé em você Sakura-chan...

- Ou ele está matando cachorro á grito mesmo. – Interrompe Touya.

- Quer testar um pouco do meu grito,onii-chan? – Sakura diz,olhando sério para Touya.

- O que me diz,Sakura-chan,aceita o apelo de Eriol-kun?

- Aceito,assim,eu posso ver até onde vai meu limite.


- Perfeito,Sakura-chan,você me acompanha?
- Bom,prefiro que vá na frente,logo mais eu estarei lá.

- Sem problemas,espero não ser tarde.Syaonará,Sakura.

- Sayonará,Mizuki-sensei.

Assim sendo,ela partiu em direção da casa de Eriol,enquanto Sakura explicava para seu pai seu ocorrido.

- Compreendo,minha filha,tome cuidado,apesar de evoluir muito na magia,você ainda não é páreo para um ser de outra dimensão.

- Não se preoculpe papai,não irei para pelejar contra seres que desconheço,vou só para auxiliar Eriol no selamento desse portal.

- Que assim seja,e sabe,se der alguma coisa errada,por menor que seja,me chame que eu irei,viu?E você, - Aponta para o Touya – cuide bem dela.

- Sem problemas pai,o que eu puder fazer,farei.

Antes de ir,Sakura verificou se estava com suas cartas,colocou seu báculo no bolso e partiu pensando:

- “Se eu chamasse a Tomoyo,com certeza ela ia fazer algum uniforme bizarro.”

Chegando á casa de Yukito,tudo aparentava paz e calma,como a porta estava entre-aberta,Sakura calmamente abriu-a.

- Que estranho, será que Eriol conseguiu resolver?

Mas,ao ir mais adiante,e adentrando a sala, Sakura tem uma visão nada convencional:

Um enorme buraco não na parede,mas,sobre a parede,Eriol recitendo um feitiço com os braços abertos,ao fundo a imagem de Yue apontando seu arco para o infinito,e , finalmente,Kaho Mizuki segurando fielmente seu sino mágico.

- Sakura!Que bom que chegou rápido! – Dizia Mizuki mais aliviada.

- E oque eu posso fazer para ajudar?

- Se junte á Eriol,e evoque um feitiço de selamento,quem sabe,com dois magos seja mais fácil.

Sem muitas delongas,Sakura se aproxima e fica na mesma posição de Eriol,começando a invocação ritualística,ela pronuncia as palavras numa língua desconhecida,e sente uma forte energia invadir seu corpo.Sem seus poderes,Touya fica sem saber oque fazer:

- KESÁ!Porque eu sou tão inútil?

Apesar dos esforços da dupla,o vórtice não recuava,pelo contrário,ampliava mais.

- Temos que ter mais força,só a nossa,não está resolvendo. – Afirmava Eriol.

- E oque podemos fazer? – Sakura estava ficando aflita com a situação.

Sem dizer uma só palavra,a metade de Clow,fez uma invocação,e Yue apareceu perante os dois.

- Nanni? – Dizia,ao se ver na sala do lado de dentro,eo buraco maior.

- Precisamos de sua força aqui,será mais útil.

- E o que eu posso fazer?

- Apenas ceda sua energia para ampliar nosso campo de atuação.

Obedecendo,Yue,ficou de pé na frente dos dois abriu os braços,e começou á fazer sua doação de energia.Ambos os três ficaram em silencio,enquanto a energia percorria o ambiente.

Mizuki e Touya ficaram pasmos com a quantidade de vibrações que seus corpos sentiam.

- Acho que vou explodir! – Exclamava Touya.

- Apenas fique mais passivo,que não te fará mal. – Acalmava Mizuki.

Repentinamente,pensamentos nada condizentes com a situação,pululavam a mente dos
presentes.
- “Por que isso?” – perguntavam um por um, até que Touya explode em ódio e luxúria,sem motivos,dando um forte soco em Mizuki,e rasgando suas roupas,revelando sua lingerie.

- HÁÁÁÁÁÁ!!!!!!!! – Grita a professora,ante o surto de Touya.

A harmonia ora instalada,se conturba,e as ondas que estavam sanando a ferida dimensional recuam bruscamente,quebrando a concentração dos magos.

- O QUE VOCÊ FEZ SEU BAKATERU!!!!!!!!!!!! – Gritava Sakura ao ver o círculo de magia ser quebrado.

Reparando bem,Sakura viu a cor dos olhos de seu irmão eram diferentes.

- Não fale mais nada,Sakura-kun,nosso inimigo acidental,dominou o corpo dele. – Dizia Eriol.

Com o grito de Sakura,Touya,larga o belo corpo de Mizuki,e fica se esgoelando de rir.

====================================================
Não perca o Próx. Cap. 24. – De volta as Origens.

====================================================

Espero que esteja ao gosto. bunny5
T+ Cool

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Seg Ago 13, 2012 10:59 pm

estive um tempinho sem vir e tem logo dois novos capitulos que ainda nao tinha lido fixe^^

que mais posso dizer sem ser que contiua fantastico e cada vez estou mais viciada nesta fic continua ^^

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Set 29, 2012 7:52 am

Ohaiyo minna-chan! Cool

Agradeço ao comentário e trago um novo ep. de nossa fic.

Divirtam-se sem mo0deração:
bunny23

==========================================

Sakura Card Captors

Cream Captors – Sonhos Molhados

Cap. 24. – De volta ás Origens.

A risada escrachada do inimigo acidental fez com que todos os presentes se assustassem,devido o tom debochado com que era lançado o olhar inquisidor do ente ante os presentes…

- Oque lhe leva á tanta petulância,ser intrometido,pois sabeis que aqui não é o teu lugar? – Questiona Eriol,fitando-o cautelosamente.

- Ora,Eriol,sei muito bem aonde estou pisando,e tenha certeza que você não é um ápice da moral,estou errado?

Engolindo em seco,Eriol entendeu que o ser o conhecia intimamente.

- Co-como podes dizer tal absurdo?És algum juiz espiritual da moral e bons costumes? – Ironiza.

- Não,mas posso dizer que conheço cheiro de podre de longe,e isso me deixa muito feliz!

= - Oque eles estão falando? = - Cochicha Sakura com Mizuki.

= - Acho que falam sobre o passado nada convencional de Leed Clow e do próprio Eriol. =

- Estão segredando alguma perversão,meninas? – Diz o estranho ser,olhando de soslaio para as duas.
- Que ousadia,se tenho meus pecados o problema é tão somente meu,e NÃO SEU!Não sois um juiz qualificado para me julgar ou quem quer que seja! – Repuldia Kaho Mizuki.

- Meu sonho não é ser um juiz,somente me divirto com as fraquezas humanas,aliás,sou um Oni,não um julgador. – Diz,enquanto olha Mizuki com olhos luxuriosos.

Enquanto Kaho e o revelado Oni conversam,Eriol gesticula para Sakura ,que compreende,e mentalmente evoca um feitiço,Eriol faz o mesmo,erguendo seu báculo.Posicionados um cada lado do demônio dimensional,lançam a repentina armadilha,interrompendo a peleja entre Mizuki e o demoníaco ser,que se encontra envolto num poderoso cone de energia arcana.

- ARGH!!! – Esbraveja o ser ante o ataque.

- Rápido,vamos retirá-lo do Touya! – Fala Eriol,gesticulando pontos mágicos no ar.

Fechando seus olhos,e abrindo-os o Oni apenas esbraveja com toda força:

- MAGICUS ARBEUQ!!!!!

Com a potência do golpe da fala,tudo que estava á sua frente e atrás,é lançado para muito longe,chocando-se de encontro á parede.

- KEZÁ!!!! – Esbravejam quase que em uníssono.

- Satisfeitos? – Olha com desdém para todos.

Se recuperando do baque,Sakura procura seu livro,mas não encontra.

- Onde foi parar o Livro Clow?Droga!

Caminhando de forma insinuante até Kaho Mizuki,o Oni se abaixa,e pega ela pelo queixo,percorrendo seu belo rosto com a língua:

- Hum,é por isso que Touya fica excitado ao te ver,está explicado,você tem um gosto inebriante.

Com todo o asco do mundo,Mizuki o empurrou com uma força sobre-humana,fazendo-o dar alguns passos para trás:

- Hum-hum!Ainda tens força?Incrível como você não é frágil tal qual tinha pensado.

Enquanto ele estava distraído com Mizuki,Eriol e Sakura despertam Yue que estava paralisado desde o início:

- Até que enfim!Achei que ficaria dormindo até tarde.

- O que aconteceu?Quem é aquela coisa possuindo o Touya?Jamais vi tanta maldade no olhar do Touya.

- Caro observador,vamos voltar á nossa missão,e deixar os questionamentos para depois? – Disse Eriol.

- Tenho uma pequena ideia do que poderemos fazer .Me dê uma carona até minha casa,acho que lembrei aonda deixei o Livro. –Sakura diz categórica.

Assim sendo,levantando voo com Sakura em seus braços Yue parte em direção á residência dos Kinomoto.Pressentindo que fora ludibriado por sua conversa com Mizuki,o demônio parte em direção dos dois,mas,Eriol invoca um feitiço acertando-o,deixando o casal partir.

- Não ligo,mesmo que ela consiga o que quer,sua força será ainda inferior a minha.

Sem mais palavras,Eriol invoca um círculo de magia,fazendo com que o malévolo ser fosse entrelaçado com o poder.Por sua vez,o demônio gesticula,mas,em vão,permanece no mesmo lugar.Mizuki se aproxima dele,e dá um soco potente.

- Sei que o Touya não sentirá nada mesmo...O que faremos agora Eriol?Preso ele está,mas até quando?Sei que não podemos destruí-lo,e se jogássemos ele de volta?

- Aonde Mizuki-san?O portal está lá,mas aonde?Não sei se você reparou,não há nada na parede. – Aponta o jovem mago.
Chegando em casa,Sakura corre desesperada para seu quarto.Avista o Livro,e o coloca no chão,fazendo a invocação necessária,o último guardião desperta:

- Há quanto tempo, Kérberus!Vamos trabalhar? – Ironiza Yue.

- Sabe que não tenho medo do trabalho,Yue! – Kérberus o olha com desdém. - Sakura,pensei que tinha esquecido dos amigos? – Sorri para a jovem mestra.

- É uma longa história,depois lhe conto mais.Preciso que você me acompanhe,é urgente.

Acompanhada dos dois guardiões,Sakura parte pela janela que estava aberta.

- Tome cuidado minha filha. – Fujitaka mentalizava enquanto estava nos seus afazeres.

Enquanto estavam á caminho,Sakura explica tudo,deixando Kérberus á par dos acontecimentos.

- E agora que está feita a meleca ,precisam de todo o apoio para desfazer?

- É bem por aí,Kero-chan,com seu poder será bem mais fácil vencer aquele Oni desgraçado.
- Que assim seja,então...o poderoso Yue ficou congelado de medo?Que péssimo. – Zombou Kérberus.

- Não digo medo,mas,foi algo que me impediu de reagir. Se constrangeu Yue.

Ao chegar,eles avistam Eriol em pose de guarda,muito cansado,Mizuki segurando seu sino mágico com toda força,e,ao centro de tudo,o estranho ser amarrado já frouxamente por linhas místicas.

- Não estava mais aguentando segurar ele,mas valeu á pena.Kérberus,há quanto tempo?


- É esse o ser?Não parece grande coisa! – Diz Kérberus encarando o Oni.

Mal acabou de falar a frase,o lacre imposto por Eriol foi destruído eo Oni pôde se livrar e lançar um poderoso ataque contra o guardião,fazendo Kérberus se esconder entre suas próprias asas.

- Você é muito ousado,sabia? – Diz,abrindo suas poderosas asas.

Em contra resposta,Kérberus lança um poderoso turbilhão de chamas,atingindo em cheio seu oponente,que se defende com um escudo de energia.

- PARE COM ISSO KERO!!!VOCÊ VAI FERIR O CORPO DO TOUYA!!! – Grita Sakura desesperada.

- D-Desculpa,mas, você viu?Ele defendeu o corpo,é sinal de que ele depende de Touya para permanecer aqui. – Frisa o imponente leão.

- É verdade... = Ao invés de ataques místicos,devamos nos valer de ataques físicos. – Observa Sakura.

Desse modo,Sakura invoca a carta “Força”,e ataca ferozmente o corpo possuído,ignorando ajuda de Kérberus...Porém,a falta de intimidade com lutas,fez Sakura ser presa numa teia de energia.
Eriol e Yue resolvem atacar em conjunto,mas,por estarem muito cansados,seus ataques físicos não surtiram efeito,e,também tombaram ante o Oni.
Kérberus por ver o amadorismo dos guerreiros,não viu outra saída senão atacar o ser com todas suas forças:

- Que Sakura me perdoe...- e com toda sua energia acumulada,lançou um ataque extremo,uma bola de fogo deveras grande para o ambiente contra o corpo jaz controlado.Porém o máximo que conseguiu foi deixá-lo com as roupas queimadas e algumas avarias corporais.Em contra ataque,o Oni velozmente se atracou ao pescoço de Kérberus,fazendo-o cair desfalecido.

Vitorioso,ele parte em direção ao corpo apavorado de Mizuki:

- Vamos brincar? – Mas,vasculhando a mente de Touya,ele se volta,e olha para Sakura,presa na teia...

- Primeiro vou me servir dessa gostosa,quero saber o que ela tem,que fez o próprio irmão se deliciar...

Chegando ante o belo rosto da Card Captor,ele lambe de forma luxuriante,se divertindo em bulinar seu belo corpo:

- Y-Y-YAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHH!!!! – Grita enojada a garota.

O grito foi o estopim para o estranho e poderoso ser,começar a se contorcer de dor tal qual uma bala no estômago.
Caindo duramente no chão,ele se contorce como se alguém quisesse o expulsar na marra.
O máximo que ele escuta repetidamente em sua cabeça é a frase:
- “eliri el mia korpo estante intrusivo” – A repitição constante,faz com que o estranho demônio se enfraqueça até que ele é vitoriosamente expurgado:
- “ NUN!,NUN!!!NUNNNN!!!!!!!!” – Com isso,ele é expelido para fora do corpo de Touya.

Olhando para o ser,Touya diz categóricamente:

- Bem é sabido,se for pronunciado seu nome,perdes toda a tua força,e serás um verme sem valor,pois assim farei para lhe castigar,lixo do lixo: - E, abrindo o vórtice interdimensional Touya grita para os quatro ventos:

- KALITHEMOAL!!!!!!!!!!!!!!!!! – Assim sendo,o Oni é sugado sem direito de refultar ante o poder que envolve seu corpo.

Havendo plena calmaria,Sakura consegue se soltar da teia,Touya por sua vez,dá um doce sorriso,e cai duramente no chão.

- TO-YAAA!!! – Grita Sakura correndo para acudir seu irmão.

Os outros membros vão aos poucos despertando do sono induzido,e se admiram de ver Touya livre do odioso ser.

- Estão todos bem? - Pergunta Mizuki meio sem acreditar no que acabara ver.

- Estamos bem,mas o que aconteceu Mizuki-san? – Pergunta Eriol.

- Estou pasma com o que acabo de ver,Touya conseguiu se livrar do Oni,abriu o vórtice que estava desaparecido,e pronunciou um feitiço em esperanto. – Dizia com os olhos arregalados.

- Então,o irmão de Sakura recuperou mais que poderes perdidos,ele ampliou seus poderes.INCRÍVEL! – Se alegrava Eriol.

Após um bom tempo,os presentes tomam seus rumos,Sakura feliz por seu irmão recuperar e ampliar seus poderes,Touya por não se sentir um inútil,Yue e Kérberus cientes de que têm de ampliar seus poderes,Mizuki maravilhada por presenciar tudo oque viu e,Eriol ciente de que seus poderes ainda não são eficazes contra seres de outra diemnsão.

- Chegando em casa,Sakura,Touya e Kaho Mizuki,são recepcionados por Fujitaka com um sorriso de orelha á orelha:

- OMEDETOU GOZAIMASU TOUYA-CHAN!!!

- O senhor ficou sabendo?A é,esqueci que sou filho do todo poderoso Clow Leed. – Brinca Touya.

Abraçando os filhos,ele olha para Mizuki e diz:

- O quarto de hóspedes já está pronto,Kaho-san,sinta-se á vontade. – Diz Fujitaka com um sorriso terno no rosto.

Kaho Mizuki adentrando o chateau dos fujitaka muito agradecida responde:

- Arigatou gozaimashite,Fujitaka-sensei.

==================================================
Não perca o próximo cap.: 25 - Kiss x Kiss.
==================================================

Espero que esteja no ponto. bunny22

T+ banny3

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sex Nov 16, 2012 9:07 am

Olá,após um bom tempin sem postar,cá estou com um novo cap. da fic. Cool

Tomara que tenha ficado legal,Lets go:

=====================================

Sakura Card Captors
Cream Captors – Sonhos Molhados
Cap. 25 – Kiss x Kiss
Após os fatos bizarros ocorridos,Sakura corre apressada para tomar um banho e esquecer da batalha que quase custou sua vida e de seus amigos,mas,tinha algo que ela não queria esquecer:a desenvoltura de Touya que despertou seu sangue de bruxo (poderoso diga-se de passagem).
- Ai,ai,ai,To-chan,agora vai ficar interessante,ter um macho completo só para mim.
- Vai entrar ou não? – Dizia uma voz assustando a menina que estava á porta do banheiro,sonhando acordada.
- AAAAAAIIIIIIIIIII!!!!QUE SUSTO,SEU BAKKA! – Dá soco em Touya,mas,puxa-o para dentro do banheiro.
- E então,como vai ser meu “mestre dos magos espadaúdo”? – Sakura fala em tom sensual.
- O que minha dama desejar. – O olhar desejoso de Touya diz tudo.
Mais que depressa,Sakura beijou o rosto suado de Touya,ignorando a nhaca que saia do corpo do mesmo:
- Hum,adoro feromônio masculino. – Lambia de forma lasciva o pescoço de Touya,dando pequenas mordidas e arrancando suspiros de prazer do moreno.
- Arrrnn isso é tão regozijante,Sa-chan.
Assim,Sakura foi baixando suas carícias pelo corpo do moreno,até atingir sua meta principal: a púbis excitada e quente.Dando beijos na fonte dos desejos,abocanhou-a com tanta vontade,que deixou Touya surpreso:
- Estava com tanta,- au,Yes,aarrr... -,saudade assim?Essa é minha monstrenga do sexo faça miséria comigo.
Enquanto o casal Kinomoto estava matando sua sede de sexo,Fujitaka estava todo orgulhoso de sua cria,filha e filho – apesar de incestuosos – são os magos mais preparados de seu círculo de conhecidos.
- Nem tudo é perfeito,mas,o que posso fazer?O importante é ter saúde.
Enquanto estava caminhando para o escritório,Fujitaka não reparou na mulher que estava de cabeça distraída andando em sua direção,o impacto foi inevitável:
- TÓC – AU minha cabeça...a,per-perdão Mizuki-san não tive intenção.
- Gomenasai,Fujitaka-sensei,estava pensando nos últimos acontecimentos.
- É verdade,mas,isso foi ótimo para despertar o poder adormecido do Touya-chan. – Sorri feliz Fujitaka.
- Não nego que fiquei com medo do que iria acontecer conosco naquela casa com aquele ser sinistro querendo sangue.Mas,ainda bem que tudo deu certo.
- É quando menos se espera,que o poder necessário desperta.E o do meu filho surgiu punjante.
- Não nega a genética,rsrsrs. Sorri tímidamente Mizuki. – Fujitaka repara a beleza de Mizuki,e meio galanteador dispara:
- Presumo que uma genética combinada beleza mais poder faria de um filho um ser imbatível em vários ambitos. – (Que cantada mais nerd.) – Se penaliza Fujitaka.
- Hihihi!Tem razão,quando há empatia entre os gêneros,isso se potencializa. – Kaho Mizuki diz,de forma sugestiva,olha o professor.
- “Gomen ne, Naoko-chan,tenho que aproveitar esse encontro de nerds.” – Pensa consigo enquanto beija o ombro desnudo de Mizuki.
Mordendo os lábios de prazer,Kaho se encosta na parede do corredor,e fecha seus olhos.
- Isso é muito gostoso,acabe comigo,meu sensei depravado,me mostre seu poder hentai.
Obedecendo as ordens da colega de profissão,Fujitaka abaixa a blusa de um tom masculino (emprestada do próprio Fujitaka),e revela os seios róseos e etumecidos sem muita demora,os seios são lambidos por uma língua sedenta há muito tempo.
- Como nunca reparei em você Kaho-chan? – Se delicia Fujitaka com o sabor da professora.
- Talvez, - arf,ainr – falta de tempo. – Mizuki responde com os olhos fechados de tesão.
Descendo um pouco mais,Fujitaka dá um beijo carinhoso no ventre da mulher,deixando-a em delírio.Não satisfeito,com sua mão,o professor começa á estimular por cima da calça de moleton,o sexo de Mizuki.
- A-acaba comigo,seu mago tarado! – tenta abafar um grito,enquanto é molestada.
Mudando de posição,Fujitaka fica por trás de Mizuki,de forma belicosa,encostando,e sentindo uma ereção nascer,Mizuki,se delicia com o momento:
- Por trás é melhor...au...isso ! – Diz,enquanto habilmente abaixa sua calça,para sentir melhor a rigidez de Fujitaka.Ao sentir a pele da professora,Fujitaka não se controla e segue beijando as costas de Mizuki,até chegar em suas macias e bem torneadas nádegas fazendo um sexo oral no anus róseo,arranca suspiros quase histéricos de Kaho:
- Devia ter te “conhecido” antes,seu hentai sugoi!! – Se admira com a performance de Fujitaka.
- Culpa sua,sensei dellicious. – Ele se prepara para entrar nos segredos de Mizuki.
No ápice do ato sexual,Sakura cavalga seu “alazão moreno”,para melhorar o clima,a água do chuveiro deixa mais aconchegante o interlúdio amoroso:
- Vai,assim,ai...delícia... – Tirando a irmã da posição,Touya,a deixa de quatro,e possui ela antes do “grand moment”:
- Gostosa,MUITO,você... – Tenta falar algo,enquanto faz movimentos de vai e vem.
- Ai,ai,ai...não pare,Touya,vou morrer! – Sakura repete de olhos semi-cerrados.
Sentindo a elevação do momento,Touya apenas diz:
- VOU GOZAAAAaaarrr... – Rápidamente,Sakura se vira,e recebe toda a lava do vulcão em sua face,lambendo os lábios ela balbucia:
- Saudades dessa cena,valeu á pena esperar. – Vamos? – Assim sendo,terminam o banho,e saem do chuveiro aos beijos.
Fujitaka ouvindo o chuveiro sendo desligado,setencia:
- Uma última antes deles passarem por aqui,ok?
- PERFEITO! – Mizuki fala empolgada,rebolando com mais ímpeto,enquanto Fujitaka dá tapas nas nádegas da professora.
Fazendo movimentos mais frenéticos,é sentido o momento de explodir,Mizuki pede á Fujitaka:
- VAI COM TUDO,GOZA EM MIM,SENSEI GOSTOSO!
Tirando seu membro de dentro dela,o professor,cobre as costas de Mizuki com seu leite quente.
- YAHOOOO!!! – Fujitaka grita desordenado após tanto tempo de secura.
Ouvindo osgritos,o casal Kinomoto,desce as escadas apressadamente,ouvindo os passos,Fujitaka se veste ligeiro,Mizuki se tranca no escritório,e quando chegam até o corredor de acesso,avistam fujitaka com anotações nas mãos:
- O que aconteceu pai?Ouvi um grito estridente,algo bom ou ruim? – Pergunta Touya com sua auto estima recuperada.
- Nada não filho,me empolguei com os resultados do relatório do grupo de arqueologia,Gomen,se te assustei.
- Que isso,pensei que tinha ganhado na loteria, - até parece – né?
- Bem,não gosto de jogar na loteria,e nunca precisei,seria muito surreal,ne?
- Se está tudo bem,então boa noite papai. – Diz Sakura desconfiada da desculpa esfarrapada.
- Oyasumi nasai,musume.
Após o casal subir as escadas,Fujitaka abre sutilmente a porta do escritório,e Mizuki sorrateiramente sai:
- Que adrenalina,Fuji-chan.
- Nem te conto,Mi-chan.
Os dois se beijam,e,Mizuki voltou ao que iria fazer inicialmente,beber um copo d’água,enquanto Fujitaka foi guardar uns documentos no escritório.Quando Mizuki saia da cozinha,eles se encontram de novo,mas,de forma mais polida,apenas se cumprimentam,enquanto a professora passava por Fujitaka,ele dá um tapinha na bunda de Mizuki fazendo-a virar pra trás e dar uma piscadela.


Não perca o próximo cap. – One Night!

===========================================

Até a próxima! bunny23

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Dez 22, 2012 6:11 am

Hello minna-san bunny26 (se ainda tiver alguém por aqui... bunny5 )
Trago mais um ep. de nossa fic.

Divirtam-se! bunny23

=======================================

Sakura Card Captors
Cream Captors – Sonhos Molhados.
Ep. 26 – One Night.
=================================================
Após a noite de prazer que tirou a “virgindade” de Fujitaka,o mesmo estava fazendo todo animado o café da manhã:
- Ohayo otosan,está todo feliz,por acaso viu o pássaro azul? – Dizia Sakura com olhar desconfiado.
- N-não é isso filhinha,gomenasai,Ohayo-gozaimashite. – Dizia um Fujitaka sem jeito total.
- Não tem problema,Oto-chan,serei discreta,tá? - Solta um risinho enquanto fala – Já está pensando em trazer mais um maninho pra cá,ou foi só um romance selvagem de momento? – Sakura olha com olhos curiosos para seu pai.
“ - Como minha filha que era tão bobinha,se tocou de ontem?Pelo menos da Naoko ela nem desconfia...” – Pensava Fujitaka enquanto bolava uma desculpa esfarrapada.
- Não é o que você pensa,musume-chan,apenas estou feliz por poder conversar com uma colega de profissão,esses dias foram tão tempestuosos,que até esqueci como era bom conversar com um amigo sobre frugalidades,só isso.
- Que pena,pensei que você estava curtindo um pouco a vida carnal,mas tudo bem. – Sakura diz com uma cara mal disfarçada de quem acreditou.
- Filha?! – Diz Fujitaka com feição assustada.
- Brincadeira,pai! – Sakura sorri.
- Hoje vai ter reunião com as meninas aqui,tudo bem? – A Naoko vai vir,hihihi. – Joça Sakura.
- Não tem problemas,filhinha,e o que me interessa se a Naoko-chan,vem ou não? – Se preocupa Fujitaka.
- Nada não,Oto-chan. – Se diverte Sakura com a situação.
- Isso é falta de...CÓCEGAS! – Começa á fazer cócegas em Sakura,deixando ela sem reação.
- Assim vou ficar com ciúmes,papai. – Uma voz mais grave desconcerta a cena inocente.
- HOOOEEE!!! – Se assusta Sakura.
- Tá me estranhando,Touya?! – Se recompõe o professor.
- To brincando,otosan... – Passa por Fujitaka e dá um beijo carinhoso em Sakura.
- Precisa de ajuda,Mr. Fujitaka?Hoje estou livre,aproveita a chance.
- Já que insiste,preciso que você faça umas compras na mercearia e pague estas contas que vencem hoje,ok?
- Sem problemas,sir. – Touya se retira para fazer seus afazeres.
- Então,hoje á noite elas virão aqui,tá bom?
- Sem problemas,Sakura-chan.
- Arigato,otosan,o café tava maravilhoso.= Culpa do amor = - Após cochichar,Sakura abre a porta e sai.
- Essa menina...- Fujitaka fala consigo.
Já na rua,Sakura fica observando alguns livros que estão expostos numa livraria,mais exatamente livros sobre ocultismo.
- Preciso fazer um upgrade nos meus conhecimentos... – Sakura faz uma observação.
- Gostou de algum livro? – Uma voz masculina indaga a menina.
- Gostei sim,mas estou só observando. – Sakura diz de forma displicente.
- Qual deles,Sakura-chan?
- HO-HOE!Como o senhor me conhece? – Quando ela vira para olhar seu interlocutor,se assusta...
- ME-MEILING???
Fica algum tempo olhando para a bela chinesa,que apareceu por um truque do destino.
- Pensou que fosse quem? – Meiling Li sorri de forma carinhosa.
- Como você conseguiu engrossar sua voz desse jeito? – Se admira Sakura.
- Estou bem sim,obrigado por perguntar,e você? – Meiling dá um sorriso irônico.
- Gomen,Meiling-chan,me assustei com essa técnica,admirável.
- Eu aprendi fazendo algo comum como teatro,não é nada relacionado á magia.
- Me enganou,sua boba.
- Não,sou SUA boba,certo? – Um olhar cheio de lasciva invade o rosto da bela morena.
- Só você pra me provocar assim,Mei-chan.A,é!Nem te contei,as meninas vão se reunir hoje em casa,você está expressamente convidada. – Intima Sakura.
- Tenho nada para fazer mesmo,ficarei com você o dia todo,que tal?Como minha família está visitando alguns negócios em Tomoeda,o meu dia é free! – Meiling diz e dá um pulo em cima de Sakura.
- Mei-Meiling,estamos na rua,mantenha a calma. – Fala a menina de olhos esmeraldas.
- Tudo bem,minha linda Deusa,vou ter que te disputar com Tomoyo,mas,qualquer coisa,fazemos um menage-a-trois. – Zomba a morena.
Entrando sem querer na livraria,Meiling vai conversando com Sakura,compra um livro sem dar conta,saem da livraria,e de súbito ela para de falar,e saca o pacote:
- O que é isso,Mei-chan? – Pergunta Sakura curiosa.
- Nem percebeu?Estava tão compenetrada nos meus olhos?Normal,my Love...
Dá o pacote para Sakura, e espera ela abrir.E,ao abrir...
- Está brincando,Mei-chan,ARIGATOU-GOZAIMASHITE,AISHITERU!Esse era o livro que eu estava namorando! – Sakura fica muito alegre,e dá um beijo lascivo em Meiling.
- Hu...É assim que eu gosto!Eu é que agradeço,Sakura-chan,estava morrendo de saudades disso...
Ao perceber que estavam na rua,Sakura tenta disfarçar,olhando de lado.
- Tudo bem,amor,você é uma flex absoluta,eu estou vendo se este mundo “flexoniano” é bom,se assim for,poderemos dividir o Touya,hm... – Provoca Meiling.
- Nem gaste força com isso,o To-chan é meu,e ele sabe disso (e adora!) hihihi... – As duas começam a rir.
Bem,chegamos,já que vai ficar, você terá uma agradável estadia, pode entrar sem cerimônias mi casa,su casa. – Sakura arrisca um espanhol .
- Gracias,hermosa señorita. – Meiling pisca e adentra a casa de Sakura.
- Com licença,tio,tudo bom com o senhor? – Avista Fujitaka na sala.
- Ho,Olá Meiling-chan,tudo bem sim.E como você está,o Shoran-chan,sua okasan?
- Estou bem,meu primo e minha mãe estão em Tomoeda resolvendo alguns assuntos da família,estão todos bem.
- Bom saber,mande um abraço para eles.
- Esqueci de falar papai,a Meiling vai passar o dia aqui,tudo bem? – Sakura fala fitando a jovem chinesa.
- Sem problemas,musume-chan,faz tempo que vocês não se vêm,aproveite o tempo.Meiling-chan,sinta-se em casa,tudo bem?Peço licença para voltar aos meus afazeres.Gomen,ne. – Fujitaka volta para o escritório.
- Tae tien. – Meiling dá um sorriso para Fujitaka.
- Vamos subir,Mei-chan? – Sakura convida a jovem morena.
- Está com tanta fome assim,wo de ai? – Meiling olha com devassidão para Sakura.
- Qu-que isso,Meiling?Só para ficarmos mais sossegadas,tá bom?
As meninas sobem e se trancam no quarto.Meiling,á fim de provocar Sakura,se deita na macia cama,deixando que seu vestido de seda com motivos florais revele a sutil calcinha amarelo-limão,e alguns contornos mais...
- Me-Meiling!Que que é isso,posso saber?
- Não está na cara?Te quero sua boba,depois tomamos uma ducha juntinhas,que tal? – Meiling olha com desafio.
- Sua bakka,se meu pai pegar a gente tomando banho juntas,com certeza vou morar na rua,isso sim.
- Então nos divertimos,cada uma toma seu banho,e esperamos as meninas chegarem,ou está á fim de um convescote sexual? – Meiling diz enquanto olha com olhar faminto.
- Pensei que você iria cair em cima do Shoran depois que me separei dele?
- Até tentei,mas, cansei do jeitinho tímido dele,parece que ele num é chegado na fruta. – Caçoa a jovem chinesa.
- Fala assim não,Mei-chan que ele é respeitador,só isso.
Enquanto Sakura fala,Meiling se aproxima,e encara os olhos esmeralda da jovem.
- Você é linda,sabia disso?
- Sabia,mas,só isso?Pensei... – Sakura é interrompida por um beijo cheio de lasciva da jovem morena.
- WOW!É,ã,o que eu ia dizer mesmo? – Sakura fica inebriada com o ato.
- Diga nada,guai baobao,apenas aproveite o tempo,ou vou convidar as meninas,hum? – Meiling intima,e Sakura beija de modo que as duas caem sobre a cama.
- Já que você está com fome,eu matarei sua fome. – Sakura baixa o vestido de Meiling pelos ombros,e abocanha os mamilos entumecidos da jovem chinesa,que geme baixinho.
- Como isso é bom,saudades infinitas,aaarhh.
Ao mesmo tempo que “mama” em Meiling,Sakura apalpa as nádegas bem formadas da jovem.
- Isso,vai,me manipule,sou toda sua... – Meiling para não perder tempo começa a masturbar sua consorte,colocando sua mão hábil entremeio as macias pernas de Sakura:
- Está esperta,hein?Essa é a Meiling que eu conheço,vai,me faça tremer...
Deitando Sakura na cama,Meiling se desfaz do vestido,e ficando nua,convida Sakura,que por sua vez,também tira suas vestes,e traz a jovem chinesa para perto,ambas sentem o corpo uma da outra,Meiling,assumindo posição oposta á de Sakura , inicia um meia nove que é correspondido:
- Seremos breves,logo o povo estará chegando. – Adverte Sakura.
- Hummm...Sim,minha lady,foi refrescante essa seção de sexoterapia,me sinto melhor agora...vamos? – Diz Meiling após um último beijo no sexo de Sakura.
Assim sendo, elas se beijam,e Meiling vai tomar banho,na espera,Sakura arruma a bagunça resultante do momento íntimo.Após o rápido banho de Meiling,Sakura parte para o banho.Uns minutos depois,ambas estão prontas:
- Que venha á festa! – Dizem em côro.
As amigas e amantes estavam jogando um jogo no computador quando se ouve a campainha:
- DING,DÓNG!
- Eu vejo,espere um pouco,Mei-chan. – Sakura desce correndo as escadas.
Ao abrir a porta dá de cara com um pequeno grupo conhecido:
- Rika-chan,Tomoyo-chan,Naoko-chan,Chiharu-chan,tudo bem?
- Tudo bem,Sakura-chan,e você? – Respondem ao mesmo tempo.
- Estão treinando para fazer coro no templo? – Brinca Sakura
- Não,estamos excitadas para mais uma noite de diversão,U-HUUU!!! – Diz Chiharu com um sorriso largo.
- Seu otosan não vai brigar,né,Saku-chan? – Indaga Tomoyo.
- Ele permitiu,Tomo-chan,essa é a nossa noite! Vamos entrando,onegai,ne.
As meninas adentraram a casa,e foram logo recebidas por alguém inesperado:
- Meiling-chan!!!Á quanto tempo,tudo bem com você? – Falava Chiharu,abraçando a jovem chinesa.
- Tudo ótimo,pelo que eu vejo você estão ótimas. – Meiling fala acenando para todas presentes,o que é correspondido de imediato.
- Vamos? – Sakura fala apontando ás escadas.
- Ok! – Dizem todas.
- Já dentro do quarto decidem o que fazer,muito categórica,Tomoyo vota por vídeos eróticos,Chiharu vota por dar trotes avulsos,Rika e Naoko votam por jogar games online,Meiling faz uma ressalva,só se for ero games,Sakura como anfitriã,espera as meninas entrarem em um acordo.
-Então está decidido,vamos assistir alguns vídeos ero,jogar um pouco e passar alguns trotes,claro que não nessa ordem. – Setencia Sakura.
- Regados á um bom saque Pandoro,ne? – Acrescentava Chiharu.
Entre um vídeo e outro,as meninas bebiam generosas doses de saque,como estava esquentando o clima,Meiling sugere um desfile de lingerie,todas concordam.
- Eu shou a premera,ógay? – Dizia Tomoyo,já trançando os olhos.
Assim sendo,se despiu e passou por uma passarela improvisada,Naoko ficou como narradora:
- Biem amiiigosh,temossss Tomoyo-chhhan,desfilando com sua calchinha azú bebe,e chutian rendado com muitos coraçõezinhus rosash,palmas.
Sakura cresceu o lho:
=Você é minha,sua safadinha.= - Pensava
A próxima foi Rika com sua calcinha rendada amarela e soutien verde água:
- É selechão brasilera com Rika-tcham,palmas,ela melece!
Na seqüência foi Chiharu,com algo inusitado:
- Ma-mas oque é isssho meus amigosh da Rede Asahi???Chiharu-chan aparece linda com seu conjunto di calchinha em algo parecendo couro e sutchiam parecendo pelica?Sugoi!
As meninas ficaram boquiabertas com a surpresa,e aplaudiram a iniciativa.Meiling,nada santa,olhou interessada.A próxima foi Meiling.
- Após a surpresa de Chiharu-chan,temos Meiling-chan passando com seu conjuntinho de calcinha rosa Pink e soutien amarelo claro (Meiling havia se trocado no banho),incrível a delicadeza,palmas. – Naoko já estava mais sóbria.
Sakura já desinibida,passou exibindo seu look:
- Apróxima éa dona da casa,muito bem trajada com seu soutien rosa claro de renda e calcinha rosa-bebe com desenhos angelicais,palmas.
Após todas desfilarem,foi a vez de Naoko,Tomoyo ficou na narração:
- E com vocês,está desfilando Naoko-chan,muito bem trajada com sua calcinha,é,hã...fio dental verde água e seu soutien tomara que caia azul-céu,maravilhosa,palmas.
Todas ficaram de boca aberta com a coragem de Naoko,Tomoyo,maravilhada,pensava consigo:
= Judia de mim,malvada.=
Chegou a hora da votação,e como estava difícil decidir quem estava mais bonita,tomando um bom gole de saque,ficou em empate,todas riram largamente.
- Vou no doaledi,tjá voltu. – Disse a bêbada Naoko.
Sakura olhou de soslaio,já tinha uma noção do que ia acontecer:
= Boa sorte,papai.= Pensava.
- E então,viemos aqui pra beber ou pra comversssar? – Disse Chiharu,doidinha pra entornar o caneco,ou melhor o copo.
Enquanto as meninas estavam se divertindo,Naoko desce as escadas discretamente,e avista seu alvo:Fujitaka estava assistindo TV e rodeado de papéis.
- Incomodo? – Pergunta para Fujitaka.
- Não,de jeito nenhum,algum problema?
- É que eu vim só para te ver. – Diz Naoko com a maior cara lavada.
- Cóf,cóf,é,bem...eu,ã.... – O professor ficou perdido com a direta.
Naoko aproxima-se de Fujitaka,e fica olhando seus olhos castanhos,esperando algo...
- Você está certa disso? – Fujitaka pergunta.
- Mais do que o senhor imagina.
- Não me chame de senhor,não pega bem.
- De fato,quero um algo mais,soa estranho falar assim... – Naoko sorri.
Antes de terminar de falar,Fujitaka beija de forma terna a menina,que o abraça com toda lasciva,deixando-o excitado.
- Hum,está com desejo por mim,fessor? – Brinca Naoko.
- Faz tempo que te desejo,sua bobinha,não percebeu? – Sorri Fujitaka.
- Então apague esse fogo que sinto por você,te quero,não percebeu? – Ironiza Naoko.
Obedecendo ás ordens,Fujitaka beijou de forma ardente o rosto de Naoko,automaticamente dedilhou-a,provocando gemidos mudos de prazer,fechando seus olhos,Naoko tateou o peito de Fujitaka,que que ainda mantinha a forma atlética,a menina apenas falou consigo:
= Kampai,sortuda! =
Já não aguentando esperar,Naoko desceu hábilmente sua mão até a calça do professor,e abriu silenciosamente seu zíper,com sede de uma caçadora,adentrou e retirou seu prêmio: o membro rijo e quase roxo,que foi acariciado como se fosse o último da Terra.O empenho foi tal,que Fujitaka sem poder se segurar,jorrou um pouco do quente leite na mão da garota.
- Hmm,está interessante. – Sorri a garota.
Abaixando-se,Naoko abocanha o membro do professor,deixando-o sem ar,num movimento,ele acaricia os cabelos de Naoko,enquanto ela sorve seu sexo:
- Isso,assim,boca quentinha,vou pirar...- Fujitaka parecia ator de filme pornô.
Largando de lado o membro do professor,Naoko tira sua calça de sarja e sua camiseta casual,ficando semi-nua,Fujitaka não acredita no que vê,e fica salivando ante a ninfa com fio-dental e soutien tomara que caia.
- E então,vai ficar só olhando? – Desafia Naoko.
Despertando automaticamente,Fujitaka partiu para cima da garota,beijando sua macia boca,e massageando sensualmente seus seios.
- Não percamos tempo,me possua,sensei,não aguento mais esperar... – Naoko estava suando de desejo.
Posicionando a menina e baixando sua calcinha,Fujitaka encaixou seu membro,Naoko deu um gritinho abafado,mas com muita sensualidade,empolgando o sensei:
- Apertadinha como eu esperava,apesar de não ser mais virgem,perfeita,Na-chan. – Os olhos de Naoko brilhavam.
- A-arigatou,Fujitaka-sensei,procuro me respeitar,aaarrrrh. – O prazer de Naoko era sublime.
Vendo a bela cena de Naoko de quatro sendo possuída,Fujitaka afaga as costas da jovem,chegando com suas mãos até as nádegas bem formadas da garota,alisa belicosamente:
- Arhrhr,que delícia,me moleste mais,Fuji-chan. – Implorava a jovem.
Assim,sendo,Fujitaka não resistiu,e chupou um de seus dedos e carinhosamente,colocou dentro do ânus delicado de Naoko,hesitante no início,mas,ao ver nenhuma resistência,começou a brincar com o corpo da manhosa garota:
- Sim,continue,por trás é bom,me possua,sou sua,faça misérias comigo.
Tirando o dedo,Fujitaka lubrifica,e aloca seu membro delicadamente,na caverna quente de desejo da jovem.
- Aaaaaaaahhh!!,Isso,isso!Não pare,continue,meu garanhão me cavalgue!! – Se excitava Naoko.
Movimentos lentos,mas ritmados começavam a nova dança,e nesse ritmo,Naoko apenas fechava seus olhos e mordia os lábios:
= Se isso for um sonho,que eu nunca acorde,NUNCA! = - Pensava Naoko consigo.
Retirando seu membro de dentro de Naoko,Fujitaka começa a roça-lo nas macias e firmes nádegas da garota,deixando-a sem ar:
- E-estou quase gozando,vamos juntos,Fuji-chan... – Ela apenas estremeceu,e Fujitaka posicionou seu mastro sobre as costas de Naoko,para que ambos pudessem chegar ao êxtase:
- A-A-AAAAAAAAHHHHHHHHH!!! – Não conseguiram segurar o grito.
No andar de cima,as meninas já estavam tão empolgadas (e álcoolizadas) que ouviam estratégicamente som alto á pedido de Sakura.Tomoyo estava sendo paquerada por Meiling,Rika estava com os dedos cansados de tanto se masturbar vendo filmes eróticos,Chiharu nem sabia mais o que estava jogando no computador,enfim,uma noite fora do comum.
- Então,você ama Sakura-chan desde sempre,um caso de amor eterno,ne? – Meiling questionava Tomoyo.
- Shim,amo esha deusa de ólios verdes,ela é shó miniha,tá? – Declarava uma Tomoyo pouco sóbria.
- Bem que podíamos desfrutar de um momento mais íntimo,sabe,te conhecer melhor,que tal? – Sugestiona Meiling.
- É, voche é bunita,e talz,mas,seih láh quen sabe? – Tomoyo diz olhando o corpo belo da chinesa.
Após o momento de pleno prazer,Fujitaka convida Naoko para tomar um bom banho,enquanto estão no chuveiro,eles tocam carícias deixando o banho muito quente.
- Fujitaka-sensei,após esse momento único,e nem dormir com você eu posso,mas, o momento já valeu á pena,valeu toda minha vida,kyoju ga oishi.
- Digo o mesmo,minha Hotto mesukosei.
Se beijam mais uma vez.E ficam por algum tempo se olhando,mas,Naoko tem de voltar, e sobe as escadas de forma tímida.
- Até uma ptóxima. – Naoko sorri.
- Que não demore. – Fujitaka acena.
Após a menina subir as escadas,ele fala sozinho:
- Não acredito,consegui ter a Naoko e ela era tudo oque eu esperava e um pouco mais. – Fujitaka senta no sofá,e fica pensando no que aconteceu.
Ao entrar no quarto,Naoko vê o estado das meninas,que nem notaram que ela não estava todo esse tempo no quarto.
- Tchega mais Nauko,vamos tomar mais um gole,e termimar a partita de Cal of Butty,vem cá,vem. – Intimava Chiharu.
- Tchi,vamus djogar agora o fim,eo fecho e voche fecha. – Naoko fingia estar bêbada.
- Entaum,quolquer ora,vol te pegar,xua chinechinha goshtosha! – Afirmava Tomoyo para Meiling.
No fim da noite,as meninas estavam pregadas de sono:
Sakura,dormiu em cima de Tomoyo,Tomoyo em cima de Meiling,Chiharu apoiada na mesa do PC,Naoko em cima dela,Rika dormiu de frente á TV.
Ao ver o silêncio reinante,Fujitaka passa despercebido pelo corredor até seu quarto.
=================================

Não perca, próximo cap. 27– Midare.

Até a próxima. bunny22






_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Jan 06, 2013 6:58 pm

tchii a quanto tempo nao vinha aqui

esta fantastico como sempre estou mesmo a adorar cada capitulo

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Jan 26, 2013 12:34 am

Hoi,minna-san! bunny9

vim trazer mais um ep. de nossa fic. banny3

Enjoy the fic.
bunny24
======================================================

Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados

Cap. 27 - Midare.

======================================================

Logo pela manhã,Fujitaka disperta com um gosto doce de sexo em sua boca,sorrindo tal qual uma criança,toma seu banho de forma rápida,desce as escadas e se direciona á cozinha.

Pouco á pouco as meninas também dispertam,começando por Rika,que apenas,com enorme dor de cabeça,observa o quarto,parece que passou um Tsunami pelo mesmo.

- Kami-Samá!Fizemos tudo isso? - Fala consigo mesma.

- OHAYO-MINNA-CHAN!!!!! - Saúda uma esfuziante Sakura,despertando todas de forma direta. - Hammm...acordou primeiro Rika-chan?

- O-ohayo,Sakura-chan,dormi que nem um anjo.

- Está treinando para se casar com Terada-sensei,ne? - Sakura cutuca Rika,ao qual ela fica vermelha que nem um pimentão.

- Pirou,Sakura-chan?Isso é geito de acordar os outros? - Chiharu olha como se houvesse duas Sakuras.

- Ohayo,Sakura-chan,respondem Naoko e Meiling.

- *Smack* - Tomoyo dá um beijo carinhoso em sua prima/amante. - Ohayo,Sakura kawaii.

- Assim eu derreto,safadinha. - Sakura fica sem geito.

- E quem despertou esses instintos em mim? - Tomoyo encara Sakura.

- Mano,esses papo tá cabrero! - Chiharu fala,enquanto se prepara para o banho.

- Liga não,Chi-chan,começa assim depois piora.Ela não quer assumir,mas adora dar uns "tapas na peteca" da titia aqui. - Afirma Tomoyo vitoriosa.

- Mas você está muito moderna,né sra. Sakura?Hora é incestuosa fogosa,hora é incestuosa e yuri de arrasar,hein?Eta foguinho bom,por culpa de vocês vou virar lésbica também. - Chiharu fala,com um sorriso safado nas entre-linhas.

- Se quiser,posso te "ensinar" alguns truques,Chi-chan. - Provoca Tomoyo.

- É tentador,mas,deixa eu me banhar pra tirar esse cheiro de macaco. - Brinca Chiharu e se retira.

Rika e Meiling se divertem com a situação,e se riem discretamente.Naoko,perdida em pensamentos,se dispersa em relação ás outras meninas,com recordações da noite anterior...

- Ficarás perdida nas estrelas até quando,jovem dama? - Diz Sakura de forma repentina.

- HOE!!!!Não é nada não,só estava pensando na vida,hehehe. - Fica totalmente desconcertada Naoko.

- Sei...tudo bem,vamos tomar o café após o banho?

- Sim,mestra Sakura. - Todas dizem em uníssono.

Após um rápido banho,as meninas já estavam prontas,desceram ás escadas (antes disso,Sakura passa pelo quarto de Touya,e repara que ele já havia acordado,pois o quarto estava arrumado).

Chegando na cozinha ela avista Touya sentado á mesa conversando com Fujitaka,que estava preparando o café animadamente.

- Ohayo,otosan,ganhou na loteria? - Brinca desafiando Fujitaka.

- O-ohayo,musume-chan.Por assim dizer,não ganhei dinheiro,mas ocorreram acontecimentos auspiciosos. - Sorri.

-- Essas duas noites foram revigorantes pro senhor,faz tempo que não te vejo feliz assim. - Sakura cutuca.

- Sakura?! - Fujitaka tenta ficar sério.

- Ohayo,nii-chan,como vai,meu coibito? - Beija Touya de forma ardente.

- Vou bem,minha monstrenga sexy. - Preenche sua mão com o corpo de Sakura.

- Podem entrar,meu pai não morde. - Sakura convida as meninas.

Ao entrarem,comprimentam Fujitaka e Touya.Naoko olha disfarçadamente para o senhor Kinomoto,com uma dose de lascividade.

- E então,como foi a noitada de vocês? - Touya,pergunta curioso.

- Foi ótima,pena que você não estava aqui. - Sa kura faz beicinho,ficando mais linda ainda.

- Não fica assim,além do que eu iria tirar a liberdade de vocês. - Touya fala de forma categórica.

- Que isso,Touya-kun,de forma alguma,seria divertido ter um garoto para participar dos jogos. - Tomoyo fala sorrindo.

- Tenho medo do conteúdo desses jogos.

- Coisa inocente jogos como Kagome Kagome,Ken Ken Pa,Makura-Nage,Nawatobi,nada de mais.

- Que interessante... - Touya diz em tom irônico.

- Sério amor,nada perverso,senão teria uma prima á menos,certo,Tomoyo-chan? - Sakura dá um sorriso cínico.

Após o café da manhã elas partem para um passeio pelo Shopping Central Tomoeda.

- Tchau,otosan,vamos dar um passeio pelo shopping,vem To-chan. - Sakura fala fazendo charme.

- E por que não,um domingo sem você fica sem graça.

- Ai,tem tanta coisa bonita aqui,ne? - Touya olha com olhares famintos para Sakura.

- Tchau,musume,musuko,garotas,se cuidem,e cuidado,hm? - Fujitaka falava em tom severo.

- Pode deixar pai,bye,bye. - Sakura se despedia.

- Até mais,tio. - As meninas falavam em côro.Naoko discretamente dá uma piscadela para o sensei.

Após saírem,Fujitaka respira sossegado,e fica á pensar em Naoko.

- Você conseguiu me pegar,quem diria que aqueles óculos escondiam uma nobre perversa?

No caminho para o shopping,as meninas conversavam animadamente,Sakura abraçada com Touya trocando carícias e olhando a paisagem bem cuidada das ruas de Tomoeda.Ao chegarem na entrada do shopping,elas param para reparar como ficou depois da reforma:

- SUGOI,To-chan!Reparem que fofo garotas,muito kawaii. - Sakura ficou pasma com o capricho dos decoradores,em colocar de forma estratégica pelúcias nas vitrines principais da entrada,parecia um sonho infantil,com cores vivas,ursinhose muitas plumas suaves,tudo enturmado com um lindo e vivaz arco íris de fundo.

- De fato,ficou muito lindo. - Touya falava olhando de lado,coisa que Sakura não reparou.

- Vamos á loja de brinquedos/presentes? - As meninas falavam entre si,parecia que tinham voltado á infância.

Enquanto passeavam pelos corredores do vasto Shopping,as meninas ficavam cada vez mais boquiabertas com as vitrines todas enfeitadas,parecia um corredor de sonhos.

- Capricharam em todas as lojas também,ficou lindo! Conversavam entre si.

Chegando na loja de presentes,ficaram maravilhadas sem saber qual presente paparicar,enquanto Touya apreciava a sessão de novidades digitais.

- Hmmm...aqui tem de tudo,interessante,faz tanto tempo que não entro numa loja,que me desatualizei. - Conversava sozinho o moreno.

Olhando as prateleiras da loja,Sakura fica perdida em meio á tantas pelúcias,admirando tantos bichinhos fofos,ela não repara,e acaba batendo de frente com alguém.

- Go-gomenasai,eu....Phillipe?Aqui?Impossível! - Se assusta ao ver o belo rapaz que acabara de trombar.

- Me perdoe,minha jovem,não foi minha intenção.E...quem é esse Phillipe?Desculpe a indiscrição. - O jovem disse olhando Sakura de forma agradável.

- Gomen de novo,eu te confundi com um conhecido. - Sakura diz após olhar com mais calma o rapaz.

- Desculpe a grosseria,nem me apresentei,me chamo Midare Amayo,e a senhorita? - O jovem olhava Sakura com um pouco de curiosidade.

- Sa-Sakura Kinomoto. - Admirava a beleza do jovem:corpo atlético,cabelo acobreado com um viço fora do comum,pele dourada,com trajes que denotam ser alguém de estirpe.

- Está sozinha?

- Não,estou com meu namorado

- E,como ele deixa uma jóia como a senhorita jogada em praça pública?Ele não sente ciúmes?

- Sente sim,mas,ele confia em mim.

- De fato,mas,ele poderia pelo menos aproveitar o momento,e curtir esse shopping lindo,com sua linda namorada,combinação perfeita. - O jovem diz vitorioso.

- Bom,de fato,mas,estou acompanhada de minhas amigas,e ele não gosta de ser um incômodo enquanto estou com elas. - Tenta se escapar Sakura.

- Bem,se você está dizendo... - Enquanto o casal flertava,Touya se aproximava.

- Meu namorado chegou,é melhor não abusar da sorte. - Sakura cochichava,olhando o moreno se aproximar.

- Sem problemas,minha dama. - Midare olhava Touya se aproximar.

- Achou um amigo do colégio,Sakura? - Touya olhava fixo para o jovem.

- Prazer,me chamo Midare Amayo. - Estende a mão para Touya,o qual,apenas olhou de lado,e disse:

- Vamos dar uma voltinha,Sakura.

- É verdade,já fiquei muito tempo aqui,com licença,Midare-kun. - Sakura saía e convocava as outras meninas.

- Interessante essa menina...talves? - Midare dizia sozinho.

De volta aos corredores do shopping,Sakura questiona o porque da grosseria de Touya,ele apenas diz em tom ríspido:

- Não sei porque,só não gostei dele.

- Está com ciúmes,né?É bom ser desejada. - Sakura fala com tom zombeteiro.

As amigas de Sakura se divertem vendo o casal agindo como um CASAL.

- Até que enfim,pensei que nunca iria ver esses dois agindo assim. - Meiling observa.

- Sabe que é,lá perto de casa toda vizinhança sabe que somos irmãos,iria ser um alvoroço entre os moradores. - Sakura explica.

- Tem razão,o povo mais carola e desocupado iria perturbar demais.

Enquanto conversava com Meiling,Sakura pensava em como o jovem Midare deixou-a impressionada...

==================================================================

Não perca o próximo cap. 28 - Hellblazer.

Espero que tenha ficado legal.Bye bye. bunny22

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qui Mar 07, 2013 7:46 pm

Nihao,minna-chan! Cool

Eu sei que demorei dessa vez,mas,o que me consome é o livro que estou á publicar,como consome tempo esse trem. Razz

Bom,sem mirongas,vamos á fic:
===================================================================
Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados

Cap. 28 - Hellblazer.


Chegando em casa,Sakura tem uma ótima ideia para terminar o dia:

- Por que não vamos numa pizzaria?Deu uma vontade de comer uma pizza.

- Mais que ótima ideia,Sakura-chan. – Tomoyo olhava sua prima.

- Mas,pizza não engorda? – Rika falava preocupada.

- Não se preocupe,Rika-chan,depois que você engravidar,Fujitaka-sensei nem ligará se está gordinha ou não,hai? - Chiharu alfinatava.

- Na-nanni? - Rika fica mais vermelha que um pimentão.

- Conheço uma pizzaria maravilhosa aqui perto. - Tomoyo diz categórica.

- Se for indicada por você,tenho que fazer alguns programas para pagar minha parte,certo? - Chiharu provoca.

- Você consegue muitos clientes fácinho... - Tomoyo não deixa barato.

- A sua vantagem,que você aceita dos "tios" ás "tias",ne? - Chiharu ri vitoriosa.

- Se enganou,Chi-chan,aceito só as mais bonitas "tias" do pedaço. - Tomoyo gargalha.

- E,então,vamos comer ou paquerar? - Naoko se manifesta,já impaciente.

- Até que enfim,a tímida Naoko-chan se manifestou!!! - As duas dizem em côro.

- H-hoe? - Naoko fica sem entender nada.

- Pensei que estava dormindo,garota! - Chiharu diz,abraçando Tomoyo.

- Mas vocês não estavam brigando? - Naoko fica confusa.

Ambas as garotas riem ruidosamente.

- Vamos embora? - Rika puxa todas pela cintura.

- *Essas garotas,têm problemas...* - Touya pensa,enquanto pega Sakura pela cintura,e caminha junto.

Chegando no local indicado por Tomoyo,elas ficam boquiabertas com a pizzaria.

- Uau!Que lugar bonito! - As meninas falavam enquanto entravam.

- Boa tarde,senhoritas,posso ajudar? - Diz o atendente na recepção.

- Mesa para sete,externa,por favor. - Tomoyo já está familirizada com a casa.

- Por favor me acompanhem. - O rapaz guia as meninas até um lugar aconchegante com uma vidraçaria,que tem uma vista ampla da rua.

- Sugoi!Que calmo,posso até meditar aqui. - Sakura comenta.

- Konnichiuá,Sakura-san,daijobu ka?

- Eu me lembro de você,você é o...Midare!Isso!Midare Amaiyo,certo?Genki desu,arigato.

- Seu amigo é bonitão,Sakura-chan. - Chiharu olha para Midare.

- Chiharu-chan...Ah,é, me desculpe deixa eu apresentar minhas amigas:
Chiharu,Tomoyo,Rika e Naoko,este sisudo você já conheceu,Touya.

- Daijobu,minna-san? - Midare acena para todos.

- Hajimemashite! - Elas diziam em uníssom.Touya olhava desconfiado.

- O que faz aqui?Está com sua família? - Sakura perguntava.

- Não,estou matando o tempo,gosto do lugar... - Midare olha a rua pela vidraça.

- Não quer ficar aqui com a gente,então? - Sakura convida.

- Ano...naze? - Midare se senta á mesa,puxando uma cadeira.

Enquanto eles se divertiam,conversando trivialidades,brincando,Midare discretamente olhava para um homen que tentava atravessar a rua.

- Você pode prever o futuro?Que fascinante,Midare-kun. - Naoko como adorava o sobrenatural,fica excitada.

- Sim,nasci com esse dom,ele é bom em um momento,mas,é péssimo em outro. - Midare fala fazendo um pouco de drama em sua voz.

- Duvido que algo possa ser previsto com antecedência. - Touya fala em tom desafiador.

- Muito bem,Touya-kun,agora observem como eu posso prever o futuro,estão vendo aquele rapaz atravessando a rua?Ele sofrerá um acidente mortal,exatamente agora.

Todos observam pela vidraça o senhor atravessando a rua,correndo apressadamente.

- Não disse?Aconteceu na...

Antes que Touya terminasse de falar,o homen tropeça,caindo no duro asfalto,e,antes que ele conseguisse se levantar,um caminhão dobra a esquina,e sem tempo de parar,o pesado carro esmaga o senhor,deixando uma horrorosa cena de sangue e ossos misturados com carne queimada pela fricção dos pneus.

- KA-KAMI-SA-SAMÁ!!!!!!!! - Elas gritavam em desespero ante a cena desoladora.

- CÓFCÓFCÓÓGLASPMMMFG!!! - Naoko vomita,sujando a vidraça.

- Tudo bem?Kami-Samá!?!Que horror.....CHAMEM A AMBULÂNCIA,RÁPIDO! - Gritou o atendente ao ver a cena.

A visão era tão desesperadora,que ninguém reparou que Midare discretamente sorria,despreocupado.

- Vamos sair daqui,o clima está muito pesado. - Touya empurrava as meninas para fora,enquanto Midare acompanhava,consolando as mais sensíveis.

- Está tudo bem,Naoko?Rika?Infelizmente isso ia acontecer,mesmo que eu dissesse nada,foi triste,mas inevitável.

- Es-estamos bem sim,arigato,Midare-kun. - Já fora da pizzaria,elas respiravam um ar melhor.

- Cruzes isso nunca aconteceu antes,e eu sou cliente desde pequena. - Tomoyo se admirava.

- É,se VOCÊ não tivesse desafiado Midare-kun,isso poderíamos até ter evitado de ver.
*ou usado uma carta para salvá-lo.* - Sakura fala,e segreda para Touya.

- E-e-eu,não tive intenção de nada,foi ele que previu isso,não EU! - Touya fala de forma categórica.

- Are,are...não vamos brigar,aconteceu o inevitável,não é verdade?Mesmo que eu tivesse dito nada,mesmo que Touya-kun não tivesse me desafiado,ia acontecer. - Midare tenta aliviar o clima.

Chegando já em casa,Sakura se despede das amigas,e de Midare.

- Têm certeza que está tudo bem,Naoko-chan,Rika-chan? - Sakura pergunta preocupada.

- Sim,arigato gozaimasu,Sakura-chan. - Elas respondem,aliviando Sakura.

- Então,se está tudo bem,também vou embora,e peço desculpas por indiretamente estragar o dia de vocês. - Midare diz,enquanto acompanha as garotas.

- Bai bai,Sakura-san,acompanharei suas amigas para dar mais segurança,o.k? - Midare sorri.

- Sem problemas,Midare-kun,arigato gozaimasu,dewa mata,Naoko-chan,Rika-chan,Chiharu-chan,Meiling-chan,Tomoyo-chan. - Sakura acena.

- Tekudasai,Sakura-chan. - Elas falam quase em côro.

- Nossa,que fim de dia foi hoje,hein? - Rika se pronuncia.

- ARE!Nem me diga,pensei que a Naoko-chan ia desmaiar. - Chiharu fala,olhando de lado.

- HOE!Não chega á tanto,ne? - Naoko se defende.

- Foi assustador,né,Midare-kun? - Meiling olha Midare.

- De fato,mas,quando você se acostuma a ter visões de morte,fica meio trivial,me desculpe a sinceridade. - Midare coça a cabeça.

- Acho que até eu ficaria assim. - Tomoyo pondera.

Enquanto caminham,Midare faz algumas piadas para discontrair,até que ele avista uma pessoa entrando em um edifícil logo mais á frente.Ao passar pela porta do edifícil...

- Tomem cuidado com a cabeça,sejamos rápidos! - Diz,apressando o passo.

- Mas,o que... - Antes que qualquer uma das garotas dissessem algo,só se ouve o brusco barulho,e o leve roçar na perna de Naoko.

- AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH!!!! - Todas gritam desesperadas.

Era o jovem que acabara de entrar no edifícil,e se atirara do quinto andar,antes de tocar o duro chão,seu corpo roçara em Naoko,deixando-a em choque.

- Me-me-me-meu Ka-Kami-samá,que ho-horror! - Rika diz desesperada ao ver o corpo banhado de sangue pelo impacto,e o rachado crânio.

- Vamos sair daqui,que o clima está muito pesado. - Midare empurrava as garotas da desoladora cena,enquanto curiosos se acumulam ao redor do corpo.

- Se eu não tivesse avisado,você estaria fazendo companhia pro suicida-san,Naoko.

- A-arigato-gozaimashite!Seu poder me salvou,nem sei o que dizer! - Apesar de assustada,Naoko tentava sorrir.

- Nunca perca esse sorriso lindo,é o melhor pagamento. - Midare diz,ternamente,deixando Naoko vermelha.

- Bom,como vocês viram,posso apenas ver o que vai acontecer,não posso impedir o acontecimento.Aquele jovem,quando resolveu retirar a própria vida,já estava dentro do edifício,não tinha como impedi-lo. - Midare explica.

Para melhorar o clima,Midare faz gracinhas,deixando elas mais descontraídas.

- Peço desculpas mais uma vez,tem horas que eu desejo não ter esse poder. - Midare se penaliza.

- A culpa não é sua,Midare-kun,não se desculpe. - Tomoyo ameniza.

- Agora eu peço desculpas,chegamos á minha casa.Vocês vão ficar bem?

- Não se preocupe,chegaremos bem. - Tomoyo acalma Midare.

Se despedindo das meninas,Midare entra em sua casa,não muito bonita,mas modesta.
Olhando para trás de soslaio,ele vira seu rosto para a sala no fundo do hall.

Caminhando até lá,ele fica no meio da sala,e abrindo os braços,ele faz a invocação:

- Ó senhor de todas imundícies,esse imundo ser vos chama,atenda meu clamor,humilhantemente vos invoco,HARUMA!!!

Se enchendo de uma energia muito pesada,o ambiente fica insustentável,aparecendo assim,uma indefesa criança montada sobre um cabrito sem cabeça.

- O que desejas,Midare-kun? - Com infantil voz a criatura pergunta.

- Consegui duas almas para ti,são essas... - espalmando suas mãos,Midare expurga dois seres,e os joga aos pés da criança.

- Hum...Muito bom,Midare.E o pagamento das trevas,elas estão com pressa,sua missão é buscar o pagamento,faça-o! - O menino diz de forma soberana.

- Assim o farei.


============================================================

Não perca o próximo episódio 29 - Promessa é divida!
============================================================

Espero que tenha ficado legal,até mais! bunny22

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Abr 07, 2013 6:26 pm

uou tinha esquecido por completo este forum
adorei mais este capiulo esta cada vez melhor ^^

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Abr 20, 2013 4:34 am

Obrigado,Tsu-chan. bunny24

E trouxe mais um ep. fresquinho,boa leitura:

Sakura Card Captors
Cream Captors - Sonhos Molhados
Cap. 29 - Promessa é Dívida

============================================================================


Após conversar a com a aparente criança, Midare fica pensativo quanto sua obrigação e como poderá executar a cobrança.

- " O pior que nem fui apresentado ao devedor, e agora? Ele me disse que na hora certa, vou descobri-lo..." - Pensa consigo,enquanto se joga no sofá antigo mas, com as cores vivas.

- Esse dia foi muito tenso, ai-chan, quase tive um treco com a cena perturbadora. - Sakura diz,enquanto acaricia os negros cabelos de Touya.

- De fato meu amor,estava me segurando para não acabar com esse "Midare" na porrada,ou mostrar o que é magia de verdade para ele.

- Só que tem um porém,não podemos revelar nossa identidade para ninguém,assim á toa.

- Malditos avulsos!Esqueci! - Touya dá um soquinho na cabeça.

- Não se puna amor, e também não é culpa de Midare nascer com tal poder,nós não escolhemos nascer assim,mas,já que nascemos,temos que saber equilibrar os dois lados da balança, para não tender ao mal. - Sakura diz,enquanto olha pro vazio.

- Já pensou que legal?Sermos um casal poderoso de bruxos, aterrorizando Tomoeda? - AU!

Touya leva um beliscão de Sakura.

- Nem pense nisso,meu amor,a tendencia ao mal,enfraquece nosso poder,logo,seríamos derrotados por um bruxo poderoso do bem.

- Gomenasai,kokoro ni.

Enquanto isso,Naoko debaixo do chuveiro fica pensando em Midare.

- " Midare,até que você é interessante,me perdoe,Fujitaka sensei...".

- Epa!Não,não quero te trair,Fuji,nem agora nem nunca! - Naoko fala decidida.

Na casa de Chiharu,ela não se conforma dos poderes de Midare:

- Como ele pode adivinhar tanta coisa?E acertou tudo?O pior foi sua frieza,eu,pelo menos tive um piti,claro que ele é homem,mas,ser insensível com algo tão chocante?Ele joga muito jogos online,só pode ser.

Enquanto Sakura mima Touya,o telefone toca:

- RRRRRRIIIINNNNGGGGGG!

- Alo?Tomoyo?Pode vir aqui?Pode sim,agora?Sem problema.

- A Tomoyo não se conformou com o que viu,certo? - Touya fala com se já soubesse de tudo.

- Não é por que seus poderes voltaram,que vai esnobar,han?

- Não estava imitando o Midare,apenas chutei,acertei?

- Presumo que sim!Ela só disse que viria aqui,o assunto,não sei. - Sakura dá com os ombros.

- Essa eu quero ver,será que elatambém não foi com a cara desse vidente de feira?Agora somos dois contra ele. - O jovem sorri.

- Eu não disse que sou contra ou á favor.

- Mas,se derreteu inteira,á ponto de flertar com aquilo.

- Não fale sem conhecer as pessoas,o poder que ele carrega,pode ser uma maldição para ele,nem todos sabem lidar com a magia,ne?


- Assim,fico com ciúmes,dona ruivinha. - Touya fala sarcásticamente.

- Para de ser bobo,eu te amo e é o suficiente.

= DING DÓNG!= - A campainha toca.

- Deixa que eu vejo. - Touya atende á porta.

- SAKURA,É PRA VOCÊ! - O moreno grita,sendo que sua irmã está á poucos metros dele.

- Obrigada,To-chan. - Sakura ri sem graça.

- Pode entrar Tomoyo-chan.

-Após Tomoyo entrar,os três ficam sentados no sofá,até que a morena começa á falar:

- Sakura-chan,Touya-san,eu tentei me conter,mas,fiquei perturbada demais com o que aconteceu hoje á tarde.

- Tem toda a razão,Tomo-chan,mas não tem nenhum motivo para se alardear,presumo que Midare-kun não seja uma pessoa do mal,e,se ele for,tenha certeza,que estarei aqui para te proteger,ou as meninas. - Sakura fala confiante.

- - Não duvido disso amor,o problema,é se ele nos atacar enquanto dormirmos? -se ele for do mal,né.- Tomoyo ressalta.

- Ele vai ter de saber rezar,que vou esmagá-lo. - Touya diz em tom ameaçador.

- Are,are.Estamos aqui falando mal de alguém que pode estar carregando um fardo maior que ele,nos coloquemos no lugar dele,ser discriminado por todos,se fechar em,uma concha,para se defender,é horrível! - Sakura diz,se emocionando.

- Você é muito sentimental,né?Mas,vamos ver na hora H,o que vai acontecer,por ora,fiquemos de antenas em pé. - Conclui Touya.

- Tudo bem,Touya-taijou! - As meninas batem continencia.

- Yoshi,agora,as duas fiquem nuas na minha frente! - Touya dá uma gargalhada.

- Sabia que posso te denunciar por abuso de menores,taijou? - Sakura e Tomoyo olham para Touya com o olhar semi-cerrado.

- Tava brincando,hehehe... - Touya dá um sorriso amarelo.

- Dorme aqui hoje,Tomo-chan? - Sakura pergunta olhando Tomoyo de soslaio.

- Sim,a noite é muito convidativa. - Tomoyo corresponde o olhar.

- Então,vou dormir,amanhã cedo tenho um arubaito,oyasuminasai para vocês.

- Oyasumi,Touya! - Elas dizem em côro.

- Vamos dormir no quarto de hóspedes,tenho tanta novidade para te contar,Tomo-chan. - Sakura diz piscando para Tomoyo.

Entrando no quarto,Sakura se assenta na macia cama,enquanto Tomoyo se aninha nos braços de sua amada.

- Se me fosse permitido,ficaria assim para sempre.

- Mas,tenho especial reservado para você,Tomo-chan. - A jovem de olhos esmeralda,dá suavemente um beijo nos lábios sedentos de Tomoyo,deixando-a em frenezi.

- Isso é muito bom,mas...é só isso? - Tomoyo faz biquinho.

- Não se preoculpe,tenho muito mais... - De repente,Sakura empurrou Tomoyo com muita força,jogando-a para fora da cama.

- H-HOE?! - A menina fica travada ante a transformação de Sakura,ela foi assumindo aos poucos as feições de alguém conhecido:

- M-Midare? - A repentina metamorfose,deixa Tomoyo mais pasma ainda,sentindo um leve frio,a garota foi reparar mais abaixo,estava nua,com Midare como espectador.

- Tudo isso para mim?Desculpe,estou interessado na sua amiga,como ela se chama...

- SAKURAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!! - O grito foi forte suficiente,para despertar Sonomi e as empregadas que estavam do outro lado da casa.

- MUSUME,ABRE A PORTA,TOMOYO-CHAN! - Sonomi grita desesperada,quase arrombando a porta,mas, por ser blindada,sem êxito.

Tendo a porta por fim aberta,Tomoyo é abraçada calorosamente por uma preocupada mãe.

- O que aconteceu filhinha?

- Foi um sonho,muito assustador,mãe,era tão real,que fiquei sem chão.

- Nunca mais faça isso,ver filmes de terror antes de dormir. - Sonomi diz áustera.

- Pode deixar,okachan. - Tomoyo preferiu deixar sua mãe fora dos assuntos mágicos de Sakura.

- Então,vamos voltar á dormir?

- Sim senhora,após mais esse gole de água,oyasumi.

No dia seguinte,Sakura se encontra com Tomoyo e as outras garotas na frente do colégio.

- Ohayo,Sakura-chan

- Ohayo,Tomoyo-chan.

- Ohayo,Naoko-chan,Rika-chan,Chiharu-chan e Meiling-chan

- Vamos para um lugar mais reservado,preciso contar o que me aconteceu hoje á noite. - Tomoyo diz,empurrando as meninas.

Chegando á uma lanchonete próxima ao colégio,Tomoyo relata o acontecido,e elas ficam impressionadas,á excessão de Sakura,que fica pensativa.

- Isso é que é a primeira impressão,hein,Tomoyo-chan? - Chiharu diz, se admirando.

- Pior,que parecia tão real,que não sai de minha cabeça.

- Temos que conversar com Midare-kun,para esclarecer isso de uma vez! - Sakura é incisiva,pagando sua parte,pega Tomoyo pela mão e na companhia das garotas,se dirige á casa de Midare.

- Foi aqui,que você disse que ele mora,Naoko-chan?

- Sim,me lembro muito bem,é aqui.

Meiling tocando a campainha,as garotas esperam pacientemente.

- Hoe...Tem ninguém aqui? - Sakura estranha.

- Ele disse que mora com os pais dele,a não ser que estão trabalhando,e ele deve ter saído. - Chiharu deduz.

Quando de repente,a porta se abre.

- Ohayo gozaimashite,minna-chan!

- Ohayo,Midare,tudo bem? - Sakura sorri amávelmente.

- Ohayo! - As garotas dizem em coro.

- Tudo,que bons ventos lhe trazem aqui?

- Viemos fazer uma visita,incomodamos? - Tomoyo responde sorrindo.

- Imagina,nem um pouco,também estou sozinho,companhias sempre fazem bem.

Dando permissão,Midare permite que as garotas passem.Já dentro da casa,elas veem nada de anormal,até pacato demais.

- = Cruzes,num lugar desses,eu dormiria o dia todo,parece um cemitério!= - Sussurra Chiharu para as meninas.

- Podem se sentar,onegai shimasu. - Midare gesticula em direção á um sofá,antigo,muito,mas,pelo tecido e formas,aparentava ser caro.

- E então,bebem alguma coisa? - Ojovem pergunta inocentemente.

- Acabamos de vir da lanchonete,arigato. - Sakura diz,olhando a porta ao fundo.

- Então,esse poder que você tem,é ereditário,ou você o adquiriu em algum ritual de magia?Me desculpe se eu fui tão direta. - Meiling quebra o gelo.

- Ho,isso que eu carrego desde pequeno?Faz parte de um pacto que minha mãe fez com as trevas em troca de meu restabelecimento,eu nasci com os dias contados,sabe,aí,mamãe apelou,e cá estou!

As meninas ficaram chocadas com a declaração de Midare.

- Gomen,gomen,ne?Estava brincando com vocês,na verdade,eu nasci com esse dom,era o terror da escola primária,as meninas choravam quando eu fazia previsões.

- A,mas fazer previsões,não é algo ruim,os videntes que eu vi no canal do Desconhecido,ajudavam muitas pessoas. - Naoko ameniza.

- Infelizmente,pessoas fora da tv não compreendem a utilidade de algo assim.Midare para um pouco,respira fundo e propõe:

- Vamos fazer um jogo de adivinhações?Vocês ficam em pé paradas enquanto eu tento descobrir algo que lhes perturba,sem ser eu né? - Midare ri.

- E por que não?Poder sr legal. - Elas entram num concenso.

Então,elas ficam lado a lado,dando pequenas risadas,enquanto se concantrando,Midare posiciona sua espalmada mão ante elas:

- Vejamos,Rika-kun,está totalmente de bem com a vida,que inveja. - Rika sorri.

- A próxima...Meiling,preocupada em ter poderes,não queira fazer isso. - Meiling olha de lado.

- Naoko-chan,se me permitir,está preocupada que descubram seus segredos,não se preoculpe,não irei tão fundo em descobrir. - Naoko fica ruborisada.

- Tomoyo-kun,nenhuma preoculpação á não ser comigo,não ligo. - Midare dá um sorrisinho carinhoso.

- Chiharu-kun,preoculpada com...nada!A galera é mente fresca,muito legal! - Chiharu dá um sorriso amarelo.

- Ha,agora é a senhorita,Sakura-kun...HOE!Me lembrei que tenho um compromisso urgente,peço perdão pela grosseria,mas,peço sua licença.

- Não tem problema,mas,e quanto á mim? - Sakura fica preocupada.

- Não se preoculpe,Sakura-kun,continuarei mais tarde. - Midare diz apressado.

- Saiyonará,Midare-kun.- dizem em conjunto.

- Até mais! - Ele olha em particular para Naoko.

Após as meninas deixarem o lugar,Midare respira profundamente,e fala consigo mesmo:

- Não creio que estava certo,Sakura-chan é filha do devedor,agora,como já sei onde ela mora,posso revidar a visita,e conhecê-lo melhor.

Enquanto andam,as garotas comentam o ocorrido.

- Muito legal esse poder de Midare-kun,mas,reparei que ele tem um grande apreço por você,né Naoko-chan? - Chiharu observa acidamente.

- N-não,nem pensar nisso!Midare-kun é bonitinho,mas,nem é meu tipo,talvez seja minha atração pelo místico,mas,de resto...

- = Se ela soubesse de certos segredos... = - Sakura e Tomoyo pensam.

- Ele nem é aquelas maravilhas,ele não viu que tenho preocupação de Sakura-chan não me amar! - Meiling diz em tom zombeteiro.

- Não se preoculpe,Meiling-chan,quando chegar em casa,vou tirar suas duvidas.

- Eita Sakura-chan está curtindo ser bi-apaixonada pelo irmão pecaminoso,hein? - Rika satirisa.

- Não é muito diferente do professor garanhão-que molestava crianças,né? - Sakura dá um sorriso cínico.

- Tá!Vamos parar por aqui,senão vão meter a mãe no meio,e aí não vai prestar. - Tomoyo apazigua.

- O tira-teima deixa pra depois tá Sakura-chan,vou ter de chegar cedo,que tenho papéis para assinar. - Meiling fica penalizada.

- Esquenta não,Mei-chan,juro que será inesquecível. - Sakura beija Meiling.

- Bie bie,meninas! - Sakura se despede e entra em sua casa.

A jovem card captor dormia belamente,quando é despertada pelo despertador.

- HOE!Já são sete e meia?Kaze,dormi demais,preciso treinar minha magia cedo! - Sakura correu para o pátio,onde ficou treinando conjurações.

- O café está pronto,musume-chan,venha comer! - Fujitaka avisava.

- Mate,ne otosan! - A garota correu para um rápido banho.E ao descer,ve a mesa recheada de delícias.

- Itadakimasu...Ué!Cade o Touya? - A jovem estranha.

- Ele foi cedo pra loja de Saito-san fazer um arubaito.

- A,é!Ele havia comentado...

- DING DÓNG! - O som da campainha interrompe o raciocínio de Sakura.

- Eu atendo,oto-chan. - Sakura vai cantarolando até a porta,e ao abrir...

- MIDARE-KUN? - Ela diz num misto de susto e surpresa.

===============================================================

Não perca o próximo capítulo: 30 - Acertos e desacertos.

Até o próximo. bunny22

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Seg Maio 06, 2013 11:26 pm

cada vez melhor e mais interessante ^^

estou super curiosa por mais ^^

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sex Jun 28, 2013 4:07 pm

Ohayo,minna-san!Cool 

Nhay,obrigada Tsuki-chan pelo review.banny3 

Trouxe mais um cap. fresquinho! Peço perdão pela demora,é que esse livro está mesmo consumindo minha vida.bunny13 
Bem,vamos ao que interessa, enjoy the fic:

=======================================================


Sakura Card Captors



Cream Captors - Sonhos Molhados

Cap. 30 – Acertos e Desacertos

======================================================================

- Midare-kun? Tudo bem? – Sakura não deixa transparecer sua surpresa.
- Tudo bem sim , e com você?
- Vou bem, obrigado.
- Então, desculpe o incomodo, vim fazer um a visita de cortesia. Sei que é muito cedo, mas como minhas tarefas estavam todas concluídas, estava muito enfadonho ficar em casa...
- Não se preoculpe, Midare-kun, pode entrar, por favor – Sakura gesticula passagem para o jovem.
- Arigatou gozaimasu. – Midare passa e espera a anfitriã ir na frente.
- Papai, este é o Midare-kun, Midare-kun, este é meu pai. – Sakura faz as apresentações.
- Prazer, senhor...?
- Fujitaka Kinomoto.
- Prazer,me desculpe a invasão, como a Sakura-kun me permitiu visitar a casa...
- O prazer é todo meu. Que isso, Midare-kun, é amigo de minha filhota, é amigo da casa. – Fujitaka dá um agradável sorriso.
- Arigato gozaimasu, Fujitaka-san.
Se sentando no sofá, Midare repara na decoração comum da casa, sem nenhum indício da magia reinante.
- E então, Midare-kun, o que vai fazer mais tarde? – Sakura quebra o gelo,
- Sei lá, meus pais viajaram para o exterior aliás eles vivem viajando, minha companhia será aquela velha televisão, meio apático, né?
- Seus problemas acabaram, vou sair com as meninas, quer vir junto?
- Mas, não seria incomodo?
- Que isso, se eu estou convidando, não se preoculpe!
- Bom, não esperava por esse convite, agora como vou dispensar minha tv? – Midare brinca.
- Isso é bom, geralmente você é tão fechado, misterioso. – Sakura segura uma risada.
- As aparências enganam, Sakura-kun.
- Está servido de um asagohan, Midare-kun? – Fujitaka oferece o café á Midare.
- Obrigado, Fujitaka-san. – Midare se assenta á mesa.
- E, então, Midare-kun, qual a profissão de seus pais, você disse que eles vivem viajando, me desculpe se estou sendo invasivo demais, se quiser não responder, sem problemas.
- Que isso, Fujitaka-san, respondo sim, meus pais são representantes, por isso vivem viajando para divulgar a firma mundo á fora.
- Que legal, já eu não tenho a adrenalina de conhecer o mundo afora, sou professor da faculdade local na área de arqueologia. Tá bom, não nego que de vez em quando eu viajo com o grupo para averiguar alguma novidade arqueológica.
- Isso sim é fascinante, descobrir o passado de civilizações, como eles viviam, o que pensavam...
- Não reclamo de minha profissão, mas é bom poder respirar outros ares...
- Isso é verdade, hum! Está muito saboroso, quem foi o mestre de cuca que fez essa obra prima aos paladares, Fujitaka-sensei?
- Foi eu que fiz, como tive de ser pai e mãe, aprendi alguns truques culinários.
- É, isso que eu acabei reparando aonde estaria a senhora Kinomoto? Me perdoa a indiscrição.
- Indiscrição nenhuma, a Nadeshiko-chan, faleceu há 13 anos, desde então tenho feito o meu melhor.
- Meus pêsames, Fujitaka-sensei, mas, mudando o ar da conversa, o senhor acha que eu me daria bem se eu seguisse o caminho dos curiosos?
- Bom, a arqueologia é um caminho perfeito se você tem um espírito curioso.
- Então, como eu tenho uma sede enorme de conhecimento, acho que o senhor achou um companheiro de profissão, claro, depois que eu me formar, é só questão de eu trocar meu curso de administração, que está chatinho...
- Boa sorte, Midare-kun!
- Arigatou, Fujitaka-sensei! – Midare sorri.
- Pelo visto, vocês fizeram amizade, isso é bom! Apesar de me sentir deslocada com esses assuntos de arqueologia, e estar um pouco longe da faculdade. – Sakura decide falar.
- Que isso, minha filha? Não se sinta deslocada, participe de nossa conversa.
- Tenho um assunto que sempre está em ordem nos assuntos de roda: magia e sobrenatural.
- Papai, esqueci-me de dizer, o Midare-kun tem uma habilidade um tanto estranha, conte pro papai Midare-kun.
- Bom, é que eu posso adivinhar o passado da pessoa, ou o futuro de algumas ações, passei anos sendo tratado como uma aberração pelo preconceito das pessoas, mas, graças á minha determinação, não ligava nem um pouco para eles.
- Que chato, Midare-kun, bom, pelo menos isso não lhe transformou num ser maligno.
- Eu que diga, mas e o senhor nessas andanças, já se envolveu com o místico?
- Eu? Não Midare-kun, tenho me envolvido muito com meu trabalho, nunca tive tempo, já bateu uma vontade de ir além, mas, nunca me foi legado tempo.
- Que chato, eu aprendi com o tempo que a magia não é tão ruim assim. Depois que você se acostuma, nem repara que está mexendo com algo tão fabuloso.
- Quem sabe, um dia fuço em algum livro de ocultismo... algum dia.
- Não me leve á mal,Fujitaka-sensei,é que estou com um grande problemão, se o senhor me ajudasse com sua experiencia, ficaria muito grato.
- Diga, Midare,não tenha medo,no que eu puder ajudar...
- Tenho uma dívida para cobrar de um figurão,e temo não saber usar as palavras certas, como eu poderia cobrar algo tão alto, sem que ele seja violento.
- Nesse caso,Midare-kun,seja sincero,calmo e verdadeiro,ele com certeza pagará.
- Só que tem um porém,ele esqueceu-se da dívida,e agora?
- Simples, abra a mente dele,para que ele lembre-se.
- Como?
- Se ele for muito violento,tente ser o mais sutil possível,se ele te atacar sem razão,já que ele está errado,use suas armas e se defenda,subjulgando-o,pega o que é seu,só o que é seu.
- Obrigado,Fujitaka-sensei.
Se levantando, Midare sorri gentilmente para Fujitaka e beijando Sakura na face, se despede:
- Gomen, ne, já fiquei muito tempo, me lembrei que marquei hora com ele,tomara que eu não precise me valer da violência. Mais uma vez,arigatou,Fujitaka-sensei,mais tarde a gente se encontra,Sakura-chan,tudo bem?
- T-tudo bem, Midare-kun.
- Já, estava tão interessante a conversa,Midare-kun.
- Sumimasen desu,mas,mais tarde a gente pode colocar a “fofoca” em dia,hehehe! – Midare sorri de forma contagiante,porém sutil.
- Ja ne, minna-san! – Midare acena.
- Ja ne mata, Midare-kun. – Respondem juntos.
Do lado de fora,Midare pensa consigo:
- Cínico,não expressou nem um ressentimento,prometeu e não pagou,pois bem, Clow Leed,não importa quantas encarnações utilize,a principal interessa á meu patrão,e você pagará!
Do lado de dentro da casa Kinomoto:
- Nossa,o que deu no Midare-kun, ele nunca me beijou!E agora,assim de repente.
- Como foi a primeira vez que ele te visita,acho que a educação falou mais alto,japonês eu sei que ele não é,ta na cara,Musume,talvez costume do país dele.
- É verdade,otosan.
Mais tarde, Sakura está de saída:
- Vou sair com as garotas,tchau pai,pena o Touya ficar o tempo integral fora hoje.
- Se cuida filhota,é, hoje nem foi um mero arubaito, foi trabalho pesado.
Assim sendo Sakura sai, pensando na vida,olhando a beleza netural de Tomoeda,até que algo lhe chama a atenção.
- Hoe? – Ela fica curiosa com o estranho ponto escuro numa viela com uma luz que alternava sua tonalidade.
Temerosamente,ela se aproxima do curioso local,quando em milésimos de segundos ela foi golpeada e sugada para o interior do estranho ponto que se ampliou.
- SAKURA! – Fujitaka grita ao sentir que algo errado aconteceu com sua filha, deixando a louça cair no chão.
- O-onde estou?O que aconteceu? – Sakura diz,se encontrando em um local insolitamente infernal,tendo Midare agachado ao lado de um garoto montado num cadáver de um cordeiro putrefo,um forte cheiro de enxofre pairava no ar.
- E-eu morri?Mas por que fui para o inferno? Não,isso não é, Midare-kun está aqui! – Sakura limpa seus olhos para enxergar melhor.
- Trouxe a filha dele,a cobrança ocorrerá sem mais transtornos,senhor.
- E quem é essa criança? E montada num bicho nojento desses? E que cheiro nojento. – Sakura sente náuseas.
- Desde que eu receba o que é meu por direito...
- = Peraí! Filha dele? Seria eu,no caso!Por qur estão falando de mim e do papai? = - Sakura pensa enquanto tenta entender a língua que estão conversando.
- Mandarei o recado,com sua licença. – Falando numa língua morta, Midare se retira.
- = O que ele irá fazer? E o pior... O QUE ESTOU FAZENDO AQUI?!= - Sakura diz em pensamentos.
- Em posição de lótus, Fujitaka tenta identificar o que aconteceu com Sakura,quando alguém abre a porta.
- Sakura? Não senti sua presença,que susto você me deu! - Quando ia para ver sua filha, Fujitaka é repelido por uma violenta força,que lhe joga ao chão.
- N-NANNI?! – Diz,enquanto Surge uma forte sombra,carregando o conhecido ser.
- M-Midare-kun?! O que você fez? – Fujitaka diz assustado.
- Simples,meu caro Fujitaka-sensei,é você que eu preciso cobrar,que coisa,não? – Midare ri sarcastimente.
- M-m-mas,por que? O que? – Fujitaka fica confuso.
- Venha até esse endereço,que meu mestre te avivará a mente,e não matará sua gostosinha e inocente filhinha. – Com sorriso luxurioso,ele se retira.
- O-o-o-o que aconteceu? – Fujitaka fica atônito.

==========================================================================

Não perca o próximo cap. – Heaven and Hell.


Até uma próxima,e juro que tentarei não demorar.bunny24 

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qua Jul 31, 2013 12:33 am

Olá, quem ainda se lembrar do fórum! bunny17 , estou postando mais um cap. da fic. fresquinho!bunny22 

Here we go!

============================================

Sakura Card Captors
Cream Captors – Sonhos Molhados.
Cap. 31 – Heaven and Hell.
=======================================================================

Pegando um papel jogando no chão, o chocado Fujitaka le seu conteúdo, jogando-o fora.
- Midare-kun, por que? E o que eu devo, á ponto de você fazer mal á Sakura...SAKURA? Que todos os espíritos arcanos me ajudem nessa! – Pegando uma maleta e partindo em disparada, Fujitaka vai para o dito endereço.
- = Por que ele não me atacou diretamente? Para que tanta covardia! Sakura minha filhinha! = - Fujitaka pensa, enquanto segue á pé, pois havia esquecido que tinha carro.
Chegando no lugar, ele para ante um portão comum de uma casa comum.
- Mas seja lá quem for, é um vilão pé de chinelo! – Fujitaka se admira com a pobreza do local.
Vendo o portão aberto, ele adentra a casa de forma cuidadosa.
- Parece uma casa daqueles filmes de terror! – O professor diz ao ver as paredes descascadas e com diminutos crâneos pendurados, o cheiro de amônia piorava a cane.
Após passar pelo funesto corredor, ele chega á entrada de uma sala parcialmente escura, a visão da área também é parcial.
- Agora é tudo ou nada! – Ele diz, enquanto ruma para a sala.
- Ué? Tem nada aqui? SAKURA-CHAN!? ONDE VOCE ESTÁ? – Impaciente, Fujitaka grita, até que ele avista uma luz ascendendo no meio da sala, e dessa luz abre um vórtice.
- Hoe? – Seguindo em direção do vórtice, o mago adentra-o, e a visão não é das melhores.
- KEZA! O QUE É ISSO? – Fujitaka vê um salão iluminado em pontos escolhidos e ao fundo, um menino está montado em uma cracaça autônoma de um animal, ao lado está Midare e do outro está Sakura horrorizada, além de pequenos seres voando pelo ambiente.
- SAKURA-CHAN! VOCE ESTA BEM, IMOUTO-CHAN?! – Fujitaka conversa com Sakura.
- P-pa-pai? Apesar de morrendo de medo, estou bem, ninguém me fez mal.
- Ora, você chegou, Fujitaka, ou melhor: Leed Clow! – O menino olhava fixo.
- Q-quem é você? Por que isso tudo? E o que Sakura tem á ver? – Apesar do impacto inicial, Fujitaka não temia.
- Quem sou eu? QUEM SOU EU? Ora, quando precisou de poder para controlar as trevas,você se lembrava de mim, agora que tem tudo, se esquece de nosso acordo, criança? – Após dizer tais palavras, o menino dá uma gargalhada irônica.
- Não me diga, que ...? – Fujitaka se lembra aos poucos.
- Sim, meu caro, esperei você morrer, ressuscitar para me driblar, mas de nada adiantou, estou aqui, e quero que nosso acordo firmado seja cumprido!
- Agora eu me recordo, foi á tanto tempo atrás, mas custava vir pessoalmente a mim e me cobrar? – Fujitaka está indignado.
- Simples, não tenho remorsos ou arrependimentos, caro “mago”, sou poder, apenas isso. – O menino continua encarando Fujitaka.
- Se me permite, eu vou dar uma lição nele. – Midare caminha até Fujitaka.
- Ora, caro traidor, esta se revelando? – Fujitaka olha com nojo.
- Agradeço a sua boa recepção, mas é meu trabalho... – Partindo com tudo, Midare ataca Fujitaka, com aros de fogo, Fujitaka se desvia dos golpes, até que fácil.
- Midare, que camuflagem legal, hein? O misterioso ser que no fundo é um espírito maligno.
- C-como percebeu isso? – Midare se assusta com a exatidão de Fujitaka.
- No inicio ignorei, mas confirmei quando você foi em casa me trazer o recado.
- KATASSSSSHHHHH!!! – Aproveitando a distração de Fujitaka, Midare manifesta ondas energéticas que acertam em cheio o mago.
- Gomenasai,sensei, mas é meu trabalho. – Com Fujitaka caído, Midare dá as costas e se vira para o menino.
- Viu, mestre? Ele não foi capaz de se defender, morreu!
- Olhe para trás. – Calmamente o menino fala, e ao Midare se virar, ele vê Fujitaka em pé, levantando o símbolo do Dharma.
- Hã? Mas, AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHH!!! – O corpo de Midare é desfeito imediatamente.
- Ora, ele era um ser entojante mesmo, agora você! Me de o que deves! – O menino engrossa a voz.
- Tá! E se eu não quiser pagar essa dívida, e te enfrentar num combate? – Fujitaka desafia.
- Melhor ainda, a cobrança vai valer a pena em dobro! Venha me socar a cara. – Ele fica excitado com a proposta.
- Então... – espalmando suas mãos, Fujitaka faz a invocação:
- Toda luz, toda treva, todo principio, todo fim, atendam a esse humilde servo, e me façam derrotar a escuridão!
Com o feitiço invocado, um enorme clarão sai pelas mãos do mago, tornado o lugar ora escuro, num ambiente claro e límpido.
- Boa, não temo a luz! – O garoto, de onde estava sentado, abre sua boca e arregala os olhos,emitindo uma forte energia, que acerta em cheio Fujitaka.
- Are,are... para alguém que deseja a alma de Clow Leed, você é muito fraquinho, oque foi? Todo seu poder foi para mim? – Fujitaka diz em tom jocoso, pois o ataque não fez efeito.
- Mortal inútil! – Ficando irritado, o menino resolve se revelar, o corpo infantil é revelado como uma mera carcaça, sendo destruída numa insana cena de filme B, saindo com grande fúria um ser que diverge de tamanho em relação ao menino que antes era.
- Ora, você até que é feio! – Fujitaka faz pouco da imagem do demônio que se apresenta.
- Na hora que eu pegar sua alma e comer sua filhinha, o que você fará? – O ser diz com descaso.
- Fogo, pelo pacto estabelecido, me responda! – Fazendo a invocação, um turbilhão de chamas atinge o corpo do demônio em cheio, porém ele subjuga com uma mão.
- Esse é todo o seu poder mesmo?
- Forças do oculto, fortifiquem meu ataque! – O poder de devastação do turbilhão amplia, porém...
O demoníaco ser engole toda força do ataque.
- Keza! – Fujitaka diz, ante tal cena.
- HAHAHAHAHAAH!!! – Ele gargalha largamente.
- = O que eu faço agora? Peraí, já sei... = - Fujitaka pensa enquanto analisa a situação.
- Minha vez! – Começando seu ataque, o ser manifesta seres interdimensionais, que se dirigem á Fujitaka sem piedade, lhe impedindo os movimentos, percorrem o corpo do mago.
- Keza! Assim, não poderei fazer nada! – Fujitaka fica enrolado em tantos seres pegajosos.
- Enquanto você brinca, vou brincar com sua filhinha... – Se encaminhando para onde Sakura está presa, o bizarro ser, gargalha.
- S-Sakura... – O mago está sentindo os efeitos do parasitismo,que também afeta o cérebro.
- Olá, fofinha! – De frente á Sakura, espécies de tentáculos saem do corpo do ser demoníaco.
- E-espera aí, por favor, não! – Sakura se desespera ante aquilo que está por vir.
- Venha, minha linda e atraente... – O demônio é interrompido.
- PARADO AÍ, SEU LIXO!!!! – Fujitaka aparece por trás do ser,todo machucado, mas de pé.
- MORRE LOGO! – O demônio vira aplicando um golpe, porém Fujitaka consegue ser mais rápido.
- VOCE NÃO ABUSARÁ DE SAKURA! – Convertido em fúria, Fujitaka manifesta o espirito de Clow Leed.
- Ora, apareceu sem maquiagem, Clow? – O demônio olha de soslaio para Clow.
Fazendo uma conjuração arcana, correntes de raios prendem o corpo do ser.
- E então? Não irias me subjugar e abusar de Sakura? – Com soberba e frieza, Clow fala.
- C-como conseguiu tanto poder? – O demônio fica confuso com o tamanho da força de Clow.
- Pensas que meu poder provém só do que eu peguei emprestado de você? Te enganas, me aprofundei nos segredos do oculto e da magia primordial, e demônios como você já enfrentei muitos outrora. Se fazes tanta questão de receber de volta o que me deu, te devolvo com muito gosto. – Espalmando suas mãos em direção ao amarrado ser, flui uma intermitente onda energética, castigando o corpo do ser.
- AAAAAAAAAAAAAAAAAARRRRRRGGGGHHHHHH!!!!!!!!!!! – O máximo que o demônio faz é gritar.
Levantando suas mãos, Fujitaka manifesta o símbolo do Dharma em chamas azuis.
- Nunca esqueça, eu sou Leed Clow, o mago mais poderoso desse mundo!!! – Ao terminar de falar, ele joga o símbolo manifesto sobre o ser.
- Carma e punição são o que eu mereço por ser um demônio orgulhoso... – O ser é desfragmentado ao ser tocado pela luz, também o ambiente ora envolto em energias difusas, começa á se desfazer.
- AAAH, MEU DEUS! COMO ISSO DÓI! – Retornando á ser Fujitaka,ele cambaleia um pouco,pois usara muito poder.
- PAPAI! – Sakura grita, ao ver Fujitaka em tal estado.
- Tudo bem, filha? Espere um pouco. – Fujitaka liberta Sakura de sua prisão energética.
- Vamos sair daqui, depois conversamos.
Assim sendo, os dois correm para fora do vórtice aberto, tendo a dimensão onde estavam outrora, destruída.
- Papai, como o lado Clow do senhor é foda! Devia de aparecer mais vezes,em três segundos destruiu o demônio cobrador e seus servos, tá tenho um pouco de medo disso, sorte o senhor ser meu pai se eu fosse lutarcontraachoqueiamedadrmau...- Sakura começa á falar sem parar de tanto nervoso.
- Calma minha imouto-chan, o importante foi que vencemos, e vamos sair logo daqui que estou ficando louco com essa energia residual.
Saindo da velha casa, Fujitaka pronuncia um encantamento, fazendo com que o local fosse selado e engolido pela terra. Aos que viram tudo, ele apenas usou um feitiço de esquecimento.
- Vamos para casa? – Fujitaka dá a mão para sua filha.
- Sim! – Sakura sorri e os dois seguem rumo para casa.
Chegando, tudo está do jeito que foi deixado.
- Um último feitiço antes de eu desmaiar aqui. – Fujitaka brinca, e fazendo o feitiço, ele restaura o ambiente.
- Uma coisa que eu reparei, oto-chan, o Eriol não sentiu a presença do demônio cobrando Clow, afinal ele é a outra metade de Clow.
- Eu sei disso, filha, mas barrei a presença do ser enquanto ele lutava e se manifestava.
- CREDO! Você me deu mais medo ainda.
- Não tema, filhota, quanto menos gente se envolver, melhor.
- Agora, com sua licença, vou repousar, que me esgotei! – Assim falando, Fujitaka desmaia no macio sofá.
============================================================================
Próximo cap. – 32 – por teu amor...

==============================================================

Até uma próxima!bunny11 

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sex Dez 20, 2013 9:02 pm

nossa esqueci compeltamente deste forum adiante quanto a fic continuo a adorar cada capitulo (tenho acompanhado mais atravez do nyah embora mesmo la nem sempre consiga comentar) espero poder continuar a a companhar

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» Quartos dos sonhos!!
» Jardins Proibidos [II]
» Oneirocinese
» Qual seu personagem favorito de Sakura Card Captors?
» Outros itens colecionáveis que você quer ter: sonhos e pretensões!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Anime Girls :: Animes/mangás e afins :: Fanfics/Fanarts-
Ir para: