Anime Girls

Este fórum é para todos aqueles que gostam de animes. Aqui podem falar sobre os animes que conheçem ou até conhecer outros
 
InícioPortalMembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Ter Fev 21, 2012 8:34 pm

tenho gostado imenso desta fic e cada vez gosto mais continua estou mesmo a adorar

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Ter Fev 21, 2012 11:46 pm

Ni hao!!! banny3

Agradeço a preferêcia,TshukiGirl-chan. Laughing

E,para chegarmos logo aonde a fic está,re-posto mais um ep. hoje

Here we go!

================================

Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados

Episódio 9 - Nunca Fale com Estranhos.

A dona da pensão,para por um instante sua "atividade", e vai averiguar,abrindo a porta,e vê nada,além do corredor vazio,e uma latinha de frente á olha de soslaio uma pequena sombra refletida na parede.

- O que aconteceu,gata?

- Nada,acho que foi o vento,mas...vamos terminar o serviço,que estou com sono.

- Se eu te disser,que sei a cura para sua sonolência.

- Me mostre esse remédio...- Um beijo continua o resto.

- Foi por pouco!Cruzes,não acredito no que vi,perdi meu apetite agora!Droga! - Dizia consigo Sakura,enquanto se encaminhava para as escadas. - Deixa eu dormir quem sabe esqueço aquilo.

No dia seguinte,ao entrar na cozinha para fazer seu desejum,a menina topa de frente com a dona da pensão,e tenta disfarçar,mas a cena ficava mais viva com a presença da senhora,que está a lhe servir o café.Como tinha nenhum dos inquilinos presentes ainda,ela fala á Sakura em baixo tom:

- Não fique com vergonha,tudo que aconteceu na noite passada,é mais comum que se possa imaginar,com os poucos trocados dos inquilinos nunca teria uma vida confortável,ou achava que só o dinheiro dos quartos era suficiente?

- Eu...nem sei oque dizer,não quis ser indiscreta,só estava procurando oque comer,quando os barulhos me chamaram a atenção...como sabia que stava no corredor? - Se espanta a jovem.

- Simples,só uma novata para fazer barulho tão bobo aquela hora da noite,em frente ao almoxarifado,oras. - Sorri a senhora.

- Sabe que é,é...ai. - Diz Sakura sem geito.

- Queres saber de uma verdade?Quando migrei pra China,há algum tempo atrás,tinha recebido uma proposta de me prostituir,mas tinha ,sou minha própria cafetina,que ironia.

- ORO?

- Mas não pense que me deito com qualquer coisa,só com os inquilinos que se sentem solitários,com dinheiro sobrando,lógico.É bem lucrativo,e nunca fico na vontade. - Falava de forma irônica. - Vi que você é bem apanhada,tem olhos verdes,corpinho bonitinho...se estiver afim de ganhar um trocado extra,posso te agenciar,que tal?

- Nanni?ie, que minha praia é outra,obrigado pela proposta,mas,não.

- Pense bem,em todo caso,a proposta está em pé.Tenho que fazer compras,até mais tarde,sayonará.

- Sayonará,ia-san. - Enquanto tomava o café da manhã,a proposta indecente fuzilava a mente da jovem.

- Kami-samá,só faltava isso,sem meu amor,em terra estrangeira e me tornando pu*?só falta rolar escada á baixo...

Após o desejum,Sakura pega seu material e caminha em direção á escola indica por seu pai,no caminho ela observa com mais calma as diferenças entre os dois paí no endereço,é visto um prédio bem conservado,sem muitos luxos,mas pelo portão,logo na entrda da secretária,um senhor de cabelos pretamente tingidos pega a inscrição da jovem,e entega um passe livre e indica sua ós a apresentação aos alunos,Sakura não acha dificuldades em fazer algumas perguntas em chinês (namorar um chinês ajudou muito).

*Obrigado Shoran* - Pensava ela enquanto fazia a lição.

Na hora da pausa,Sakura se encaminhou até um banco vazio num canto qualquer do páteo,enquanto via garotos jogando bola,treinando boxe chinês,garotas histéricas falavam sobre garotos,duas garotas iam em sua direção,sem muito alarde,chegaram perto da jovem:

- HOEEE! - Se assusta com as duas atrás dela.

- Duì bù,Sakura,não foi nossa intenção.Não se lembra mais de mim?

Após por os pensamentos em ordem,Sakura reconhece o rosto da bela jovem de longos cabelos negros.

- Mei-Mei Lin?Quanto tempo! - Se alivia ao reconhecer a amiga.

- Tem muito tempo mesmo,fiquei sabendo de alguns boatos que circulam na família. - Sem muitos rodeios,fala,enquanto encara Sakura.

- É verdade,não sei como ou oque contaram,mas o principal é verdade,me separei do Shoran,e...- É interrompida por Mei Lin.

- Se apaixonou pelo Touya?Certo?

- Certo,mas,então o resto você já sabe,e cá estou tentando esquecer o To-ya... - Suspira,enquanto lembranças invadem seu ser.

- Pelo menos não ficou enganando o Shoran,ele sofreu muito,sabia?

- Gomen,preferi ferir agora,que apunhalá-lo. - Responde olhando para baixo.

- Como não somos mais concorrentes do mesmo amor,podemos ser amigas na desilusão amorosa. - Diz,com um sorriso maroto nos lábios.

- Só você, Mei Lin.

Ao ouvir o sinal de retornar as salas,ambas vão juntas pelo corredor até chegar as suas respectivas salas.

- Hoe,somos vizinhas de sala?Que legal.

- É verdade,não tinha percebido. - Diz a morena,já entrando na sua classe.

- Até mais.

- Até mais.

Se sentindo menos tensa por ter se aberto com alguém,Sakura cumpre suas obrigações escolares.

Sentando em sua carteira,a jovem chinesa pensa o quanto Sakura cresceu e sua beleza amplificada,e começa a ter visões meio impróprias.

*PARA!* - Corta o pensamento impróprio antes de piorar.

Na saída,as duas se encontram no portão principal,e vão juntas pelas ruas de Hong Kong North Point,conversando sobre futilidades,até que a morena tocou num assunto meio delicado:

- Sakura,você já beijou uma garota?

- Bom,Mei Lin,você já deve ter percebido que Tomoyo tem um amor especial por mim,né?Então,eu...correspondi á esse carinho.

- Honto ni?E como foi,que sensação foi?

- Quer mesmo saber?

- Sim,estou curiosa.

O rosto da jovem de olhos verdes se aproxima um pouco mais.

- Sa-Sakura,eu...

- ... - Os lábios se tocam,com pequena relutância da morena,mas,com plena aceitação no línguas brincam alegremente,os olhares cerrados pelo momento,mãos se intercalam em cinturas bem ao planeta Terra,se encaram com carinho.

- Nunca pensei que você era tão boa nisso,menina,se eu fosse lésbica,te namorava. - Dizia uma Mei Lin surpresa.

- Então não contarei o resto,capaz de você querer casar comigo. - Gargalhava Sakura.

- Baka. - Sorri a jovem chinesa.

chegando na "república" de Sakura,se despedem,e Mei Lin dá um leve selinho na jovem de olhos esmeralda.

- Você me quer né?Safadinha...

- Deixa de ser boba, bai bai.

-Sore ja.

Entrando na pensão,encontra um jovem sentado no sofá á ver o noticiário,o que chama sua atenção é a beleza do rapaz,e sua pele escura,como que tivesse uma pequena camada de caramelo cobrindo-o.

- Com licensa. - Diz ao mancebo,enquanto passava pela sala,tentando disfarçar o rubor quase aparente.

- Toda. - Responde o rapaz de forma displicente.

Sobe as escadas,e se tranca em seu quarto.

- Me-Meu Deus!Como alguém pode ser tão belo!De qual nave ele caiu? - Se admirava a jovem,controlando sua leve taquicardia.

- Sakura-chan?Você já voltou?Ouvi o barulho da sua porta! - Dizia a dona da pensão.

- Sim,estou me momento.

Após trocar suas roupas a jovem estava pronta para encarar a cafetina autônoma.

- Gomenasai, bem com a senhora?

- Vou levando.E você?Já pensou na minha proposta?

- Apesar de ver como tudo aqui está na hora da morte,vou manter minha resposta.

- Hum...uma coisa que aprendi nesses anos na China,foi analisar as pessoas,e algo me diz que você vai aceitar,mas,serei paciente.

- Nunca diga nunca,né?

- Mas cuidado,tem muita coisa ruim nesse meio,se ainda pensa,é porque está pensando em com os pés no chão,hai?

- Ainda aguento a bronca,não se preocupe.Hã...quem éo jovem na sala?

- Hm? Se refere ao jovem Phillipe?Ele mudou aqui há poucas horas,e é estudante da Austrália. *solteiro*. - Sussurra aos ouvidos da jovem.

- Não estou interessado nele,não,admirei da beleza rara desse jovem,muito bonito.

- Sei...Bem!Logo o almoço estará pronto,fique atenta.

- Arigato,senhora...? Nunca perguntei seu nome.

- Achika Iroshii ,mas...me chame de Su Tsui ,ok?

- Claro,senhora Su-san. - Dá um leve sorriso,e volta pro quarto.

Suspira fundo:

- To-ya...Onde estás você?Se eu pudesse,viajaria de volta pro Japão,só para te caçar... - De forma triste pensa a jovem,enquanto segura firme a foto de Touya.

- Vou me estrupiar,mas...a proposta não soa tão ruim...será?No amor vale tudo,já diziam...Kami samá.

Um pequeno redemoínho tribulava a cabeça da jovem Kinomoto.
==================================================================

Próximo capítulo 10 : No Amor E No Dinheiro.

Até a próxima! bunny26
Voltar ao Topo Ir em baixo
Biia-chan
Soul Eater Fan
Soul Eater Fan
avatar

Mensagens : 358
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 19
Localização : Death City

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Fev 26, 2012 7:46 pm

Tou adorando ^^
Espero que nao deixes a fic a meio :)

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Fev 26, 2012 11:35 pm

Konbanwa,minna-san! bunny22

Não se preocupe Biia-chan,a fic vai até o fim. banny3

Vamos lá então:

==========================

Sakura Card Captors

Cream Captors Sonhos Molhados.

Ep. 10 no amor e no dinheiro.
.

Ainda tentando pesar os prós e os contras da proposta da sra. Achika (ou Su),Sakura caminha em direção á cozinha,mas a tentação de ter dinheiro mais rápido para "caçar" Touya,é arrebatadora,tão perdida em pensamentos,não reparou no jovem parado na porta da cozinha.

=POF!= - Foi uma batida considerável,empurrando-o,deixando a menina sem graça,e assustada levemente.

- Me perdoe,eu não queria ser rude...

- Não se preocupe minha lindinha,entre mortos e vivos,vou ficar bem,senhorita...?

- Kinomoto,Sakura Kinomoto.

- Hmmm...que nome mais bonito,"flor de cerejeira",prazer,Phillipe Dicastro II.

- Prazer. - Ficou enrubrecida,ante a aproximação do jovem australiano.

- É,bem,vão servir o almoço. - Disse,se aproximando da mesa,como se ela fosse uma pedra de salvação.

- Sim,almocemos,depois poderemos conversar melhor,senhorita Sakura.

- Me chame apenas de Sakura,por favor.

- Sem problemas minha flor. - Dizia,admirando os esmeralda olhos da jovem.

O alomoço foi calmo,apenas com uma olhadela tímida de Sakura para os olhos do jovems,Sakura se ofereceu para ajudar a recolher a louça,Su-san,aceitou e esperava mais que uma simples ajuda...

- Me diga,minha jovem Kinomoto,já tem uma resposta á minha proposta?

- Sim! - Disse decidida. - Quando começo,como funciona e o pagamento?

- Bom,em partes: primeiro,começa hoje á noite,segundo,eu indico os clientes,e terceiro,o pagamento é semanal,não é muito,mas,se quiserem dar a mais á voce,melhor.

- Começando hoje,quem será meu primeiro cliente?Muito velho,sei que não é,pois só vi jovens na pensão.

- Observadora,gosto disso... parece brincadeira do destino,mas o jovem que flertava com você,Phillipe,será seu primeiro cliente,ele me explicou que ouviu os murmurinhos dos moradores,e se interessou pelos serviços,mas,não sabe nada sobre você.

- Kami Samá,espero não fazer feio.

- Uma dica:imagine que ele é seu namorado,isso é infalível. - Deu uma leve piscada para a jovem,que se afastava,indo em direção ás escadas.

- Não creio que falei como uma pu*,mas,o preço á se pagar é menor que a recompensa,Touya,vou te achar,com dinheiro é mais fácil,tudo na vida!

Tirou um cochilo,para aguentar a noite,e possíveis "trabalhos" extras,no início da noite,ouve-se batidas na porta,de forma discreta.

-*Vamos,chegou a hora.* - Sussurrava uma voz conhecida.

- Ham?Já? - Tomou uma rapida ducha,vestiu-se e abrindo a porta,da de cara um sorriso discreto de Su-san.

- Vamos! - Disse,pensando no Touya...

Chegando na sala de estar,a cafetina lhe explica:

- É só bater na porta dele,e deixar rolar.

Assim foi Sakura,olhos erguidos,e espírito falsamente forte.Bate na porta levemente.

-Pode entrar!

Ela entra,e fica alguns instantes olhando o quarto,bem arrumado,um perfume suave pelo ar,a música,calma,deixa o ambiente únicamente aconchegante.

- É você?Os deuses me ouviram!A noite é nossa,minha flor,mas,me diga,como uma deusa nipônica como você,aceitou essa vida?Faz desde pequena?Poderia ser até modelo,sabia? - Após metralhar Sakura com as perguntas,oferece que ela se sente na cama.

- Não é bem assim,eu comecei hoje,preciso de dinheiro (e não é pouco),para me encontrar com o amor da minha vida,e de forma imediata,esse é o único geito que se apresentou para mim.

Ele olhou bem para a menina,depois olhou para o lado,deu um profundo suspiro e respondeu:

- Não precisa de se rebaixar tanto,se não é o seu rumo,nem comece,a maioria das meninas que começaram com algum pretexto bom,não souberam voltar atrás.E vejo que o que diz é verdade,está estampado nos seu rosto - Pensa rápido e diz: - faz assim:pago o programa que você faria comigo,dou um extra para ajudar na sua causa,ficamos o tempo conversando um pouco,e, se ainda quiser cumprir o "trabalho",facarei alegre e por você me satisfazer,mas,triste por você seguir um caminho que não é o seu...que tal?

Como se tivesse levado um choque,Sakura olha paralisada para Phillipe.E sem pensar muito dá a resposta de imediato:

- Aceito!O bico que tenho na Faculdade,sabendo guardar uns trocados vou conseguir o suficiente.

- Boa menina,é isso que eu enxerguei em você!Agora me explique que amor é esse que quase te obrigou a vender esse corpo lindo?

Ainda não acreditando no que aconteceu,a garota tenta se esquivar:

- É uma história muito delicada,prefiro deixar assim,quando eu puder te contar,espero que não se horrorise.

- Dessa vida,se eu me horrorizasse com tudo oque vejo,dava um tiro na cabeça e pronto. - Sorri.

- Se é assim,acho que posso encurtar caminho,e contar agora:

- Não sei quando ou como,mas,me apaixonei perdidamente pelo meu irmão Touya,após um tempo em segredo,meu pai descobriu,e acabou com não sei aonde ele foi,papai expulsou-o de casa,e me mandou estudar aqui na estou tentando juntar dinheiro suficiente para encontrar ele,não sei aonde,mas,tenho um palpite que ele esteja em Tomoeda ainda.

- Que chato,seu pai podia ter sido mais brando,e ver que o amor não faz escolhas.

- E você?Já contei meus podres,agora me conte os seus.

- HAHA!Podres,essa foi boa...então,sou filho de um empresário do ramo hoteleiro em Sidney e Perth,num intercâmbio vim parar aqui,e agora estou conhecendo a cultura,os costumes,as formas de estudo,enfim,enriquecendo meus conhecimentos...

Assim foram conversando a noite toda.Do seu "aposento",Achika fica sorrindo sozinha.

- Já fazem tres horas que estão trancados,a Sakura é boa nisso,nunca vi alguém ficar mais de uma hora...

- Já está ficando muito tarde,é melhor irmos dormir. - Retirou a carteira e contou umas notas. - Tome,espero que seja o suficiente.

- Obrigada,você me ajudou de verdade,e vou me comunicar com a senhora Su que vou deixar a vida agitada de vedete das camas. - Ambos dão uma larga gargalhada.

- E antes que você pense mal de mim,odeio explorar pessoas com um sonho tão bonito,o amor é bonito,precisando,posso ser seu anjo da guarda.O que eu fiz,fiz por poder ajudar,afinal,tenho dinheiro,por que não ajudar?Mal não fará á mim,nem falta,hehehe!!

- Não quero incomodar,Phillipe,mas,se precisar mesmo,eu grito.E mais uma vez doumo arigatou!

- Boa sorte,minha deusa de olhos esmeraldas tenho inveja do seu irmão.Do itemashite.

- Aprendendo lígua japonesa também?Gostei!

Sakura dá um sorriso tímido e sai renovada do quarto de seu novo anjo da guarda pelo corredor,e pelas escadas,pensa como vai falar as novas para Achika,que já estava á porta de seu quarto aguardando Sakura.

- E então,como foi seu primeiro dia de trabalho,pelo visto foi ótimo,ficou muito tempo,se você ficar assim com todos os clientes,vai ser famosa no circuito noturno de Hong Kong.

- Bem,Su-san,vou ser sincera:eu tentei,eu me esforcei,mas vi que não é essa a vida que quero para mim,eu vim aqui para a China,por que meu pai mandou,para que eu pudesse estudar,dar um orgulho pra ele,pensei MUITO bem nessa vida de terror das camas,e vi que isso não é pra mim,pode pegar o lucro da noite,que estou me despedindo.

- Calma,minha menina,é o primeiro caso de meretriz se demitir,hehe...mas,vou respeitar sua vontade,sabia que não era sua praia,mas,não custava ficar com o dinheiro,vai,use-o sabiamente,hai?

- Doumo arigato,senhora peço licença,que vou dormir,essa noite foi esgotante.

- bù yòng xiè,wǎn 'ān ,Sakura.

Chegando em seu quarto,ela cai duramente na macia cama,e dorme pesadamente.No dia seguinte,ela acorda com o despetador.

- Hora de uma nova chance de brilhar,Sakura-chan! - Fala consigo mesmo.

- SAKURA!VOCÊ TEM VISITA! - Se ouve a voz de Su Tsui,chamando a garota.

- Visitas?A essa hora?Quem poderia ser,não combinei nada com ninguém. - JÁ VOU,OBRIGADA!

Após um refrescante banho,a menina se troca,e desce as escadas,chegando á sala de visitas,se espanta com a bela visão ante seus olhos.

- MEILIN?

Não perca o próximo episódio: 11- Brumas da Primavera.

======================================================

Espero que tenhas ficado legal.

Té mais! Cool bunny17

_________________


I'm open your mind.


Última edição por washu_genius51 em Dom Fev 26, 2012 11:59 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Fev 26, 2012 11:37 pm

Esta mesmo fantastica continua estou a adorar imenso

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
Biia-chan
Soul Eater Fan
Soul Eater Fan
avatar

Mensagens : 358
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 19
Localização : Death City

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Seg Fev 27, 2012 2:26 pm

Mais um!!! E claro que tenho de concordar com a Tsu-cha!!! Está mesmo muito fantástica!!! E devo também dizer que tens um bom gosto para fics Tsu-chan!!! ^^

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qua Fev 29, 2012 2:00 pm

Ohayo,minna-chan! bunny23

Agradeço,Tsu-chan,Biia-chan,essa fic é para os fãs de boa leitura (erótica,mas boa). banny3

Então,vamos á mais um episódio,feito com todo esmero:

===============================.
Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados.

Episódio 11 - Brumas da Primavera
===============================.

...

- Sakura,posso falar com você em particular?

Disse a jovem morena,á card captor surpresa com a visita.

- Pode sim,vamos até meu quarto. - Só não repare a bagunça.

Entrando no aposento de Sakura,Meilin se senta á cama,e observa como tudo está bem arrumado.

- Então Meilin,pode começar a falar,sou toda ouvidos.

- Bem,Sakura,pensei no que você me disse sobre sua história com o Touya,e cheguei a conclusão de que você precisa de ajuda para encontrá-lo,certo?

- É,bem...sim!

- Vou te ajudar nessa busca utilizando alguns dos recursos da família Li,mas,não pense que quero dinheiro ou outra coisa em troca,com o enlace,você liberou o Shoran pra mim,com o tempo reconquisto ele,fato.

- E como gratidão,você resolveu me ajudar,estou certa?

- Bingo!Como a família Li é quase uma máfia,não será difícil encontrar o moreno pecaminoso,hihihi.

- MEILIN!EU,EU,NEM SEI OQUE DIZER! - Gritava alegre e esfuziante a jovem de olhos esmeraldas.

- Calma,não precisa espalhar a notícia,com discrição é melhor,Sakura-chan.

- Diga de novo meu nome,Meilin-chan.

- Nanni?Tá bom...Sakura-chan.

- Você merece um prêmio... - Nesse meio-tempo,Sakura desabotoa sua blusa com pequenas flores róseas,deixando seu bustiê á mostra,e chegando calmamente próximo de Meilin,passa suas mãos pelo rosto da jovem chinesa,e lhe dá um terno beijo que lhe faz ficar sem reação.

- Sa-Sa-Sakuuura...hmm - Tenta repudiar a amiga,mas,acaba sentindo o gosto da boca de Sakura,e retribui num beijo mais quente.

- Sou sua,prove do meu calor. - A jovem chinesa diz enquanto se despe e saboreia o beijo.

Carícias e beijos se fundem,até ambas estarem nuas e admirarem uma o corpo da outra:

- Minha amiga,você é perfeita,como se escondeu de mim. - Dizia a bela morena,enquanto descia até as partes íntimas da bela japonesa que fechava os olhos de tesão.

Admirou os segredos de Sakura,e começou dando pequenos beijos,que faziam a jovem estremecer,até invadir com a língua a úmida e quente gruta,brincando e mordiscando seus delicados lábios,a card captor arfou de prazer e loucura á cada mordidinha que recebia ,Meilin viu o resultado,e se posicionou,juntando os dois sexos,para que juntas pudessem dividir o orgasmo.

- Eu vou gozzzAAAARRRHHH! - Gritava Sakura,enquanto Meilin só fechou seus olhos.

Ambas gozam abertamente,se lançando na macia cama.

Enquanto estavam se recompondo,Sakura se admira:

- Nunca pensei que você fosse seme,Meilin,eu gozei rápido demais,foi ir do inferno ao céu em 5 segundos!Achei que seria minha uke...

- Sakura,entenda,se você tem instinto de lutador,ou se toma a atitude,ou se impõe a atitude.Já brinquei um pouco com outras amigas,curiosidade é fatal,mas,amiga com sua beleza como a sua é a primeira vez.

- Ah,para Meilin,nem sou tão bonita assim...

- E por falar em bonita,já está na hora de voltar pra casa,senão minha mu qin me mata.

Após um rápido banho e alguns lascivos beijos, elas se despedem com mais um beijinho, já do lado de fora da república.

- Então aguardo novidades,Li-chan.

- Vou manter contato,e se tiver algo mais para que eu possa resolver,e você agradecer assim,me chame.

- Baka.*Pode deixar* - Ambas caem na gargalhada.E cada uma segue seu rumo.

- Touya,vou te encontrar meu amor. - Sakura diz com um enorme sorriso estampado no rosto enquanto entra na casa.

Quando ela sente algo cair em seu ombro.

- Hã?Uma flor de cerejeira?Já passou tanto tempo assim?Final de semana,hã...esquece,estou na China,não em Tomoeda,festival das cerejeiras vai esperar.O tempo que for...

...
============================
Próximo episódio: Capítulo 12 - Requiém da Procura Exaustiva.

Até a próxima re-postagem,e espero que tenho ficado ao agrado. bunny11

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Biia-chan
Soul Eater Fan
Soul Eater Fan
avatar

Mensagens : 358
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 19
Localização : Death City

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qua Fev 29, 2012 4:59 pm

Fico à espera do próximo ^^
Tem razão!! Leitura erótica mas boa XD

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qua Fev 29, 2012 9:36 pm

esta maravilhoso cada vez gosto mais continua

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Mar 03, 2012 7:33 am

Oie!!! banny3

Trazendo mais um episódio de nossa fic. (Agradeço á todos os reviews Cool ).

E,vamos lá,se tudo der certo,re-posto o 13,só pra não dar double hoje. bunny17

==========================

Sakura Card Captors

Cream Captors Sonhos Molhados

Episódio 12 - Requiém da Procura Exaustiva.
============================

Após uma noite de sono conturbada pensando aonde encontraria Touya,Sakura toma um banho gelado para ver se vem alguma idéia boa á cabeça,após,desce as escadas,vê os outros inquilinos,comprimenta-os,senta-se á mesa,toma o seu desejum,tentando prestar atenção na conversa dos inquilinos,para limpar a cabeça,e vir alguma idéia boa,quando ela escuta algo inspirador:

- É verdade?Aonde você viu essa senhora que lê cartas?

- Á duas quadras daqui,dizem que ela é boa...

*Cartas?* - Pensou a jovem,que se levantou que nem um relâmpago,e subiu as escadas em seu quarto,abre a mochila com seus pertences,entre eles estava um certo as invocações necessárias,o mesmo se abre e,obedecendo ás ordens dela,quatro cartas saem: Espelho,Água,Vento e á frente de sua dona,Espelho mostrará oque está acontecendo,como um monitor,Água de forma cristalina servirá de veículo de comunicação,Vento Longe soprará,perto trará notícias do que se quer,Amor,pela união dos corações,será para evitar falhas.

Logo,sentada em lótus diante das cartas,os olhos da menina,começam e emitir fortes luzes,quando ela está em longo tempo ela procura,mas,dessa vez,não teve geito,uma imensa muralha de energia se ergue ante á sua frente,ça do impacto a torna de volta á si,de forma brusca.

- Papai...- Lhe vem de imediato á cabeça,deixando-a triste.

- Porque eu tinha de ser filha da parte chata de Clow Leed?Saco!

Olhou o relógio,e viu que horas eram:

- Nhay!De novo atrasada!Tenho de mudar esse hábito.- E mais uma vez saiu correndo desesperada rumo ao colégio.

- Zao Shang Hao,Sakura-chan,dizia Meilin Li, parada na entrada do estabelecimento,como que esperando a jovem.

- Ohayou gozaimassu,Meilin-chan...você estava me esperando?

- É oque parece,não acha?Tenho algumas pistas sobre o paradeiro do seu moreno arrasa-quarteirão.

- Conte mais detalhes,onegai.

- Então,desde que houve aquela contenda com seu pai,Touya,foi visto há poucos quarteirões de sua antiga residência,provavelmente more por lá,ou está trabalhando na região,não sei ao certo,mas,já é um passo.

- ARIGATOU GOZAIMASU MEILIN-CHAN! - Pulou em cima da amiga,com tanta empolgação,que as duas cairam no chão,em cima de alguma ervas plantadas perto do portã suave beijo serviu para temperar o agradecimento.

- Que bom ver que você gostou,mas,vamos entrar,ou perderemos hora...- Disse com um sorriso nos lábios,a jovem chinesa.

- Tinha até esquecido,gomen,Li-chan.

Enquanto as meninas entram apressadas pelo portão,não reparam,ou sentem a presença que está á lhes observar...

Cada uma segue para a sua sala,e,após um dia comum de aula,soa o alarme do lanche,e as duas se encontram:

- Hi,Meilin-chan,a sua rede de informação já tem alguma previsão para novidades?Me desculpe,mas,estou muito excitada com a notícia...

- Nihao,Sakura-chan,ainda não tenho uma previsão da minha rede de informações,mas,tem ordens para agir o mais rápido possível.

- Estou tão feliz,que não caibo em mim,Li-chan!Fico imaginando a hora de me reencontrar com meu cavalheiro de espada reluzente,HANYAU! - Toda encabulada,a jovem fica sem graça,quando todos se viram e olham em sua direção.

- Ai,ai,ai - Diz baixinho.

- Você precisa se controlar,menina maluca,qualquer hora, nego vem te internar. - Meilin fala,rindo da situação.

- Gomen,Li-chan,sabe que é,é que eu estou morrendo de saudades do To-chan,agora que apareceu uma luz no fim do túnel...

- Tudo bem,Sa-chan,mas,vamos manter isso entre nós,ok?

- Ok!

- Vamos voltar,Li-chan,poxa,o lanche aqui é curtinho...

- Bem-vinda á China,jovem astronauta. - Ambas riem largamente.

- Durante a aula,Sakura estava envolta em pensamentos,a tal ponto,que esqueceu onde estava,quando a professora interrompe seus pensamentos:

- Interrompo algo importante,jovem Kinomoto?

Voltando em si,se assusta,com o rosto da professora, frente a frente com o seu.

- HOE!Go-gomen,sensei,não foi nada não,tive um pequeno mal estar,gomenasai!

Os olhos desconfiados da mestra,tinham outra conclusão.

- Poderia pedir para ir na enfermaria,que seria mais cômodo,não acha?

- Fo-foi passageiro,já me sinto bem melhor - Fazendo sinais positivos com os braços.

- Hmm... tente não ficar "doente" durante a aula,ok?

- H-hi!

No fim das aulas,Sakura encontra Meilin distraída,no portão olhando o lado de fora chega por trás da jovem chinesa e...

- BUUUUU!!!

- AAAAIIIIIHHHH!Sua abestada,vai assustar seu pai,poxa!

- AHHAHAHAHAH!Consegui te pegar!Vamos?

- Hoje recebi mensagem do meu contato,e quando chegar em casa,verei as novidades,o que acha?

- Maravilha!Tomara que venham coisas boas.

Foram conversando sobre trivialidades pelo caminho,até que chegaram na repúbrica (pensão) de Sakura.

- Mais uma vez,obrigado por tudo, Meilin-chan.

- Me agradeça depois que o tesouro estiver em seu baú.

- Assim seja!

E antes que Sakura pudesse se despedir,rapidamente,Meilin rouba um beijo,delicadamente,o que é correspondida.

- Se eu me despedir toda vez de você assim,vou acabar namorando-te!

- Não seria má idéia,Kinomoto-chan.

- Tá,tá,deixa pra lá!O Toya é oque me interessa,ninguém mais.

- Bye,Sakura-chan.

- Bye,Meilin-chan.

- Assim que adentra a casa,Sakura quase cai de susto,com a pessoa que a aguardava.

- Sho-Shoran?Como?

- Ele disse que te conhecia há muitos anos,muito educado o rapaz,deixei que entrasse e te esperasse,Sakura,fiz mal? - Disse a dona da pensão.

- Nã-não,Su-san,tudo bem,só me assustei.

- Quanto tempo,Sakura,tudo bem com você?

- Tudo bem sim,e com você?

- Depois de tudo,ainda estou vivo,então trouxe novidades do seu interesse.

- Vamos subir,é mais sossegado,doumo arigatou,Su-san.

- Bom,continuarei limpando a casa.

Ao adentrar o quarto,Sakura pede que Shoran se sente,e ele começa a falar:

- Fiquei sabendo da sua procura por Touya,e sei onde ele se localiza,não muito longe de sua residência,os contatos de Meiling são os contatos da família.

A notícia pegou Sakura de surpresa,e ela quase desmaiou de surpresa.E ele continuou:

- Faz um bom tempo que vejo ele passar pela região,e resolvi segui-lo,para averiguar.E tenho rua e número.

Após um copo d'água,a jovem olhou fixamente pro jovem chines:

- Vo-você sabia antes dos contatos?Porque está aqui com essa informação,se foi meu amor por Toya que destruiu seus sonhos de casar comigo?

- Eu não sabia que você estava tão engajada á procura dele,até conversar com um dos detetives á nosso serviço,descobri que Meiling estava envolvida nisso fiquei muito mais curioso,e comecei a ligar os pontos.Não sou um cara rancoroso,Sakura,apenas o fato de saber que você está feliz,já me anima,e isso não vai mudar,mas,se você escolheu o orangotango,que assim seja.

- ARIGATOU GOZAIMASHITA,LI-CHAN! -Disse Sakura,quase pulando de alegria.

- Pegue o endereço,e não perca,uma viagem para cá é bem carinho.

- Pode ter certeza,guardarei como se fosse o ouro que é.

Li se levanta,olha para a porta,evitando de encarar a menina de frente,e antes que ele tocasse na maçaneta,Sakura hábilmente o pega pelo ombro,e toca seus lábios carinhosamente,oque Li,após um pouco de resistência corresponde,passando sua mão pelo quente e macio corpo da jovem Kinomoto.

- Li,arigatou,sem você eu estaria perdida,a Meiling já sabe disso?

- Não,eu vim sem ninguém saber,mas já que estou aqui,vou fazer uma visita pra minha prima.

- Me beije mais,Li-chan,preciso sentir seu gosto,só mais uma vez.

E assim foi por um longo tempo com algumas carícias belicosas,Li se despede de Sakura,e faz um pedido:

- Me chame pro casamento,quero ver com meus olhos. - Sorri ternamente.

- Pode deixar,Li-chan,eu te chamarei,você será nosso padrinho.

Um último aceno,e Shoran segue em direção á casa dos Li.

- Yattá!Agora, voltar a juntar uns trocados pra passagem,ai,ai...Me espere,Toya meu amor! - Sakura diz consigo enquanto adentra a casa.

========================================

Próximo episódio: capítulo. 13 - Resoluções.
========================================

Bom,espero que tenha ficado legal. bunny22

Saiyonará,minna-chan!

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Biia-chan
Soul Eater Fan
Soul Eater Fan
avatar

Mensagens : 358
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 19
Localização : Death City

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Mar 03, 2012 3:07 pm

Não se preocupe, porque fica sempre legal ^^
Tou a adorar como sempre XD
Fico à espera do próximo '(^.^)'

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Mar 04, 2012 8:41 am

Doumo arigato ,Biia-chan. bunny11

E,como prometido,estou re-postando mais um ep:

Enoy the fic! bunny23

================================================
Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados

Capítulo 13 - Resoluções

No dia seguinte,Sakura acorda muito mais disposta que o costume,se sentindo a pessoa mais feliz do mundo,sorri largamente para o espelho,se banha de forma caprichada,escolhe a melhor roupa,e tomando seu café rapidamente,sai sem ninguém perceber(havia levantado antes de todos na residência),compra um jornal á procura de um bico á fim de levantar mais fundos para sua missão de voltar á Tomoeda.

- Preciso de alguns arubaitos durante esse mes,e tudo vai dar certo,conseguirei o dinheiro suficiente!Me espere,To-chan,eu vou chegar! - Disse com o fogo da paixão no olhar.

Assim foi sua rotina durante o mes inteiro: com bicos de garota propaganda de panificadora,á distribuidora de panfletos eróticos,e,no fim do mes...

- YATTÁ!Consegui juntar o suficiente,foi sufocante,mas,valeu á pena ,vou comprar a passagem,e me despedir do pessoal.

Após comprar a passagem,ela chega no horário em que todos estavam assistindo o jornal local,discretamente,chama a sra. Su Tsui,ea leva ao seu quarto.

- Me diga,minha linda,oque você deseja de mim?Mudou de idéia,e quer "trabalhar"?

- Não,Su-san,quero informar que consegui angariar fundos para pegar o próximo vôo pro Japão,trabalhei o mês inteiro em pequenos bicos,mas,consegui,e vou partir amanhã de manhã.

- Meus parabéns,minha princesa!Pena que não terei sua presença alegrando o dia-a-dia,sentirei saudades suas,mas,espero que você tenha tudo em mente,porque ir sem um plano na sua situação,é dar de cara com a porta.

- Se tudo der certo,oque eu tenho em mente,não terá falhas,não se preoculpe comigo,tenho tudo esquematizado.

- Força,menina!E não vacile,torço por você.

- Então é isso,te agradeço do fundo do meu kokoro por todo o apoio,e desculpe o mau geito. - Sorri tímida.

- Boa viagem,e,se precisar,as portas sempre estarão abertas.

Se abraçam ternamente,e,Su-san sai fazendo reverência,que é correspondida pela jovem ,e cansada,Sakura toma um bom banho,e cai na cama que nem um tijolo.

No dia seguinte,estava esfusiante,desceu as escadas que nem um relâmpago,começou a tomar seu desejum,quando o jovem Phillipe,lha dirigiu a palavra:

- G'day,Sakura,está mais cintilante que de costume,ganhou na loteria? - Sorri o jovem australiano.

- Sabe que é,é que eu consegui comprar a passagem para voltar pro Japão,e o vôo está marcado para agora de manhã,ai,ai,ai...

- Sério?Parabéns,minha flor!Que você alcance seu objetivo,sem problemas.

- Obrigado,Phillipe!Só vou me despedir de mais alguém,e vou até o aeroporto.

- Boa sorte,my lady foi um prazer te conhecer.

Ao término do café,os dois caminham até a porta,e dão um forte abraço.

- Até uma próxima,minha linda.

- E que essa próxima seja ao lado do meu kokoro.

Ambos acenam,e seguem seus caminhos,Sakura chega á residência dos Li,e tem a notícia que Meiling não estava.

- Poxa,aonde essa maluquete foi parar? - Continuou até o aeroporto,no guichê de entrada,avista uma figura conhecida:

- MEILING-CHAN! - A bela chinesa chega rápido ao encontro da amiga.

- Até que enfim,Sakura,estava te esperando um bom tempo.

- Mas,não te disse nada! - Se surpreende a jovem.

- Rede de informações,esqueceu,bakka?

- Ás vezes,você me dá medo,Meilin-chan...

- Menos medo que uma certa garota usando cartas para manifestar magia...

- É...vai viajar também?

- Se alguém topar pagar a passagem para mim,posso me sacrificar um pouco...

- Bakateru...- Sorri para a amiga.

- Falta pouco para voltar á Tomoeda,só espero que meu pai não saiba disso,se não estou frita li-te-ral-men-te,ai,ai,ai.

- Se nada de estranho aconteceu,foi porque ele não sabe de nada,aproveite,pegue o morenão e suma.

Nesse interim,a mesma presença que Sakura havia sentido há tempos atrás,se faz sentir,fazendo seus cabelos ficarem arrepiados.

- HOE!

- O que foi,Sakura-chan,tá ficando kishigai?

- Não é isso Meiling-chan,já faz um tempo tinha sentido uma sombra atrás de nós,nos observando,agora,senti a mesma presença,mas,só a energia,isso é assustador.

- Só não prestar atenção,de repente,é só um errante perdido,e,como você tem poderes extra-espirituais,chamou-o a atenção,só isso.

- Você fala como se isso fosse nada. - Diz com os olhos semi-cerrados.

= TIM!TUM!= - "Passageiros com vôo á Tomoeda,favor se dirigirem ao portão sete,repetindo..."

- É o meu,Meiling,obrigada por tudo,não tenho como agradecer a toda força que você me deu,e como minha estada na China foi agradável com sua presença...- Antes que ela terminasse,foi bruscamente interrompida com um beijo de cinema,daqueles de tirar o fôlego,todos pararam para olhar,e tirar fotografias,lógico.

Ao fim da bela cena de "filmes noir",Sakura estava nas nuvens,e sem graça,pela cena armada involuntariamente.

- É-éé-é,bem,hum,eu,então,Meiling,arigatogozaimashita,sayonará,dewa mata suguni ne.- meio torta,se despediu,e foi ao seu destino.

- "" Espero que dê sorte,primeiro a Tomoyo em Tomoeda,agora,a Meiling aqui,WOW,se não der certo,viro yuri,e fico com as duas."" - Brincava consigo a jovem.

Já dentro do avião,Sakura olhava para a China mais uma vez,e respira aliviada,pois,se encontraria com Touya ,aquela estranha presença não saia da sua cabeça...
===========================================

Próximo capítulo: 14 - Casa de Cêra.
============================================

Até o próximo cap.,e ...LIBERTE-SEEE!!! Cool
======================================

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Ter Mar 06, 2012 12:37 am

continua fantastica e cada vez gosto mais continua fico a espera de poder continuar a ler

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qua Mar 07, 2012 5:26 am

Arigatou gozaimashite,Tsu-chan,faço o possível para acertar. bunny17

Aproveito para re-postar mais um ep. da nossa fic.

Enjoy! Laughing

===========================================================
Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados

Capítulo 14 - Casa de Cêra.

O avião aterrisa no aeroporto de Tomoeda,após uma viagem sem problemas,Sakura desce as escadas,e olha uma visão que não via há tempos: sua terra natal.

Após passar pela alfândega,começa a caminhar pelas ruas para esticar as pernas,e começa a pensar no que pode acontecer se seu pai a encontrar fora do colégio,de volta sem sua permissão,e do lado do Touya...

- Ai,Kami-Samá,oque que eu faço?Chegar cheguei aqui,agora não sei oque eu faço!Mas,se tiver que enfrentar o todo poderoso "meio-mago Clow",enfrentarei.(Fazer oque né?)Aiaiai...

Enqaunto caminhava,ela olhava como as árvores estavam floridas,a combinação de cores deixavam a garota quase hipnotizada pela rara beleza,ao ponto de não reparar que estava quase chegando ao seu destino.

- HOE!Quase me distraí,não posso passar batido,atenção Sakura! - Se repreendia,até que avistou a república onde estava instalado Touya.

Chegando á porta da simpática casa,toca a campaínha,sendo prontamente atendida por um senhor bem vestido,aparentando seus 40 anos.

- Ohayo gozaimasu,o hóspede chamado Kinomoto,está?

- Ohayou gozaimassu hiniti no hana,está sim,se quiser,posso chamá-lo.

- Não precisa se preocupar,se não for muito incômodo,posso ir até seu quarto?Sou a irmã dele,Sakura.

- Hum,você é a famosa Sakura-tan?seu onii-san vive falando como você é um exemplo de dedicação com a família.

- *então ninguém sabe?Ótimo!* - Pensava consigo a jovem.

- Pode entrar,joshi. - Dizia o senhor,enquanto abria a porta.

- Arigato-gozaimashita.

- Do itemashite,me chamo Shibara Francis,sou o zelador daqui,prazer.

- O prazer é meu,Shibara-san.

Adentrou a casa,e ficou maravilhada com a beleza vitoriana do ambiente (influência de uma pequena colônia francesa que habitava a região).Escutava a orientação que lhe era passada por Shibara-san,onde está localizado o aposento de Touya.

Seguiu imenso corredor,após se despedir do zelador,chegando ao final do mesmo,avistou a larga escada e subiu-a,no olhar da direita no topo da mesma,encontrou o quarto almeijado.

=TÓC!TÓC!= -Bateu na porta de madeira de época,muito bem desenhada,mas de material já desgastado pelo tempo.

- Quem bate? - Pengunta um desavisado Touya.

Bate mais uma vez e não responde.

- Que há agora?Vendedores mudos? - Falava enquanto abria a porta.E a surpresa deixou Touya boquiaberto:

- I-i-i-imouto-chan!

- Onii-chan,yattá! - Fazia o v de vitória enquanto Touya se recuperava.

- MA-MAS...Sakura?Eu estou sonhando,só pode ser!E não quero acordar...nunca!

Para tirar as dúvidas da mente do seu amado,a menina abraçou-o ternamente,no que foi prontamente correspondida.

- Minha imouto-chan,que saudades,eu não sabia mais oque fazer para te encontrar,e você vem diretamente na mim,obrigado,Kami-Samá... - foi bruscamente interrompido por um beijo sedento,lascivo e ao mesmo tempo,terno.

- Te digo o mesmo, meu onii-chan,só pensava em você,só queria você,estava ficando louca!

- E...como você me localizou?Você estava em outro país estudando,e de repente aparece aqui...?

- Não vai ficar nervoso?

- Não,porque?Você está aqui e é oque me importa.

- Quem me ajudou a te encontrar foi o...Li e sua prima.

Fazendo uma cara irônica,ele prontamente diz:

- Ora,ora,para algo o "alois flito-san" prestou,dúvido nada,que a prima dele que deu um empurrãozinho. - Caçoava o moreno.

- Não,To-chan,ele que se prontificou sem eu saber,só posso agradecer muito á ele.

- E...você não agradeceu?Poxa,pensei que tinha mais respeito pelo seu corpo.

- Não pense errado,ele não fez por favores sexuais,foi por amor,puro e simples.

- Bom,o importante é que ele não botou as patas em você.

- Bom,deixando os chineses na China,e nós aqui,poderíamos...

- Estava esperando o convite. - Sorri com malícia no olhar.

Se aproxima do jovem moreno,e começa beijando com volúpia,arrancando pequenos suspiros de prazer,percorrendo seu pescoço com a língua de forma hábil,unindo o ato ao doce perfume de Sakura,Touya fecha os olhos e deixa o mundo de lado,pensando no desejo,puro e simples.

A jovem arranca a camisa de Touya,e beija seu peito,mordiscando os mamilos,arrepiando o rapaz que já no limiar da excitação,para o ato da bela card captor e implora:

- Não aguento mais,imouto-chan,se sirva de meu corpo,apague esse fogo!

- Não apagarei,nii-chan,vou incrementá-lo. - Diz sorrindo.

Desceu até a calça do moreno,e abriu-a com a boca,despontando um membro viril e sedento.

- Meu "cavalo",quantas saudades de ti! - os olhos brilhavam.

Sem demora sorveu-o,castigando com pequenas mordidas na glande quase roxa,no que ele apenas mordeu os lábios de tesão,num movimento repetido de vai e vem,afiava a espada com sua delicada boca,e,ao ver a expressão do rapaz de delírios,apenas se alojou em cima e começou a cavalgar,de forma sutil,aumentando o nível gradualmente,mudando para um rebolado cheio de gingado.

- A-aonde você aprendeu...ah...isso?

- Instinto,meu irmão,instinto.

Não aguentando mais segurar,o vulcão entra em erupção,espalhando sua quente lava por toda cama,e,claro,deixando a jovem toda molhada.

- Aahh...Não aguento mais,por ora,vamos descansar um pouco. - Declarava Touya,esgotado pelo esforço.

- Ok,nii-chan,também estou cansada,amanhã pensaremos no que fazer.

Se levantaram,e trataram de tomar um banho,muito quente,onde Sakura decidiu apenas usar sua boca eo membro de Touya,para deixar o banho mais quente,após,cansados como estavam,apenas desmaiaram na cama.

No dia seguinte,a jovem desperta e vê seu amado dormindo largamente,e decide despertá-lo,puxando seu futon,derrubando-o no chão:

- AII!Está louca,menina?Poderia me dar um beijinho de bom dia,po! - Esbraveja olhando sua irmã já vestida do outro lado da cama.

- Quis fazer diferente,baka-chan. - Diz,enquanto coça a cabeça piscando o olho.

- Tá,tá...o café já está pronto?

- Mais um pouco,e vão servir,apresse-se.

-Hai,hai...

Após o jovem se aprontar,ambos descem as escadas e vão até o salão de refeições,cumprimentam Shibara-san,e tomam seu café,Touya apresenta Sakura para os demais convivas da república,e saem para dar uma volta pela vizinhança.

- Ai,ai, oni-chan,se pudesse,ficaria aqui para sempre,ar puro,vista melancólica,sossego...

- Você parece uma velhinha falando,imouto. - Sorri.

- Nya,nem vem,gosto das coisas agradáveis da vida.

- Mas,temos um problemão: O poderoso "Meio Clow",e seus valores morais...como se ter poder das trevas fosse algo moral. - Faz pouco caso o jovem.

Até que param num parque distante da república,e se encostam em uma árvore.

- Sabe,Sa-chan,nesse tempo que ficamos separados,me sentia tão insosso,que não tinha motivos para estudar,agora que você está aqui na minha frente,me sinto com poderes para encarar qualquer coisa de frente.

- Esse é meu super herói! - Dá um beijo no canto da boca de Touya.

- Mereço só isso?Acho que esse prêmio tem de ser mais justo. - Setenciou o moreno.

- Não seja por isso... - Ela se posicionou na frente de Touya,e,abraçando-o,começou a beijar de forma doce seus lábios,ela sussurrou:

- Assim está melhor,meu To-ya?

- Você sabe agradar quando quer,Sa-chan.

Quando repentinamente,um vento muito frio invadiu o parque,soprando violentamente as árvores,assustando as pessoas que gritavam desesperadas,até que no auge do repentino furacão uma nuvem negra piorou a cena apocalíptica,e dessa mesma nuvem se revela o causador:

- Por que ousou repudiar minhas ordens,Sakura?Porque insiste nessa aberração?Porque quer ofender a memória de Nadeshiko?

- Pa-papai? - Sakura se refreou,e pensou um pouco antes de continuar:

- Eu não posso lutar contra meus sentimentos,me apaixonei pelo Touya,sei que para alguns é errado,mas,mais errado seria eu negar esse sentimento,eu mentir para mim.

- Não quer desistir dessa loucura,então,terá de me derrubar para alcançar seu intento!

Mais que de imediato,feixes de energia partiram de forma desenfreada contra o casal,ferindo Touya,acertando sua perna esquerda,deixando ele desequilibrado,e derrubando-o ao pé da árvore.

- Touya! - Grita Sakura desesperada,ao mesmo tempo que tenta se desviar dos feixes com poder de lâminas.

Instintivamente,Saca uma carta,e faz a invocação,liberando assim,o poder do retorno.

- Carta?Contra mim?Mesmo que esteja TRANSFORMADA em cartas Sakura,não têm poder contra mim,que as criei do nada,ainda assim,obedecem a mim,tola!

E assim se fez,mesmo com a tentativa,a carta não teve força para retornar o ataque contra Fujitaka,mais Clow do que nunca.

- Kami-Samá,o que eu faço? = Já sei! = - Disse,e saiu correndo para um lugar muiito imediato já estava á porta esperando.

- Sabia que isso não ia prestar,Sakura.

- Tente distraí-lo pelo menos Yue,onegai.

- Você está brincando comigo?Sou seu guardião,mas,o máximo que posso fazer,é isso mesmo,distraí-lo... - Resmungou o imponente ser.

Imediatamente,Yue voou para o encontro com Fujitaka/Clow.

- Quem diria,Sakura está tão desesperada que o que tem na mão vai...tsc.

- Clow Leed,apesar de te considerar,serei obrigado a te parar a todo custo.

- Hã?Como pensa em me parar?Não se esqueça que apesar de servir uma nova dona,fui eu que te criei,suas chances de se impor contra mim são zero.

- Me desculpe,Leed Clow... - Nesse instante,o ar ficou mais gelado que o costume,e uma poderosa corrente de ar atingiu o mago em cheio,balançando apenas seu cabelo...

Manifestando seu arco,de imediato Yue lança uma flecha contra a cabeça do seu adversário,que nada faz para se desviar.

- Isso foi tudo?O poderoso Yue,ficou fraquinho á esse ponto?Após acabar com você,Sakura se arrependerá de me desobedecer.

Sem dizer uma única palavra,o guardião ergue as mãos em direção da lua,fazendo com que se manifeste uma densa quantidade de energia entre suas mãos,e,direcionando á Clow,apenas lançou com força tal,que seu corpo foi empurrado na direção oposta.

Colocando suas mãos á frente para barrar o ataque,inicialmente Clow conseguiu segurar,mas,a força era persistente,e o corpo do mago foi jogado tal qual um boneco de pano,refreando alguns metros á frente.

- Con-consegui! - Dizia Yue,se recuperando.

Como era de se esperar,Leed Clow se ergue,e rápidamente aparece na frente do guardião...

- Nada mal!Tenho de admitir,mas, cansei de brincar... - Posiona a mão direita na fronte de Yue,e o mesmo apenas cai inconciente.

- Sakura,você me paga,sua incestuosa. - E continuou em busca da garota.

Sentiu a energia que estava procurando e foi em seu encontro.

- TE ENCONTREI!SE PREPARE PARA RECEBER O CASTIGO MERECIDO!

- Pa-pa-papai...porque?O amor merece castigo? - Dizia a garota,que estava em pose de lótus,com um círculo róseo ao seu redor.

- AMOR?Você ousa dizer que isso é amor?ELE É SEU IRMÃO!Você ofende a memória de sua mãe com isso.

- Ma...mas ousa falar o nome da mamãe?VOCÊ sabia da doença dela,e nada fez para tratá-la,nunca te vi pedir ajuda a ninguém da família,depois da morte dela,nunca te vi sequer apontar minhas tias ou tios,meu ditian não sabia quem era,batian?Nunca vi ou verei,é essa a sua idéia de casa perfeita?Bonecos sorridentes,sem saber suas origens?Quer saber?Me mate,porque não vou desistir do To-ya,quem sabe me encontro com minha mãe,e fico verdadeiramente em paz!

Tais palavras amargas sendo vociferadas por sua filhinha,doeram de tal modo,que o poderoso "meio Clow" ficou sem reação,apenas ficou assimilando palavra por palavra...Nesse interim,Sakura deu seu último ataque contra o mago,utilisando a carta poder,desferiu um poderoso golpe contra a face atordoada de Clow,deixando-o desfalecido no chão,a garota corre para acudir Touya.

Indo até a árvore onde estavam antes,Sakura avista Yukito junto de Touya,quando ela mais perto chegou,sem que percebessem,acabou por ver oque não queria: seu amado beijando a identidade falsa de Yue.

- nã-não pode ser...

Próximo episódio:
==========================
cap. 15 - Fruits Candy.
==========================

Obrigado pela atenção e até a próxima! Cool

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Biia-chan
Soul Eater Fan
Soul Eater Fan
avatar

Mensagens : 358
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 19
Localização : Death City

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qua Mar 07, 2012 6:11 pm

Adorei a cena de luta!!! Está muito bem escrita, assim como o resto da história!
Mal posso esperar para saber o que se vai passar a seguir!!!

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Qui Mar 08, 2012 12:11 am

simplesmente fantastica tal como ja disse estou a gostar cada vez mais continua assim

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Ter Mar 13, 2012 5:17 am

Arigato gozaimasu,essa fic é feita com todo carinho. bunny17

Re-postando mais um ep.:

Enjoy the fic! Laughing
==================================
Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos molhados

episódio 15 - Fruits Candy
===================================

- Ohayo,Sakura-chan!

- Ohayo,Yukito-san. =HANYAU!=

- O Touya me pediu para acompanhar você até o colégio,hoje é o dia do plantão dele.

- Tudo bem. = nem acredito,estou sozinha com o Yukito,e meu irmão está trabalhando,parece um sonho! = - Pensava a garota consigo,enquanto segurava as mãos do seu amado.

Estava o casal passando perto do parque Pinguim,quando de repente,Sakura para,e,olhando Yukito nos olhos,ela se declara:

- Yukito,não posso mais segurar esse segredo...

Com olhar curioso,o jovem fica meio sem reação,e a garota continua:

- Te amo mais que tudo na vida,você é minha razão de viver,sua beleza tanto a de fora como a de dentro me conquistaram,eu sei que sou muito jovem,mas,se você tiver paciência,poderemos ter muitas felicidades lado a lado...-quando foi interrompida:

- Sakura-chan,eu admiro seu amor por mim,e sei que ele é real,mas,acontece que eu já tenho dono,amo seu irmão mais que tudo,e, mesmo que não fosse ele,seria outro rapaz,eu sou gay,bakka.

A confissão entrou pelos ouvidos de Sakura como uma faca afiada,seu mundo de ilusões foi dissolvido,Yukito estava trajado como uma bailarina francesa á sua frente,o mundo em si ficou embaralhado,um forte e ensurdecedor grito,foi ouvido,culminando na imagem de Leed Clow gargalhando...

- SAKURA! - Um forte tapa foi dado,despertando a menina.

- HOE! - Comemoraram o despertar da jovem,que estava ainda assustada.

- O que aconteceu?Eu ... peraí!Lembrei,após a luta com o papai,eu fui em apoio do Touya,quando flagrei VOCÊ -Aponta o jovem moreno- beijando o Yukito!Está louco?Porque?

Tomando folego,Touya começou:

- Bem,Sakura-chan,eu percebi que sem meus poderes não tenho nenhuma utilidade,que homen sou eu que dependo da força da minha namorada?E se uma hora aparecer um adversário poderoso e não sentimental como o papai?Você terá de tomar cuidado comigo e se proteger do inimigo isso é humilhante demais! - Cai de joelhos e fica de cabeça baixa.

- Sakura-chan,tente compreender o lado do Touya,oque aconteceu,pode ter servido de aviso...- É bruscamente interrompido.

- Servido de aviso que o melhor é voltar a namorar meninos,VOCÊ em particular,né,Yukito-san? -Ironizava.

- Nã-não me interprete errado,digo isso em relação ao próprio Touya,eu sei oque ele sente,fui humilhado enfrentando o Clow,e ainda tenho meus poderes,o que se dirá do Touya?Sem poderes sequer para se defender,o que ele poderá fazer em caso de perigo?Se esconder detrás de alguma árvore,e torcer por você?

- Eu entendi oque ele disse,mas, não aceito!Se ele aceitou sacrificar seus poderes em nome do amor de vocês na época,sem pensar nas conseqüencias,paciência,ele não pode ficar choramingando o resto da vida,é levantar a cabeça,e encarar a vida escolhida. - Disse a jovem determinada.

- Você está certa Sakura! - Touya se levanta,e caminha em direção da Sakura e,lhe segreda aos ouvidos:

- Serei sincero: vou me esforçar para recuperar minha energia,e quando conseguir,irei aumentá-la,mas antes tenho de agradecer a dedicação do Yuki,por isso essa noite será minha e dele,não mais ...Algo contra?

- Direto como sempre,esse éo To-ya que eu amo. - Dizia uma Surpresa Sakura,enquanto encarava os olhos negros. - Quem sou eu para contrariar algo tão sincero.

- Ótimo,não me espere acordada,voltarei de manhã.

- Que seja,o importante é que você será sempre meu. - Mordisca um beijo nos lábios de Touya.

Com tudo combinado,os amantes partem por caminhos diversificados,para evitar de se encontrarem com Fujitaka-Clow,após uma caminhada de uns 20 minutos,se encontram em frente á república que Touya está instalado.

- Mais uma vez,peço desculpas por não ter tido muita utilidade,mas tenho certeza que você irá aumentar seus poderes,superando Clow e quem mais aparecer. - Diz Yukito meio sem graça.

- Não se preoculpe,Yukito,você foi de suma ajuda,peitando de igual para igual meu pai,e tenha certeza,vou me fortalecer,e você será o guardião mais poderoso do mundo.. - Sorri a menina.

- Bom,até mais tarde Yuki,se cuida. - Touya se aproxima do garoto,e, encarando-o,dá um suave beijo,oque não perturba Sakura.

- Tá legal,To-ya,até mais tarde,sayonara,Sakura.

Após se despedir,o jovem de cabelos acizentados,volta para sua casa.

Mais aliviado,Touya respira fundo e dá um tapa de leve no bumbum da jovem,que fica arrepiada.

- Esfomeado meu "cavalo" hihihi,acabamos de passar o maior stress de nossa vida e...peraí,até que é uma boa idéia para aliviar.

- Calma com o andor,Sakura-chan,hoje á noite,tenho que "conversar" com o Yuki,nosso assunto posso deixar pra uma hora mais auspiciosa,ne?

- Hum...tudo bem,vamos repor nossas energias. - Fazia biquinho.

- Não fica assim,bakka-chan,o importante é que sou seu até que o mundo se acabe.

- Com certeza,amor.

Ambos entram,e avistam Shibara sentado na recepção:

- Konnichiwa Kinomoto-san,how do you do?

- I'm very right,muito obrigado por perguntar,chegou alguma carta?

- Por enquanto nenhuma,como vai Kinomoto-tan.

- I'm fine,thanks. - Sakura aproveitou para exercitar seu inglês.

- Bom,então vou subir,bye,Shibara-san.

- Bye mister Shibara. - Sorri Sakura.

- Bye,and have a good rest.

Subiram a escada no fim do corredor,adentraram o aposento de Touya,Sakura tratou de procurar algo para cozinhar,enquanto o moreno foi tomar uma ducha.

- Tem certeza que não quer tomar banho primeiro?Posso fazer um almoço delicioso. - Dizia o jovem.

- Hã...Tenho!Melhor você tomar banho enquanto eu cozinho,tenho mais intimidade com o fogão. - Olhava de lado a garota.

- Hai! - Entra no banheiro.

- Bom,só tem soba,então farei yakisoba - analisava a situação da cozinha - Vegetariano,nenhuma carne...NHAY! - Setenciava Sakura.

Após tomar um demorado banho,Touya passa pela cozinha,e vê tudo pronto.

- Pode tomar seu banho,enquanto isso vou bebericar algo.

- Até que enfim,me aguarde,hã?

- Sem problemas.

Após um breve banho,o casal se assenta á mesa,saboreando o reforçado yakisoba acompanhado de chá silvestre.

- Itadakimasu! - Dizem em coro.

- Tá até que comestível. - Brinca Touya.

- Você não cresce mesmo,bakka. - Sorri Sakura.

Satisfeitos com o almoço,o jovem fica á cargo da louça,enquanto que a menina vai descansar um pouco.

Cumprida a missão,Touya apenas se joga no sofá,desmaiando de cansaço.

Passado algumas horas,o jovem desperta,se lembrando de seu compromisso,vai ao quarto,e se despede de Sakura:

- Vou indo,se cuida tá?

- Tudo bem,não se preoculpe.

Descendo as escadas,ele pensa no que dizer á Yukito:

- Kamisamá,só me meto em fria...

Passando pela portaria,Touya saúda o senhor Shibara que estava assistindo a novela numa pequena sair da república,ele teve a iluminação necessária,e se dirigiu rapidamente á uma loja de conveniências,de onde levou uma garrafa de sake de boa qualidade.

- "Espero que agrade." - Pensou consigo e ,carregando um sorriso maroto em seus lábios,o jovem foi ao seu encontro.

Próximo episódio:

Cap. 16 - Love,Temporary Love
=======================================

Espero que tenha ficado legal. bunny22

Sayonará,minna-san! bunny26

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Mar 17, 2012 5:29 am

Olá,tudo bem? Cool

Vim re-postar mais dois episódios,logo,estaremos onde eu parei. bunny10

Então,vamos nessa:
===================================================================

Sakura Card Captors.

Cream Captors - Sonhos Molhados..

Cap.16 - Love,Me,Temporary Love.
====================================================================
.

.

- *DING DÓNG!*

- Sim? Touya!Pensei que você não viria.

- Acha que tenho duas palavras?Bakka.

- O importante é que essa noite é nossa,To-ya.

Ao adentrar a casa,Toya nota a decoração especial,e fica admirado com a destreza de Yukito.

- Fez tudo sozinho ou contratou um decorador? - Caçoa.

- Está duvidando dos meus talentos?

- Nem um pouco,é que você levou tão pouco tempo para tal feito,que parece coisa de profissionais.

- Nyá,é sinal que eu caprichei. - Diz vitorioso. - E essa sacola?

- É uma surpresa para mais tarde.

- Espero que seja algo delicioso!

- Pode ter certeza que é algo inesquecível,Yuki-chan.

Enquanto o jovem se senta no macio sofá,Yukito prepara a janta,levantando um aroma que deixa Touya com água na boca.

- Não sabia que você caprichava tanto nos pratos,achava que era só um mero comilão. - Provoca.

- Quem gosta de comer bem,cozinha bem,my dear. - olhava de soslaio.

Enquanto os amigos desfrutavam do clima de descontração,em outro lugar,num conhecido endereço,um certo mago terminava de se recuperar de um ataque psicológico.

- DANM!Preciso acabar com essa balburdia entre meus filhos!Falar de amor entre irmãos?Não!Sakura me pegou desprevenido,mas vou limpar o nome ea honra da família Kinomoto!

Já numa certa república,Sakura assistia um filme antigo,enquanto matava uma embalagem de salgadinhos,quando ela sentiu uma presença que a deixou inquieta.

- Me lembro dessa presença em Hong Kong,tenho a ligeira impressão que conheço a fonte,mas como me seguiu até aqui?Kami-samá...e agora?

Enquanto isso...

- Pelo cheiro,espero que esteja gostoso,Yuki! - Dizia Touya já morrendo de fome com o cheiro da refeição.

- Você não irá se arrepender,não só o cheiro como o gosto estão maravilhosos,modéstia parte. - Piscava o jovem Tsukishiro.

Entrando na sala de jantar,Touya tem uma bela visão:ambos,tanto mesa quanto pratos estavam cuidadosamente arrumados tal qual um um quadro.

- Parece Sakura,cada detalhe tem que ser irrepreensível,congratulations!

- Que isso,To-ya,foi só um mimo para a visita especial.

Após o delicioso jantar,os jovens,fartos,começaram a conversar sobre banalidades,quando o jovem moreno pergunta:

- Arranja uns copos,please?

- Hai!One moment,please!

Ao voltar com os copos,Yukito se depara com uma garrafa de Suntory na mesa,e Touya com os olhos brilhando.

- Essa éa surpresa?Maravilha,a noite promete! - Firmava.

- Vamos para a sala,que é mais aconchegante,Você lava as louças. - Setenciava Yukito.

- Nada mais justo,você preparou um jantar magnífico,algo tem de ser no meu nome.

Enquanto Touya lavava a louça,pode-se ouvir uma bela música começando a ecoar pelo ar,deixando o ambiente mais harmonioso.

- Bom gosto,hein Yuki?Você está mesmo decidido em transformar essa noite algo único.

- Estou te esperando aqui,verá como será única essa noite.

Numa certa república...

A presença foi ficando mais forte,á ponto de Sakura achar que tinha alguém perto dela.

- Ma-mas não tem ninguém aqui?Será algum fantasma?HOE!Que medo!

=TÓC!TÓC!= - Ouve-se bater na porta.

- HOEEEEEE! - Se assustou a menina com o clima de terror instalado.

- Que-quem é?

- Sou eu,Sakura-chan. - A voz relaxou a jovem.

- Tomoyo?Arigatou Kami-Samá! - Se alivia a menina.

Ao abrir a porta,abraça a prima como se fosse uma tábua de salvação.

- Q-que aconteceu,Sakura-chan?

- Acho que a falta do Touya deve ter me deixado impressionada,achei que tinha fantasmas aqui.

- Você ainda não perdeu esse medo,Sakura-chan? - Sorria.

- Tem coisas que são difíceis de deixar de lado.

- Não vai perguntar porque estou aqui?

- Nem precisa,só sua presença já salvou minha noite.

- Que isso...*vermelha* - Então - Vim saber da luta contra seu pai,fiquei sabendo pelos comentários alheios,de explosões,ventanias,me toquei de primeira que era você contra alguém bem forte,logo, seu pai.

- Desculpa,Tomoyo-chan,foi tantas coisas ao mesmo tempo e numa profusão,que acabei me esquecendo de te contar oque houve.

Sentada,Tomoyo escutava atentamente todos os pormenores que lhe era passada.

- WOW! - Tudo isso Sakura-chan?E vocês não têm medo de uma represália de seu pai?Afinal,você pegou num ponto que ele nunca havia revelado ou tocado.

- Sei dos riscos,mas,também sei que ele nunca faria algum mal com seus filhos,mas, estamos sempre alertas.

=TÓC...TÓC! - Alguém batia na porta.

- Á essa hora? - Se espantava Sakura. - Quem é?

- ...

Com uma carta na mão,Sakura abre devagar a porta,olhando assustada para a presença á sua frente:

- E-Eriol?

- Surpresa,my lady? - Dá um leve sorriso.

- Eu não acredito,você não estava em Londres?O que te tras á uma hora dessas á Tomoeda? - Perguntava uma confusa Sakura.

- Desculpe-me o mal geito,Sakura-kun,é que acontecimentos me impulsionaram a te vigiar, e resolvi de bom termo te revelar agora.

- Então era você a presença que senti em Hong Kong ?Sabia que reconhecia a energia.

- Me desculpe pelo suspense,não consigui evitar. - Dá um sorriso ligeiro.

- Bom,já que estamos aqui,pode entrar,e me conte oque se passa.

- Thank you,dear Sakura.

Após se acomodar no que lembrava um sofá,o jovem começou a falar:

- Bem,tudo começou quando eu estava aperfeiçoando técnicas de conjuração,e uma vibração diferente atiçou meus sentidos,logo senti que minha outra parte estava saindo do bom senso,fiquei curioso,e fui averiguar,o oráculo me revelou todos os acontecimentos,te segui para acompanhar os passos de Fujitaka,de repente,ele poderia surtar,e fazer alguma loucura.

Enquanto isso na Maison Tsukishiro,Touya se sentava no macio sofá,olhando o suave rosto de Yukito.

- Yuki,vamos provar esse néctar dos Deuses - Abre a garrafa de sake,e sente o aroma da bebida.

- Hum...por mim,eu beberia você primeiro,depois o sake,To-ya.

- Seu guloso. - Dá um sorriso maroto.

Bebendo um gole,Touya se aproxima do amigo e, encostando os lábios ele apenas diz:

- Beba,então.

Com um delicado mas intenso beijo,Yukito abraça o jovem moreno,instigando cada sentido,brincando com a língua,enquanto mãos hábeis dedilhavam o peito definido,Touya apenas arfava,e com um simples movimento,Yukito foi deitado no sofá,e ficou á merce dos lábios ardentes que buscavam seus mamilos,que eram prontamente sugados.

- Hoje você é meu,Yuki.

- Não seja delicado comigo,me faça te sentir,To-ya.

Após percorrer o abdomen,mordiscadas chegaram ao alvo principal:a virilha,por dentro da calça podia-se ver a gratificação do jovem.

- Ainda nem começamos,já está alegre? - Sorria Touya.

Após ver o tímido sorriso de Yukito,começou a atiçar ainda mais,mordiscando de leve a púbis,deixando o jovem colega soltar grunhidos de prazer.

- I-isssso é muito bom. - Falava de olhos fachados.

Quando repentinamente,arrancou a calça do rapaz de cabelos cinzentos,e começou a masturbar seu membro,dando sorvidas ,para evitar que acabasse logo,Touya parou,e se despiu revelando o atlético corpo,com sua ereção quase arroxeando o firme membro,colocou Yukito numa posição confortável,e encaixou suavemente,deixando saborear cada centímetro do prazer.

- T-To-ya,que delícia,ahnnn...

- Se prepare para cavalgar. - pegou Yukito pela cintura,e colocou no colo.

- A-AAAAAIIIIII!Seu cavalo,andou usando bombas? - Cutucava Yukito.

- A Sakura disse o mesmo. - Se gloriava Touya.

E assim eles foram experimentando posições (vistas em filmes),até chegar o grande clímax,Touya fez questão de masturbar Yukito com vigor para poderem gozar juntos.

- Eu...não aguento mais,Yuki... - No mesmo instante que Yukito sente uma corrente poderosa fluir.

- Então somos dois,To-ya...

- AAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHH! - Conseguiram se banhar mútuamente com o fervente leite.

Após o frenesi,se tocaram onde estavam,e como ficou o ambiente.

- Tanta frescura,tanto capricho,pra sujar tudo com gozo,afs! - Ironizou Touya.

- Bom,foi algo mútuo e não podemos achar ruim,ao contrário foi muito bom,ne?

- Não discordo,mas,poderíamos ter usado a cama. - olha de soslaio.

-haahahahahahaha! - Riem os dois.

Enquanto numa certa casa...

- Já sei oque fazer. - Pega um quadro rúnico,e se concentra.

- Hum,é aí que você está?Agora vou te ensinar á respeitar os mais velhos!

.

.

Não perca próximo ep. 17 - Até que a morte os separe.

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Biia-chan
Soul Eater Fan
Soul Eater Fan
avatar

Mensagens : 358
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 19
Localização : Death City

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Mar 17, 2012 5:32 am

Como sempre, estou a adorar!!!!!
Muito bom. porfavor nao pares de postar a fic aki !!!

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Mar 17, 2012 5:47 am

Sakura Card Captors

Cream Captors - Sonhos Molhados

Cap. 17 - Até que a morte os separe.
==========================================
- L-loucura?Que tipo de loucura meu pai poderia fazer mais do que já fez? - Dizia uma assustada Sakura,enquanto encarava a outra parte de Clow Leed.

- Como você me relatou,ele foi pego de surpresa,e com certeza uma hora vai se recuperar,e te caçar com muito mais ira,e temo que dessa vez,ele esqueça o amor por vocês e faça oque não deve...

- Mas,eu tenho certeza total que meu pai não faria algo tão radical,á ponto de exterminar seus filhos,ele nos ama demais,e estou me garantindo nisso.

- Mas...oque garante que ele vai pensar em amor após tal humilhação?E a questão dele ser radicalmente contra o amor de vocês?

- Bem,em relação á isso,SE ele continuar destemperado,terei de enfrentar o papai com tudo oque eu tiver disponível... - Coça a cabeça.

- Nesse caso,não sou muito de participar de contendas,mas,se for necessário,tenho de acalmar meu outro lado descontrolado. - Dá um sorriso.

- Fala sério Eriol?Nem sei oque dizer!Arigato gozaimashite!

- Não agradeça,Sakura-chan,temos que nos preocupar com Fujitaka-san,primeiro.

- É...tem razão.

...

- Sabe,Yuki-chan,você devia ter usado esse artifício á mais tempo,quem sabe teria me conquistado de vez,mas,Sakura-chan chegou primeiro. - Caçoava Touya.

- Você nunca me deu oportunidade,mas,se quiser,posso ser sua concubina. - Encara com olhar lascivo.

- Esqueça!Sou fiel á Sakura. - Diz,categórico.

Após terminarem de arrumar a bagunça,ficam sentados no sofá,tentando achar algo de interesse na tv.

- Sabe,To-ya?Tem coisa mais interessante lá no quarto,que tal?

- Quem diria,Yuki?Você está bem saidinho...Hum,ainda temos mais um tempinho até raiar o dia,dá pra se divertir um pouco mais.

Touya se dirige para o quarto,e olhando para Yukito pergunta maliciosamente:

- Você não vem?

- Mas é claro que sim.

Chegando mais perto do jovem moreno,Yukito o encara e lhe dá um suave beijo,percorrendo os fortes braços,lhe arrancando pequenos arrepios.

- Assim que eu gosto,faça mais,Yuki-chan.

Repentinamente,Touya é empurrado contra a macia cama que o aguardava,deitado,ele observava seu amigo se aproximar,e abaixar-se aos seus pés,o jovem Tsukishiro com hábil língua começou a brincar com os pés do moreno,aumentando seu tesão.

- Ma-maravilha!Estou quase no ponto,continue,onegai!

Subitamente,as luzes se apagaram,assustando ambos.

- Você não pagou as contas,Yuki?

- Sim,mas que estranho,não avisaram nada nos jornais que ia faltar luz...

Uma poderosa energia invadiu o ambiente,arrebatando ambos,deixando seus corpos congelados.

- Nã-não pode ser,ele veio até nós. - Dizia Yukito prevendo o pior.

Nesse interim,as luzes voltaram,e revelou-se uma densa névoa nefasta,e do seu interior eclodiu quem não queriam ver...

- ACHEI VOCÊS DOIS! - De forma seca disse Fujitaka mais Clow que o costume.

- E-essa energia é...

- Sim,meu caro ex-servo,vim terminar meu serviço,você escolheu seu lado,AGUENTE!

- Mas,papai,você tem de entender,-pensei que tivesse entendido ao menos-,amo Sakura-chan,e mesmo que você me mate,isso não irá mudar,ela continuará me amando.
- Por fim declarou Touya,munido de toda coragem disponível.

Ignorando oque foi dito,Fujitaka partiu com fúria para cima de seu filho.

- Ainda diz que ama ela,dando uns catos em seu amigo?NÃO ME FAÇA RIR!E se recomponha,é ridículo matar alguém em tanta desvantagem. - Diz,olhando de lado.

Após se trocarem rapidamente,Touya tenta tocar o coração de seu pai:

- Pa-papai,era só uma despedida e agradecimento para o Yukito,não era oque o senhor estava pensando,o senhor ea mamãe sempre me ensinaram a agradecer quem ajuda,eo Yukito sempre me ajudou...

- NÃO DIGA O NOME DE SUA MÃE,SEU PORCO INCESTUOSO! - Censurou.

Direcionando suas mãos em direção de Touya,Fujitaka manifesta uma imensa esfera de energia.

Enquanto isso...

Enquanto conversavam,Eriol parou um instante,o mesmo fez Sakura,sentindo uma enorme vibração,ambos se encaram e partem em direção á casa de Yukito.

- Espero que não seja tarde,Sakura,como não senti essa energia á mais tempo?

- Acho que meu pai escondeu seu poder até agora,nem eu senti sua presença.

Na casa de Yukito...

Sem remorso algum,Fujitaka libera a volumosa esfera de poder contra Touya,que apenas fecha os olhos,por nada sentir,abre os olhos,e vê Yue á sua frente,aparando a energia.

Após dispersar a força e relativamente cansado,o guardião da lua,encara Clow e declara:

- Serei seu adversário,mago covarde.

- Reuniu coragem para me encarar,Yue?Bom...

Mais que depressa,Yue manifesta aros de energia,e os lança em direção de Clow,que apara o ataque com uma poderosa aura,fazendo pouco caso,apenas olha com desprezo...

- Só isso?Quando eras meu servo,tinha poder para ao menos me tontear,decepcionante...

Já demonstrando um leve desconforto,Yue pensa consigo:

*- Não posso lutar corpo á corpo contra Clow,nesse meu atual estado,Sakura,porque você não evoluiu mais?O máximo que eu posso fazer,é usar tudo agora,ou estaremos mortos,To-ya,eu te amei mais que minha vida,mas, não posso deixar ele te destruir,Saiyonará,daarin*

Manifestando seu arco,Yue reune toda sua energia num único ataque,ampliando sua flecha de forma drástica,mira para a cabeça de Fujitaka/Clow,que estava aguardando receber o ataque.

- Vai demorar,criança das trevas?Se você não vier,eu vou.

No extremo do seu limite,Yue não aguentando mais acumular energia,lança a incrível flecha que parecia um turbilhão ensurdecedor,devastando metade da sala e atingindo de forma certeira Leed Clow,que desaparece com a bestial energia,já com a vista falhando,Yue cai duramente no chão,com um breve sorriso nos lábios.

- C-consegui?Não acredito...

Em questão de poucos minutos,se ouve:

- Não acredite mesmo,ex-servo inútil!

Um olhar de horror foi a única resposta do guardião antes de cair apagado de exaustão.

- Hunf!...Agora você! - Aponta para Touya.

- E-e-eu não acredito,Yu-Yukitooooo!

Ao gritar,Touya correu desesperado para o corpo desfalecido de seu amigo,num único movimento,o mago,com suas roupas rasgadas,e um braço quebrado,ainda faz um movimento com o braço são,e paralisa seu filho com facilidade,se aproxima dele,e balançando a cabeça em negativa,diz,encarando nos olhos:

- Meu filho,porque VOCÊ sendo o mais velho,não repreendeu sua irmã,me contou ou algo assim?Foi por pura curiosidade perversa?Tara?Você tem tantas primas,lastimável, se você ficasse com o Yue,eu nem ligaria pra isso,mas não,tinha que ser Sakura...

- TOUYA! - Gritou uma Sakura aflita por ver a cena desoladora.

- Chegou até que enfim,minha filha. - Sorriu docemente.

- Não acredito no que você fez! - Dizia Eriol pasmado com a cena de guerra ora instalada na sala.

- Eriol,que bom te ver está interessado em desfazer o feitiço e torna-nos um só? - Ironizou Fujitaka/Clow

Usando hábilmente a magia da Carta Fogo,Sakura cega temporariamente Clow,libertando seu irmão,e caminhando até Yue,Sakura tentando acordá-lo,vê o que não queria:

- YUE ESTÁ MORTO SEU MALDITO!VOCÊ ME PAGA! - A fúria cresce no puro coração...
================================================
Não perca o próximo capítulo: 18 - Dark Heart.
================================================
Espero que tenha ficado ao agrado. Laughing

Até a próxima! bunny11

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Sab Mar 17, 2012 6:10 pm

Adorei continua simplesmente fantastica continua ^^

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Mar 25, 2012 2:45 am

Fei- cháng gàn xìe Laughing

Venho trazer mais dois cap.,logo,voltaremos aonde paramos.
======================================================

Sakura Card Captors
.

Cream Captors - Sonhos Molhados

.

Cap. 18 - Dark Heart.
=====================================
.

.

Poderosas ondas de energia invadem o ambiente,fazendo os olhos esmeraldas da jovem tomarem uma tonalidade diferente,tão negros quanto o manto que se formou no ambiente.

Indiferente ao que acontecia,Leed Clow,apenas suspirava de tédio:

- Então as trevas adormecidas de minha filha afloraram? Interessante...

Como um passe de mágica,o estranho manto que invadia o ambiente,foi absorvido pelo corpo de Sakura.

- AAAAAAAAAAAHHHHHHHH! - Esbravejou com o forte choque de energias.

Após a recepção energética,a jovem recobra os sentidos,e olha fixamente para seu pai:

- Você vai me deixar viver em paz,por bem ou por mal!

- Acha que TRANSAR com seu irmão é viver em paz?Acha que vai me convencer que esse sentimento é lindo?HÁ!!! - Ironizava o mago...

Antes que terminasse de falar,Clow foi brutalmente atingido por uma esfera de energia tal qual um soco,ao ponto de virar seu rosto.

- Essa doeu...Então sua resposta é essa?

Manifestando seu círculo mágico ao redor de Sakura,o mago faz um gesto com as mãos,e como que por correntes,o orpo da jovem é amarrado,se aproximando,Clow olha vitorioso:

- Isso é todo seu poder?Lamentável,minha filha...

Mas,com um gesto brusco,ambos,a corrente energética e o mago são para longe jogados.

- Agora é minha vez,"papai"...

A sala voltou a ficar tomada pelas trevas,e de forma sinistra Sakura sorri,e faz um encantamento:

- Seredop sad savert,madneta sá snedro ed aus artsem,meliuqina uem ogimini,me menom ed arukaS.

Imediatamente,violentas vibrações investem contra o corpo de Leed Clow,atacando-o constantemente,deixando o mesmo cambaleando.

Não satisfeita,a jovem se aproxima,e dando mais um sorriso,ergue a cabeça de Clow,e diz sussurrando:

- * Ainda acha que vai me deter? *

Largando a cabeça de Clow com descaso,a jovem se posiciona no centro da sala,e faz uma última invocação,manifestando feixes de raios que brotam do solo,ás suas mãos.

Direcionando as palmas em direção ao ambiente,uma vultuosa esfera de energia se formava.

- Não fará nada,Eriol? - Dizia um Touya assustado com o rumo da luta.

- Infelizmente não posso lutar comigo mesmo,se o Fujitaka for destruído mal não será,pois posso voltar á meus 100% ,se algo acontecer com a sala,posso te proteger,não se preocupe.

- *Isso me conforta que nem dor de dente.* - Murmura Touya.

- Para isso você veio até aqui?

- Se não tiver outra opção,ou se Sakura-tan falhar,terei de agir,ou seremos mortos.

Quando a outra parte de Clow acabava de falar,a esfera foi lançada,acompanhada de um enorme estrondo,e uma luz ofuscante,quase cegando os presentes.

- NÃÃÃOOOOOOOOOOOO! - Foi o máximo que Touya pôde fazer ante tal cena apocalíptica.

Com a casa devastada por completo,o jovem de cabelos negros abre lentamente os olhos,e vê Eriol com seu báculo fazendo um círculo transparente,motivo qual deles não terem morrido.

- KA-KA-KAMI-MI-SAMÁ!A casa do Yuki virou pó,se você não estivesse aqui eu poderia estar bem morto,a-arigato-gozaimashita,Eriol-kun.

- Não agradeça ainda,olhe. - Aponta para Sakura.

A jovem estava de pé ante os destroços e dava infinitas gargalhadas,se encaminhando ao que parecia os despojos de Clow,parou imponente e ficou encarando com desprezo.

Quando Sakura sente uma abrupta falta de ar,como se algo pressionasse sua garganta com muita força.

Materializando-se,Clow surge frente á jovem,lhe erguendo com o braço direito.

- Esqueceu,minha filha?EU SOU LEED CLOW!Nada e ninguém pode com meu poder,terei que acabar com a origem do mal na família,tentei ser amoroso,mas não deu,tentei poupar você,mas VOCÊ não aceitou,gomenasai,musume.

Quando Fujitaka/Clow acabara de falar,uma luz suave fez com que as trevas ora imperantes,fossem aniquiladas como se fossem nada,assustando á Clow,e Sakura.

Como uma suave brisa,trazendo um bem estar uno,se manifestou quem portava tal poder:

- NA-NADESHIKO!Você aqui? - Dizia um hipnotizado Clow.

- Sim,Fujitaka,não posso assistir de braços cruzados você matar nossa filha. - E continuou:

- Á que ponto vocês chegaram!Matar a nossa filhinha? - Aponta para Clow.

Fujitaka,olhou para baixo,despertando para seu erro.

- Matar seu próprio pai? - Aponta para Sakura.

Sakura olha de lado,sem respostas.

- Onde está o bom senso?Desde quando amar foi algo tão condenável?Esqueceu o inferno que passamos com minha família,Fujitaka?E eu ou você,desejamos matá-los?NÃO!Desejamos seguir nossas vidas em paz,fazer o melhor e seguir em frente,aí eu pergunto,vale á pena esse desvario todo?

Tais palavras tocaram o interior de ambos,cessando a guerra de clima nefasto e cheiro de sangue,dando lugar a uma nova energia,apesar da visão desoladora,há paz.

- Por que eles pararam? - Questionou Touya.

- Por você ter perdido seus poderes não pode ver,mas,sua mãe está á apaziguar as coisas.

- MÃ-MÃE? - Arregalou os olhos tentando ver algo.

Se aproximando de Fujitaka,Nadeshiko abraçou-o ternamente.

- Me desculpe,Na-chan,eu não queria o mal da nossa filha,fui levado pelos acontecimentos,quando menos esperava estava envolto em trevas,fui fraco,e não acordei para isso.

- Só prometa não voltar á tropeçar,cuide de nossa filha,proteja-a,isso te fará mais que um mago poderoso,te fará um homen ,afinal de contas,não existe o destino,só o inevitável,não é? - Olhou para Eriol.

E continuou:

- Não entendo em qual ponto da história Sakura se apaixonou por Touya,e Touya por Sakura,mas,inevitávelmente é motivação para querer matá-los?

- Não,querida,você tem razão,fui absurdamente hipócrita,sorry.

Lentamente,a imponente aparência de "Senhor das Trevas",vai dando lugar ao Fujitaka de sempre,limpando a energia do local.

- Já fiquei tempo demais aqui,tenho de voltar. - Olha carinhosamente para Sakura:

- Minha filha querida,nunca esqueça que mamãe te ama.

- T-tá,okaachan. - Diz uma maravilhada Sakura.

Olhando para Touya,Nadeshiko faz um gesto e deixa por uns instantes ele ver ela por inteiro,ela acena sorrindo ternamente para o filho.

Pasmo,Touya apenas olha com lágrimas nos olhos.

E levada como um suave vento,Nadeshiko desaparece..

- Quem diria,Na-chan,você teria de aparecer para por bom censo nesse cabeça-oca. - Dizia sozinho,Fujitaka.

Respirando fundo,o mago mais calmo,olha para a filha e diz:

- Filha,eu...te peço desculpas por ter sido tão cego,quem sou eu para censurar alguém?

- Pai,eu que tenho de te pedir perdão por não ter revelado desde o príncipio.

- Sakura,eu sei que sou contra,mas,se essa é sua vontade que seja respeitada.

Se virou para Touya e disse calmamente:

- Filho,venha aqui.

Touya,ainda bobo com os acontecimentos,se direcionou aos dois, e recebeu um abraço terno do seu pai.

- Perdão filho,por ter sido eu o incoveniente,e fazer tanta besteira.

- Uma coisa eu sei pai,não o fez por mau,mas,para o nosso bem,mesmo que tenha perdido o te agradeço por se preocupar tanto conosco.

Após um abraço coletivo,Eriol,discretamente,diz:

- Sem querer ser estraga-prazeres,e quanto á Yue?Seu corpo ainda está no meio dos escombros algo precisa ser feito.

- É verdade,ele tem razão. - Concordava Fujitaka/Clow.

Após procurar insistentemente pelo corpo,acharam Yue,entre destroços carbonizados.

- NÃO CREIO! - Dizia Sakura assustada com a cena.

- Ainda tem um geito de recuperar o guardião só preciso da ajuda sua,minha filha.

Acenando em concordância,Sakura seguia as ordens de seu pai,e empunhou os braços em direção de Yue,Clow fez o mesmo.E aumentando a concentração,Eriol,enpunhando seu báculo,recitava feitiços em uma língua desconhecida ou ignorada pelos mortais.

Uma poderosa esfera energética envolveu o corpo de Yue,reconstruindo-o tal qual a um brinquedo,com o término do feitiço,o corpo foi largado ao chão,Sakura e Touya foram prestar socorro:

- Yuki,fale por favor,diga que está tudo bem. - Dizia Touya.

- Yue,responda,abra os olhos. - Falava uma aflita Sakura.

Aos poucos,o corpo inanimado,responde,com um pequeno movimento dos membros e um semi-abrir de olhos.

- YUKITO! - Gritavam aliviados.

- AAAIII.... - Dizia Yukito,passando a mão na cabeça. - ...Mi-minna-san,a presença de Clow com vocês,é sinal de que a guerra acabou,que bom,me sinto mais aliviado por te-lo como aliado de novo,Leed Clow.

- Não,Yukito,me chame pelo meu nome Fujitaka Kinomoto,hai?Prefiro deixar esse lado adormecido mesmo.

- Isso é bom,após essa restauração,me sinto bem mais evoluído,acho que minha força aumentou,nem que seja um pouco,arigatou Eriol,Fujitaka,Sakura-kun.

- E agora?O que faremos com essa bagunça toda? - Disse Touya peocupado com a reação dos alheios.

- Estou esgotada,nem pensar em cartas por enquanto. - Disse Sakura,se escorando em algum entulho.

- Por ser a outra parte de Clow,e carregar seus poderes,posso restaurar a cena,e ninguém se lembrará do ocorrido,mas,isso me custará muita energia. - Dizia Eriol de modo categórico.

- Posso ajudar,antes de encerrar de vez essa metade de Clow em mim. - Declarou Fujitaka.

Ambas as partes de Clow ergueram as mãos em direção á cena de guerra,e declamaram um feitiço arcano,fazendo as coisas voltarem lentamente ao lugar.

Após o feitiço,a cena era de total normalidade.

- Precisamos de um bom banho,estamos só o pó. - Dizia Eriol.

- Eu peço,entrem em minha casa,e sirvam-se de seus recursos. - Yukito falava enquanto abria a porta.

- Bem,que assim seja. - Todos concordavam.

E assim,todos os participantes entraram na casa Tsukishiro,para se renovarem...

.

.

Não perca o próximo capítulo: 19 - Um novo recomeço.

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
washu_genius51
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/01/2012
Idade : 31
Localização : são paulo

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Mar 25, 2012 3:17 am

Sakura Card Captors
.

Cream Craptors - Sonhos Molhados.
.

Cap. 19 - Um Novo Recomeço.
===============================
.

.

.

Ao entrarem na residência,ficaram boquiabertos com o capricho que tudo estava organizado:

- Foi você que organizou,Yukito? - Dizia Sakura.

- Sim,como meu tempo me permite,faço o meu melhor.- Podem se acomodar,onegai,ne!

E sem muita cerimônia,Eriol se jogou no macio sofá,enquanto Fujitaka,ainda meio tonto com a magia que utilizou,se jogou na poltrona finamente estampada e fechou os olhos,Touya e Sakura se assentaram no macio sofá dois-lugares,Eriol e Yukito,se acomodaram num sofá tres-lugares igualmente estampado,um lustre de cristal clássico centrava o teto,mostrando simetria na arrumação da sala,uma suave música ecoava pelo corredor até a sala.

- Sua casa é muito aconchegante,Yukito-kun. - Dizia Fujitaka,olhando para o casal de irmãos.

- Arigato,Fujitaka-san. - Sorri Tsukishiro.

- E vocês?Já pensaram o que vão fazer? - Apontou para o casal.

- Bem,papai,nós... - Touya foi interrompido.

- Me refiro á situação de vocês!Vocês não poderão ter filhos,posto que a consangüinidade impõe limitações á gerar uma vida,casamento,hoje em dia,há limitações,salvo casos especiais.

- Como eu ia dizendo,papai...adotar um filho não é de todo mal,casamento,é mais uma convenção,oque importa,éo amor que sinto pela Sakura-chan,portanto me unir diante dos homens e nada...

- Pensou em tudo,né?Bem,não vou dizer que sou á favor,mas,se Nadeshiko não é contra,oque posso dizer?

- Arigatou gozaimashite,otosan! - Diz Sakura,abraçando Touya.

- E você,Eriol?Está pronto para outra? - Cutucava Fujitaka.

- Do geito que estou quebrado,magia,só daqui á duas semanas. - Falava Eriol de olhos fechados.

- Já que a oratória é minha,peço de forma mais polida,gomen nasai,Yukito,por ter sido tão rude.

- Não se preoculpe senhor Fujitaka,não posso lhe culpar,o senhor estava defendendo sua prole - de forma exagerada- mas,o importante,é que o bom senso voltou.

- Sempre bonzinho,Yuki! - Caçoa,Touya.

- AUH! - Grita o mesmo,após ser beliscado por Sakura.

Todos os presentes dão uma descontraída gargalhada.

Após um tempo de descanso,os Kinomoto se despedem:

- Muito obrigado,por tudo Yukito,e mais uma vez perdoe o mal geito. - Diz Yutaka.

- Até mais,Yuki,e se cuida! - Touya diz,enquanto abre a porta.

- Mais uma vez,você foi de extrema ajuda,arigato,Yukito-kun. - Sakura fala,enquanto é empurrada por Touya.

- Disponham,estou ao dispor sempre.

Enquanto saiam,Eriol,olhava tudo de soslaio,sentado no sofá,fingindo estar dormindo.

- Finalmente saíram,agora podemos conversar. - Dizia Eriol,enquanto encarava Yukito.

- So-sobre oque?

- Nessa última luta,seu desempenho foi sofrível,nem para barrar minha outra metade teve força. - Falava de forma habitualmente fria.

- Pelo menos eu tentei,mas admito,enquanto Sakura-chan,não evoluir,meus poderes,não irão além! - Falava Yukito,preocupado.

Na rua,á caminho de casa,Fujitaka ficava incomodado com seus filhos aos abraços e beijos logo atrás.

- * Não conheço vocês...* - Repetia mentalmente.

Ao chegar,Fujitaka gentilmente pediu para seus filhos entrarem, o fizeram.

- Podem tomar um banho,que vocês estão deploráveis.

- Hi,otosan! - Responderam ao entrar.

Subiram rápidamente as escadas,e trataram de entrar no banheiro.

- Saudades de um banho,Imoto-chan! - Dizia Touya,enquanto se despia.

- Digo o mesmo,essa quase morte,me mostrou o valor dos pequenos momentos. - Respondeu Sakura assistindo o strip involuntário de Touya.

- Vamos? - Convidou Touya,enquanto entrava no banho.

- Estava esperando por isso,irmãzinho... - Dizia com um malicioso sorriso.

Ao entrar no chuveiro,foi recebida com um caloroso beijo,que lhe arrancou arrepios.

- Saudades desse momento,niichan!

Os beijos foram se prolongando ao pescoço macio da jovem,ao qual foram se transformando em mordidinhas,que fizeram Sakura virar os olhos de tesão.

- A-ai...aaah...é minha vez! - Dizia,já mordendo de leve a orelha de Touya.

Mordiscou até chegar aos lábios sedentos do jovem moreno,se demorando,saboreando cada centímetro,descendo pelo queixo,começou dando lambidas no atlético peito,até chegar á fonte dos desejos.

- Saudades de você,meu "cavalo". - Disse Sakura,antes de saborear o ríjo membro de Touya.

- Me-meu Kamisamá,vou pirar! - Balbuciou Touya,ante a gostosa e macia boca de Sakura.

- Mmmmm...- Respondeu,a jovem de olhos esmeraldas.

Antes de Touya chegar ao extase,Sakura se posiciona,e deixa seu onisan encaixar,levando-a ás estrelas.

- Não seja carinhoso,me castigue,seu cavalo delicioso!

Dando estocadas mais fortes,pôde sentir os limites de sua imouto,dando-lhe êxtase,e,por fim,a jorrente do leite quente banha as costas e o interior de Sakura.

- KAMISAMÁ,QUE GOSTOSO! - Ambos gritam,sem se conter.

- Meu Deus,meus filhos estão transando no banheiro,á que ponto cheguei... - Dizia Fujitaka,consigo,colocando a mão na testa.

Após o "relaxante" banho,se abraçam ternamente,e descem as escadas.

- Otosan,gomen pelo barulho. - Diz Touya,enquanto desce as escadas,segurando as mãos de Sakura.

- Oque se há de fazer,né?Na idade de vocês,é normal. - Falava Fujitaka olhando para o alto.

Enquanto isso,Eriol deu um último conselho á Yukito:

- Tente evoluir sua magia,não dependa só da magia de sua dona,vai lhe fazer bem.

- Vou fazer isso,acabei relaxando,admito,arigatou gozaimasu,Eriol-kun. - Sorria Yukito.

- Diá matá, né. - Se despedia do guardião de Sakura.

- See ya! - Responde Yukito,enquanto fecha a porta.

Quando o "casal" Kinomoto está namoricando no sofá descontraídamente,é ouvida a campaínha.

- Espera alguém? - Diz Touya á Sakura.

- Que eu saiba,não!

Touya,vai atender e,para surpresa de todos:

- Rika!Naoko!Chiharu! Á quanto tempo!Podem entrar! - Dizia Sakura de forma calorosa.

- Faz tempo que não nos vemos,viemos fazer uma visita,ver se está tudo bem. - Dizia Rika,com um largo sorriso.

- É,faz tempo,eu já estava com saudades,alguma novidade? - Dizia Naoko.

Quando apareceu,Fujitaka,e ficou meio sem geito com tantas garotas bonitas em sua casa.

- Ouvi a campaínha tocar,pelo visto,Touya já atendeu. - Dizia,de forma displicente.

- Papai,acho que o senhor se lembra de minhas amigas:Chiharu-chan,Rika-chan e a Naoko-chan! - Dizia Sakura toda empolgada.

- Radimemashite! - Diziam em coro.

- konichiwa! - Respondeu Fujitaka,reparando na beleza das amigas de sua filha.

Meio que tímidamente,Naoko olhou de rabo-de-olho para Fujitaka.

- Vou voltar para a cozinha,estão servidas de algo?

- Não se preocupe,está tudo bem. - Diziam por vez.

- Sumimasen,minna! - Se retirou.

- Então,me contem novidades,tou morrendo de curiosidade! - Dizia Sakura,enquanto sentava.

- Temos novidades fresquinhas,mas,em troca,conte seus segredos,Sakura-chan,ok?

- Aceito o desafio,Chiharu-chan,mas,primeiro vou escolher uma de vocês para me revelar um segredo,vejamos...

- Me diga Rika-chan, - Aponta para Rika - já se casou,com Terada-sensei? - Sakura pergunta sem fazer cerimônia..

- Poxa,justo eu a primeira?Hã...vamos lá! - Sorriu maliciosamente a garota.
===============================================

Acompanhem o próximo ep: 20 - A História de Rika.
===============================================
Espero que tenha agradado,e até apróxima! Cool

_________________


I'm open your mind.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TsukiGirl
Elfen Lied
Elfen Lied
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 27/12/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Mar 25, 2012 9:59 pm

gostei imenso destes dois capitulos

continua fico a espera de ler mais

_________________


http://nipponmagicworld.forumais.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tsubasachronicles.ativoforum.com/forum
Ilaris
Suigintou Mod
Suigintou Mod
avatar

Mensagens : 288
Data de inscrição : 18/12/2011
Idade : 21
Localização : Nothingland

MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   Dom Abr 01, 2012 2:47 pm

Ilaris is with a smutt face! MHUAHAHAHA

*cara que eu faço de cada vez que leio smutt MHUAHAHAHAHAHA*

_________________




Serei a única a achar o Baby Beelzebub o bebe mais adorável do mundo anime?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fic: Cream Captors - Sonhos molhados SCC (18 +)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Quartos dos sonhos!!
» Jardins Proibidos [II]
» Oneirocinese
» Qual seu personagem favorito de Sakura Card Captors?
» Outros itens colecionáveis que você quer ter: sonhos e pretensões!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Anime Girls :: Animes/mangás e afins :: Fanfics/Fanarts-
Ir para: